EM FOCO Food Service - Oferecimento:

emfoco
Facebook LinkedIn Twitter Google+ WhatsApp Email

Gerenciamento de Conflitos sem a Falência da Motivação Profissional

Acredite, o assunto é de primeira importância. Conflitos podem acontecer a qualquer momento. Pois empresas são pessoas, e, entre pessoas, comumente há desavenças.

Por Redação MN

blog

Os conflitos existem desde o início da humanidade e fazem parte do desenvolvimento humano, mas atualmente, os ambientes estão cada dia mais competitivos e com maior pressão, acarretando em mais conflitos.

O conflito tem sua principal causa na divergência de interesses, ideologias ou opiniões a respeito de certo assunto, procedimento ou realização. Diferentemente do que a maioria das pessoas imaginam, os conflitos bem administrados, podem gerar mudanças positivas no comportamento das pessoas, pois motiva a busca de soluções. Por outro lado, os conflitos administrados de maneira errada, causam tensão, levam a agressão e geram ambientes improdutivos.

O conflito é necessário, por mais que se desenvolvam esforços no sentido de eliminá-lo, não poderemos ignorá-lo ou impedi-lo. É importante entender as suas causas, compreender suas origens, perceber a expressão do sentimento do outro, saber qual é a dimensão do problema e se estamos preparados para administrá-los, isso determina o nosso comportamento frente à situação. 

blog

Em muitos casos, a falta de conhecimento e experiência em lidar com situações de adversidades, lutas ou discordâncias entre pessoas ou grupos, gera baixo desempenho na execução das atividades operacionais, pois se perde a capacidade de interação e de relacionamento funcional, e assim, metas e objetivos são comprometidos. Por isso, empresários, diretores, gerentes, supervisores e outras pessoas que ocupam cargos de confiança e liderança, precisam aprender a lidar com situações de conflito, pois a maneira de gerenciá-las pode causar: absenteísmo, turn over, insubordinação e entre outras situações que podem acarretar na falência da motivação profissional.

As causas dos conflitos geralmente são:

Choques de interesses individuais, grupais e organizacionais; Luta pelo poder;  Inveja; Fofocas; Frustrações por promessas não cumpridas; Falhas de Comunicação; Mudanças estruturais; Intrigas de colegas com mais tempo de empresa;  Apadrinhamento de profissionais incompetentes entre outras que surgem das divergências humanas. Como pode ser visto, as causas dos conflitos podem ter origens diversas, e a maneira com que as identificamos e tratamos poderá acentuar o problema ou resolvê-lo sem maiores danos. 

A ideia é enfrentar os conflitos, aprender a resolvê-los, sentar frente a frente com a outra pessoa e primeiro ouvi-la, depois ponderar os motivos que desencadearam o atrito e partilhar uma solução reconciliadora. Fácil? Nem sempre, na prática é preciso muito exercício e muita experiência para aprender a aceitar as diferenças normais existentes entre todos os seres humanos. Como diz a lei da Ação e Reação que para cada ação produzida, há uma reação em sentido oposto de mesma intensidade. No relacionamento interpessoal, precisamos entender que a forma que nos comunicamos e nos posicionamos frente às situações faz toda a diferença. 

Principais etapas para a solução de conflito

Identificar a causa do problema; Procurar soluções, não culpados;
Analisar e escolher a melhor solução;  Durante todo o momento manter um clima de respeito;  Aperfeiçoar a habilidade de ouvir e falar, compreendendo o que ouve e sendo claro na transmissão da sua mensagem; Se colocar no lugar do outro; Ser construtivo ao fazer uma crítica; Procurar a solução Ganha-ganha; Agir sempre no sentido de eliminar as causas do conflito; Quando estiver errado, reconhecer; Não varrer os problemas para debaixo do tapete; Agir com Resiliência. 

A partir do momento que identificamos as causas dos conflitos, temos condições de determinar “as estratégias” que devem ser adotadas para administrá-los. Todavia, a estratégia escolhida deve ser utilizada a partir de uma análise ampla, coerente, sincera e correta da situação. O sucesso da escolha de uma estratégia, não é garantia de sucesso em outros momentos de conflitos. Cada situação deve ser estudada e planejada.

