Marketing Nutricional
blog

 

MERCADO DE ALIMENTAÇÃO FORA DO LAR E A CRISE
COMO EVITAR A PERDA DE CLIENTES

Texto - Wanderley Onorato

Ciao,
Bello essere di nuovo con te!

BLOG

Já  discutimos  as  perdas  na  cadeia  alimentar,   comportamento do consumidor  e  a  fidelização no seu amplo sentido. Crescer ou  mesmo  se  manter, em tempos difíceis, representa um papel diário e árduo na forma com que se executam as tarefas destinadas ao bom andamento dos negócios.

Para confundir ainda mais, sabemos que o mercado e os próprios alimentos nem sempre carregam estudos conclusivos a seu respeito. Afinal, num dia, o ovo é uma bomba de colesterol prestes a explodir as coronárias; no outro, asseguram que tem alto valor nutritivo. A carne de porco, que já foi a mãe de todos os males, está  reabilitada, a de boi enfrenta suspeitas.

Há quem diga que o consumidor deixou de comprar ou frequentar determinados locais não só por conta de alimentos em desacordo com os padrões de saudabilidade mas também por tempo no trânsito, riscos de assaltos, dificuldades econômicas, etc.  Posso até dizer que alguns fundamentos ocorrem nestes argumentos, mas o fato de que os dias atuais oferecem tantas comodidades e informações a um toque de mão, induzem as pessoas a refletirem de modo diferente sobre o modelo de alimentação a que se propõem. Nos dias atuais, e em vários casos, desfrutamos os privilégios de ganhar o sustento sentado em cadeiras confortáveis.

A um toque de celular o disque-produto “X” ou “Y” entregará 80 ou 5.000 calorias à porta sem sairmos da poltrona. Então, como mudar ou nos adaptarmos a este comportamento que a cada dia cresce mais?  E como resolver situações onde não temos controle como a crise que nos é oferecida sem que a queiramos? Ou ainda, como manter estabelecimentos, funcionários e investimentos saudáveis diante de tantas incertezas?  

Vamos conversar sobre isso?

Já se fizeram esta pergunta: - "Qual as principais razões que me levam a escolher um local de refeição?" Em nosso ultimo texto, falamos superficialmente sobre este assunto. Pesquisas nos mostram que o consumidor adota valores e necessidades emocionais de satisfação ao abordar o tema, tais como: "gosto de lá", "local conveniente", "vou com frequência", Só depois valorizam atributos de "preço justo e qualidade da comida". O mais interessante, mas embora crescendo, "escolha saudável" aparece em 9º lugar.

De qualquer forma, os impulsos despertados pela fome são evidentes e, consequentemente, necessários à vida.  Enfim, temos que considerar alguns fatores muito importantes para nos adequar á realidade atual. Entre eles, três se destacam: o produto, o lugar e o preço.  Então, como usá-los de forma correta? Vejamos:

Produto

Embora não seja o ponto principal da pesquisa, ele pode influenciar a decisão do cliente de diversas formas. Seja pelo seu design ou a apresentação. Se você tem um restaurante, por exemplo, pense nas opções que estão sendo servidas, na qualidade dos produtos, se existe algo que os seus clientes sentem falta com frequência ou algo que reclamam. Lembrando sempre que uma boa apresentação no Food Service é essencial.

Lugar

No caso de loja física, temos que elaborar uma fachada atrativa, como os produtos estão dispostos no buffet para o serviço self-service, o atendimento e até as facilidades de pagamento. Boa estrutura, fácil acesso e um espaço agradável devem ser palavras-chaves do seu negócio quando falamos de ambiente físico.

Preço

Algumas pessoas se dispõem a pagar mais por fatores como conforto e comodidade. Porém, você pode usar o preço a favor do seu negócio. Mesmo tendo que levar em consideração fatores como cobrir custos, despesas gerais e preços competitivos, o preço pode ser utilizado como artifício de atração. Se você tem uma padaria, por exemplo, e abaixa o preço do pão para um valor menor do que o de mercado, você irá atrair mais consumidores. No processo de compra de ir até sua padaria, estes, por sua vez, provavelmente levarão também outros produtos, como frios, leite, etc. Ou seja, use um ou mais “produtos âncoras”. Eles poderão ser usados como promoções, descontos, boas condições de pagamento, etc.

Existem ainda outros itens a serem considerados, como atendimento pessoal, comunicação, apresentação, entre outros. Podemos variar de acordo com o tipo de negócio e, principalmente, público-alvo. Usando as importantes informações da pesquisa, orientamos para temas que não podemos esquecer.  Quero citá-los abaixo:

Focar no  “como”  e não  “no que”  se vende!

Em  um  mercado  onde  existe  muito  de  tudo,  se destacar  é  uma necessidade. Além disso, a internet deu ao consumidor acesso à sua loja muito antes dele mesmo pisar fisicamente nela.  Por isso, foque em  oferecer algo que vá além do seu produto e não venda apenas ele, venda também uma boa experiência e encante. Preocupe-se  em  encontrar  maneiras  de  oferecer  seu  produto  de  forma diferenciada, fazendo  com que seu cliente queira sempre voltar.

Para  o  consultor  Luiz Henrique Stockler,  as  franquias  de  alimentos  saudáveis  e  delivery  de refeições mais baratas estão crescendo  muito. Conta  que  mudar  o  conceito, por exemplo, de  um posto de gasolina foi muito  interessante  pois  uma  pesquisa  em  um  único posto  de  bandeira conhecida, revelou que atendiam em média 1100 usuários por dia  sendo  que  apenas 25%  vinham para abastecer. O restante era para café, lanche ou em busca de refeição barata.

