Marketing Nutricional
blog

Desmistificando a situação da Carne de forma Técnica para o Mercado de Consumo brasileiro.

"A pecuária brasileira, setor responsável por 7% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional e que, “dentro da porteira”, emprega mais de 3,16 milhões de pessoas, vem passando por um momento bastante delicado. Em 17 de março, dia em que a operação Carne Fraca foi divulgada pela Polícia Federal, o ritmo de negócios envolvendo boi gordo, suíno vivo e aves ficou significativamente lento em todo o Brasil.

Agora, passadas algumas semanas, a crise envolvendo o setor de proteína animal vai sendo aparentemente dissipada. A imprensa e, principalmente, consumidores passaram a avaliar que não se pode colocar toda a carne brasileira em uma mesma “vala comum”.
Fonte: Zero Hora.

Após essa passagem de reportagem que achei muito pertinente ao meu artigo, gostaria de fazer uma pergunta a todos nós consumidores de carne animal;

Será que os brasileiros estão correndo risco ao consumirem a carne bovina?

BLOG

Os brasileiros, apesar de ter um grande hábito de consumo de carne em sua alimentação, acredito que pouco conhecem sobre carnes bovinas.

Muitas pessoas não se preocupam se o gado foi abatido legalmente ou clandestinamente, pois muitas das vezes a procedência da carne não é levada em consideração, tampouco os processos industriais de manipulação, congelamento e maturação, ocorridos no frigorífico.

Até mesmo, muitos proprietários de restaurantes não estão preocupados com a procedência, infelizmente, muitas vezes se rendem a marcas de qualidade inferior, somente para conseguir um preço de “promoção”. É claro que há exceções, mas falo do quadro geral do Brasil.

Sem as noções básicas de Segurança Alimentar e um mínimo de controle de qualidade, todos os dias, milhares de pessoas estão expostas ao risco de toxinfecção alimentar.

E como saber se a carne tem qualidade na hora da sua compra?

BLOG

- Adquirir carnes inspecionadas pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF).

A ausência desta informação é um indicio de procedências duvidosas e você corre o risco de estar consumindo carne que não atende uma ou varias das exigências de garantia de qualidade.

- Procure comprar num estabelecimento de sua confiança, que tenha condições sanitárias adequadas;

- Verifique se o balcão frigorífico é mantido em temperatura constante e se há excesso de produtos;

- A carne bovina tem características próprias, qua a tornam fácil de ser reconhecida. Perceba se a carne tem a coloração vermelho-cereja brilhante,odor característico de carne fresca e uma elasticidade capaz de faze-la ceder à pressão dos dedos;

-Se for embalada à vácuo é normal que a cor seja mais escura, o que não significa que o produto está deteriorado;

- Não é recomendado adquirir carnes com excesso de liquido dentro das embalagens;

- Se a carne for congelada, leve-oao “freezer” no máximo, 1 hora após a compra;

- De preferencia pelas carnes embaladas à vácuo.

Como nutricionista, gostaria de alertar os consumidores sobre a importância do conceito “Qualidade e segurança de Carnes”, uma vez que este produto, tão fundamental para a nossa saúde, está presente diariamente na maioria das mesas brasileiras, muitas vezes até mais do que se deveria.

A Nutricon saúde detém ferramentas para proporcionar o máximo de controle de qualidade nos produtos comercializados pelos seus clientes.

Venha conhecer quais são essas ferramentas no nosso stand em parceria com o marketing nutricional na feira Expomeat nos dias 9 a 11 de maio no pavilhão do Anhembi- são Paulo.

emfoco

 

Texto - Thiago Giacopetti de Araujo

Nutricon saúde, Nossa Qualidade, Seu Sucesso!

 

Para qualquer duvida
acesse www.nutriconsaude.com.br

 

 

Post Comentário

 

BLOG

Thiago Giacopetti

Nutricionista consultor em segurança alimentar. Sócio da Nutricon Saúde

BLOG

Acompanhe

Desmistificando a situação da Carne de forma Técnica para o Mercado de Consumo brasileiro.

BLOG

 

Segurança dos Alimentos

JORNAL ELETRÔNICO

banner

Fornecedores

banner

MERCADO PROFISSIONAL

banner

BLOG DOS PROFISSIONAIS

banner

Emprego

Notícias do Setor de Alimentação. Cadastre-se!