Quando se sabe gerir estas situações de maneira eficiente, pode até acontecer conflitos, mas serão bem resolvidos, passam de problemas complexos de relacionamento a pontos de ganhos positivos para a equipe de trabalho e principalmente para a organização. Podem inclusive ser usados como ferramentas para desencadear ideias e soluções de problemas muito difíceis no futuro, havendo satisfação, confiança, compromisso, empenho, busca de soluções, crescimento e, enfim, melhoria nos resultados para todos.

Fácil não é, mas viável, sim!

 

Até a próxima edição!

 

Estamos com você, trazendo novidades, informações e notícias para o seu planejamento, para sua atualização e reciclagem, trazendo as tendências, os melhores fornecedores, as legislações sanitárias, as feiras, congressos e cursos do setor, conectando você ao Mercado de Alimentação. Acompanhe-nos e compartilhe.

Publicidade

banner
Atualidade

Para Refletir

Health Food - a nova frente de expansão dos restaurantes e fast foods

 

emfoco

Alimentos sem glúten, sem lactose, veganos, funcionais, zero, raw, sucos prensados a frio, integrais, sem açúcar, orgânicos, semi-vegetarianos… Você provavelmente já ouviu estas palavras e talvez já faça parte desta nova onda baseada em alimentos que supostamente têm efeitos específicos para a saúde humana, além de representarem uma dieta saudável.

E este segmento começa a transformar as primeiras redes de restaurantes e fast foods em grandes redes de lojas próprias e franquias e, consequentemente, passam a invadir a paisagem das ruas e dos shopping centers brasileiros.

Numa retrospectiva rápida, talvez essa onda tenha se iniciado nas praias do Rio de Janeiro, no final dos anos 70, com a famosa barraca do Pepê e seus sanduíches naturais, que era a mais fiel tradução do estilo de vida dos cariocas, com suas praias e o mar como uma extensão de suas casas. Depois ela se espalhou pelas ruas de Copacabana, com as miríades de casas de sucos, que teve na Bibi Sucos seu exemplo mais bem sucedido. Na sequência, os açaís de tigela das praias da Barra da Tijuca e as primeiras unidades das famosas saladas do Delírio Tropical e o cardápio saudável do Balada Mix. Todas elas se consolidaram e se tornaram empresas com diversas filiais e franquias.

Logo depois, em São Paulo, surgiram algumas redes como a finada Wraps, a rede Selleti e os inovadores bowls de saladas da americana Salad Creations, que, recentemente, se repaginou na atualizada Boali. Nos últimos anos, inúmeras redes vêm pipocando em todo o Brasil. Raw veganas como a gaúcha Urban Farmcy, a carioca Green People, as paulistanas Urban Remedy, The Juice Lab, Club Life to Go, Frutaria São Paulo, todas elas com sucos prensados e cardápios de comidas prontas frescas, com opções sem glúten e sem lactose. Na área de fast foods duas redes do interior de São Paulo: Villa Roxa e Mr Fit, entre outros.  Recentemente, os shopping centers começaram a ver a moda do Poke, prato de origem havaiana com pedaços de peixe cru.

Nos últimos cinco anos, o segmento de alimentação saudável registrou um crescimento médio de 12,3% ao ano e as previsões para o futuro são positivas: a Euromonitor estima que esse setor continue crescendo cerca de 4,4% ao ano até 2021. O Brasil já é o quinto maior mercado de alimentos e bebidas saudáveis do mundo – em 2017, o setor faturou mais de 93 bilhões de reais. Pesquisas apontam que, ao mesmo tempo em que buscam uma alimentação rápida, os consumidores estão preocupados com o conteúdo nutricional de sua refeição e o efeito que ela terá em sua saúde.

O percentual de brasileiros que se preocupam com a qualidade dos alimentos que consomem ainda é pequeno. Este não é o resultado de nenhuma pesquisa, mas é fácil de constatar nas rodas de conversa ou dando uma rápida olhada nos carrinhos de supermercado. Porém, há sim um número cada vez maior de interessados em praticar uma alimentação segura e consciente.