 

Ir ao seu estabelecimento? Então crie motivos!

BLOGO  cliente tem que ter motivos para ir até seu local. Faça promoções, brindes personalizados, programa de pontos ou mesmo sorteios podem atrair o cliente para o seu negócio. Em alguns casos, vá buscar o seu cliente. Corte serviços sem mexer na qualidade. Já pensou num restaurante onde o cliente se serve de comida, bebida, sobremesa e, no final, limpa as sobras e entrega seu prato vazio no balcão em troca de um valor mais acessível? Não  faça  grandes  estoques. Tenha  acesso  rápido  a  ingredientes,  e  de preferencia, num único lugar. Os idealizadores do site “www.patiodecompras.com.br criaram uma excelente proposta onde o estabelecimento adquire todos os ingredientes necessários com rapidez de entrega, melhor preço e valor agregado sem sair do local.

 

Mantenha-se atualizado!

BLOGOs dias de hoje pedem adaptação e flexibilidade. Não pare de informar-se sobre as preferências dos seus clientes e do consumidor que você quer atrair. Atualize-se sobre seu mercado de negócios, avalie a necessidade de divulgação de acordo com o seu público-alvo. Veja as novidades,  inspire-senos melhores, visite feiras e fóruns, nacionais e até internacionais. Neste momento boa opção de investimento é participar da “NRF 2018 Retail's Big Show & EXPO que acontecerá em Nova York de 14 a 16 de Janeiro de 2018. Especialistas organizam grupos de viagem para este evento. A Empresa “YoucapUSA agrega visitas paralelas de inspirações corporativas (por exemplo, à Apple Store) e um curso de Inovação e Alta Performance de 2 dias complementares com certificado internacional. Nestes cursos profissionais provocam nos participantes: expertises de desenvolvimento, conhecimentos, habilidades, atitudes, aumento da capacidade de liderança pessoal e profissional, permitindo assim, a utilização de talentos de forma inovadora e criativa na própria empresa.

 

Agregue valor ao lugar onde está seu estabelecimento!

BLOGSer relevante tem a ver com o que você oferece, mas também com o laço de confiança que você deve criar com as pessoas que frequentam o seu negócio e até mesmo para moradores da região. Portanto, mais do que nunca, seus investimentos se fazem valer: entenda o comportamento do seu público-alvo e veja qual a melhor maneira de oferecer algo de valor, tangível ou não. Fidelizar o seu cliente sempre!!

Os idealizadores do Restaurante Coco Bambu afirmam que o sucesso não  pode  ser  atribuído  a somente  um  fator,  mas  a  um  conjunto  de processos que visam a longevidade e a excelência. Trabalhe com o que tem melhor a oferecer para o gosto do seu cliente. O Tramonto Bistrô inovou com musica de qualidade. Quartetos de jazz se revezam com cantores que participaram de uma programação intitulada Música boa ao Vinho”.

 

Lembrem-se do universo digital!

Mesmo que seja um local físico e você utilize meios de divulgação físicos como panfletos, lembre-se que o marketing digital  também deverá ser inserido em seu mix de mídias.  Redes sociais são uma das maneiras mais fáceis de chegar ao seu cliente. Ofereça informações ricas para ele, como, por exemplo, como chegar até seu estabelecimento de maneira rápida e fácil, os produtos que você oferece e tudo que pode ser um diferencial. Estabeleça (ou amplie) o segmento Delivery.

Faça posts no Facebook, Instagram, Twitter, etc. Engaje seus clientes, interaja com eles. Essa também é uma forma de conhecê-lo e conhecer suas preferências.

Volto em breve com novos conceitos de Food Service no Brasil. Dúvidas e sugestões entrem em contato pelo e-mail: wanderleyonorato@gmail.com  

arrivederci!
Grazie a tutti!

BLOG

 

Referencias:
- ABRASEL - Associação Brasileira de Bares e Restaurantes
- Comedoria Gonzales - SP
- Restaurantes Coco Bambu
- Tramonto Bistrô – PA

 

Wanderley Onorato:
MOAI Consultoria e Treinamento
:

Dúvidas e sugestões entrem em contato pelos e-mails: wanderleyonorato@gmail.com
Wanderley.onorato@youcapusa.com

 

 

Post Comentário

 

BLOG DOS PROFISSIONAIS - Comentários sobre o Artigo - Wanderley Onorato

 

emfoco

 

Comentário - Chef Ronei Almeida

O conteúdo do artigo mostra muito aos profissionais que devemos nos preocupar como esta e ficar atendo as variações do setor


 

BLOG

Wanderley Onorato

Coord. de Negócios na MOAI Prestação de Serviços, Treinamento e Eventos

BLOG

Acompanhe

MERCADO DE ALIMENTAÇÃO FORA DO LAR E A CRISE COMO EVITAR A PERDA DE CLIENTES

BLOG

 

5 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS QUE INDICAM UM BOM CLIENTE NO FOOD SERVICE.

BLOG

 

CONHEÇA MELHOR O SEU CLIENTE PARA FIDELIZÁ-LO

JORNAL ELETRÔNICO

banner

Fornecedores

banner

MERCADO PROFISSIONAL

banner

BLOG DOS PROFISSIONAIS

banner

Emprego

Notícias do Setor de Alimentação. Cadastre-se!