O aumento do acesso à informação, os reflexos positivos das mudanças alimentares na qualidade de vida e o aprimoramento dos produtos oferecidos nos supermercados são alguns dos fatores que indicam que este segmento ainda crescerá muito por aqui.

Fonte: Mercado e Consumo

Publicidade

FOOD SERVICE

Como fortalecer o relacionamento com o Operador Food Service levando em conta o Canal Direto e o Indireto

Por Jean Pontara da J.Pontara Inteligência no Mercado de Alimentos

 

descrição da imagem

Imagem divulgação - Marketing Nutricional


Por mais de 15 anos atuamos na relação entre Industria – Distribuidor/Cash Carry/Atacadista – Operador de Food Service, por todo o Brasil, e com todos os tipos de produtos, e o que temos visto no escritório é que a criação de um laço afetivo na relação do fabricante com o Transformador de alimentação cria negócios de longo prazo.

As relações simplesmente negociais, onde se fala de preço, produto, entrega, condições de pagamento ainda são importantes dentro do mercado de alimentação fora do lar, porem são critérios de decisão não absolutos, eles não definem totalmente uma compra, e não constroem um relacionamento entre operador e fornecedor.

 

Vendendo por canal Direto ou Indireto o fabricante precisa observar se o utilizador dos seus produtos percebe se sua Marca, Produtos ou Empresa pode:

 

1 - Ser útil, com serviços
2 - Ser confiável
3 - Ser relevante, com produtos
4 - Transferir prestígio, através do reconhecimento conquistado pelo mercado
5 - Ser simples de aplicar
6 - Estar presente, com a frequência adequada
7 -Ter um rosto, humanizar a relação
8 - Evoluir com o cliente, com as mudanças econômicas e com as mudanças de hábitos
9 - Dar voz ao cliente

 

Quantos mais itens da Lista de Fortalecimento da Relação forem possíveis de aplicar, mais próximo do coração do cliente estaremos, e mais valor conseguiremos agregar as negociações.

As forma de apresentar isso ao cliente pode ser dar em: Embalagens, Material de Vendas, Material de PDV, Alinhamento da Marca com pessoas e empresas que transfiram algo para a marca, Ações com o Consumidor/Comensal, Ações com a Brigada de Cozinha,  Qualificação de todas as equipes que direta ou indiretamente se relacionam com o cliente, Criaçao da cultura interna da companhia alinhada a lista, e outras inúmeras ações.

E assim sucessivamente aplicar esse conceito a lista toda.

O canal indireto precisa transferir ao cliente, os 9 Fortalecedores listados da indústria, e mais suas qualidades no serviço que presta, fazendo a seguinte pergunta: além do produto ser útil ao transformador, o serviço que presto também é útil e está alinhado com a marca que estou levando?

E o que eu posso garantir com isso: Clientes de longo prazo com grande muros para a concorrência!!

emfoco

Jean Pontara, Sócio da J.Pontara Inteligência no Mercado de Alimentos, especialista nos mercado de Food Service, atua a 15 anos preparando industrias e distribuidores para atuarem ou melhorarem sua performance nas vendas ao Mercado de Alimentação Fora do lar.emfoco

Reforma Trabalhista - O que muda para o funcionário

descrição da imagem

Por Advogada Mikaela Santos

A Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), lei que versa sobre os direitos trabalhistas. Foi criada em 1943, sancionada por Getúlio Vargas, na qual abrange desde aquela época a regulamentação das relações individuais e coletivas. Ao longo desses anos foram 497 modificações todas de suma importância, frente as novas relações de trabalho que surgiam com o passar do tempo, mas nenhuma obteve tanto impacto quanto a Reforma Trabalhista, Lei 13.467 de 2017.

Com o advento da Reforma Trabalhista muitos pontos de conhecimento geral, vieram a tona dificultando o entendimento do trabalhador e dando margem a muitas interpretações. Sejamos claros, no Direito as coisas funcionam assim, "ou é" "ou não é", e quando nos deparamos com uma situação dessas, logo cobrimos com um raciocínio lógico. Vamos abordar quatro pontos que deram margem a imaginação, esclarecendo o que mudou e o que foi reformado, lembrando sempre que só temos dois lados nesses quesitos o Reclamante, sendo o empregado e a Reclamada a empregadora.

• EXTINÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO VIA ACORDO: foi inserido em nossa legislação a regulamentação do ACORDO entre empregado e empregador. Todos nós sabemos que a demissão é um momento delicado; Diziam as más-línguas que algumas empresas para não arcar com prejuízo com um desligamento, ofertava ao empregado um ACORDO, que não era regido por cláusula somente verbal, não há o que se falar em benefícios pois muitas vezes só um lado falava.

Agora temos previsão na Lei de um instituto muito importante, regido no artigo 484-A e nos ensina que poderá ocorrer o acordo entre o empregado e empregador e as seguintes verbas serão devidas: pela metade – o aviso prévio(se indenizado) e a multa sobre o FGTS que será de 20%; integralmente – saldo de salário, férias e décimo terceiro salário.

• FÉRIAS: estabelece nossa atual legislação que será possível fracionar as férias em até três períodos. Cumpre salientar que antigamente, podíamos somente em casos excepcionais fracionar as férias, nesse caso em dois períodos, sendo que um não podia ser inferior a 10 dias.

Vamos adentrar no ponto reformado desse instituto, o fracionamento do período de 30 dias, esclarecendo que a decisão de fracionar cabe ao empregado, não da empresa! Insta frisar que quem define o momento em que poderá ser desfrutado esse período continua sendo da Empresa, mas o fracionamento deverá ocorrer dentro dos 12 meses de concessão das férias, o não cumprimento acarreta multa a empresa.

Importante nesse ponto que as empresas passem a obter declaração de vontade do empregado em relação ao fracionamento, o desejo de fracionar e fixar dentro do referido período a concessão. Outros sim foi a novidade das férias terem inicio com 3 dias de antecedência com relação a feriados e finais de semana.

Não podemos nos exaltar com essa mudança, mas podemos dizer que o fracionamento vai depender da expressa vontade do Empregado, que deverá analisar a melhor opção de descansar.

• JORNADA DE TRABALHO: uma reforma considerável versa sobre a Jornada de Trabalho, na qual o Empregado e Empregador poderão negociar, através de Acordos Coletivos, a forma que serão executadas suas jornadas, respeitando os horários já determinados em Lei, ou seja, 220 horas mensais ou 48 horas semanais, com inclusão de 4 horas semanais.

Embora assuste falar em acordo entre as partes, em um polo tão desproporcional, podemos perceber uma flexibilização em adequar da maneira mais vantajosa ao empregado, senão vejamos: O Empregado pode trabalhar 48 horas na semana, dentre as possibilidades possíveis, este poderá trabalhar 12 horas em alguns dias da semana e após cumprir suas 48 horas, folga nos dias subsequentes na semana.

Não há que se falar em temor diante das situações apresentadas ou em relação a Lei – CLT vigente em nosso ordenamento Jurídico, mas sim em adaptação; Tudo que seja novo, assusta, causa dúvidas, discórdia, interpretações, e enfim opiniões. Estas últimas em alto e bom tom são as mais pecaminosas, pois temos de um lado, quem defende o Empregado e do outro o Empregador, e nesse impasse os mais sensatos examinam de forma imparcial, e, por fim, aplicam da melhor maneira o Direito, independente do lado que defendem.

1 – Medida Provisória: (MP) é um ato unipessoal do presidente da República, com força imediata de lei, sem a participação do Poder Legislativo, que somente será chamado a discuti-la e aprová-la em momento posterior. O pressuposto da MP, de acordo com o artigo 62 da Constituição Federal é urgência e relevância, cumulativamente.

emfoco

Mikaela Santos – Advogada
Inscrita no quadro da OAB/SP 385.257

Leitores do EM FOCO Food Service tem Desconto!

Reforma Trabalhista

Por que você precisa saber o que muda com ela?

 

 

Fale com a Advogada

 

Informe Publicitário

Sucesso do Frango Caipira Cocoricór

descrição da imagem

Agora os viajantes já podem comer o Frango Caipira Cocoricor também no Restaurante Good Stop do Posto São José, da RVM, em Mogi Mirim, 24h por dia, além de comprar para fazer em casa.
Mais uma parceria de Sucesso!

descrição da imagem

Se você é Representante Comercial no Estado de São Paulo, tem registro no Core-SP e trabalha no setor alimentício, pode estar à frente da melhor oportunidade da sua vida. Entre no site www.cocoricor.com.br e converse conosco.


emfoco

Sabia mais em www.cocoricor.com.br

Missão do Grupo Cocoricór - Frango Caipira e Galinha D’Angola

Cuidar da saúde e do bem estar das aves produzidas, respeitando seus hábitos naturais e características fisiológicas. Ter um abate consciente e assim junto com todos os devidos cuidados levar ao consumidor um alimento de altíssima qualidade, saudável, natural, com baixa concentração de gordura e alto teor de proteína.

Entrevista com Camila Volpato Cintra

emfoco

Camila Volpato Cintra, formada em Medicina Veterinária na Anhanguera, Pôs graduada em Qualidade pelo Instituto Qualittas, e MBA em Gestão Industrial pela FGV. Já atuou na Garantia da Qualidade nas maiores empresas do setor de alimentos no Brasil: Marfrig Foods, Flamboiã Alimentos, Minerva Foods, Jbs Foods e Ceratti. Atualmente, atua na Garantia da Qualidade na Carnes Wessel. Atuando na área desde 2007. Palestrante em Simpósios, Congresso e Eventos na área de Carnes das Universidades Instituto Mauá, Universidade Federal de Lavras, UNESP, Anhanguera, entre outras.

 

Processos e Treinamentos na Indústria Alimentícia para Melhorar a Qualidade e Pessoas.

Por Equipe de conteúdo MN

MN: Cada vez mais as indústrias buscam investir em treinamento e capacitação, principalmente as que utilizam muito a manipulação de alimentos. Como você vê esta questão?

Camila Volpato Cintra: Os treinamentos são fundamentais para que os manipuladores de alimentos e as áreas de apoio tenham conhecimento nos procedimentos, das legislações e da microbiologia de alimentos, ou seja, apenas através de funcionários devidamente treinados se formam os multiplicadores de informações e consecutivamente, a liderança consegue comprovar os treinamentos na pratica, produzindo assim um alimento totalmente seguro. Livre de qualquer tipo de contaminação, seja ela química, física ou microbiológica. Vale lembrar que os treinamentos não são essenciais apenas na indústria de alimentos, e sim em toda cadeia, fornecedor (indústria), restaurantes, açougues, redes de fast food, food trucks.

MN: Com a sua experiência no setor alimentício, você acredita que possam ser medidos os resultados do treinamento dos colaboradores e da adequação dos processos na qualidade do produto final?

Camila Volpato Cintra:  Com toda certeza, durante o processo avaliamos a eficiência na queda do indicador de avaliação de produtos não conformes durante a produção, indicador importante na gestão do processo durante a produção de um alimento, assim como também nas reclamações e devoluções, pois esses indicadores são os termômetros da eficiência na gestão, pois não é possivel avaliar 100 % do produto durante o processo.

MN:  Hoje, pode se dizer que o entendimento de uma empresa de alimentos sobre treinamento de pessoas é uma prática já implantada na maioria delas?

Camila Volpato Cintra: Sim, pois a própria legislação seja ela da Anvisa ou MAPA, define como pré requisito o treinamento para os manipuladores de alimentos. A frequência e a metodologia devem ser determinadas pela própria empresa, podendo esse treinamento ser realizado pela equipe ou com a contratação empresas de consultoria de segurança de alimentos, para administração do treinamento de boas práticas de fabricação, higienização dos equipamentos e utensílios, procedimentos operacionais padrão, microbiologia dos alimentos, e protocolos específicos de segurança dos alimentos, o escopo do treinamento depende de cada tipo de indústria.

Economia


Paula Labaki comandará cozinha de Gusttavo Lima e Marrone, em São Paulo

emfoco

Longe dos holofotes, Christiann Silva é o nome por trás do Sallva, no Pontão do Lago Sul. É ele que está articulando a abertura da casa em Miami. Mas, enquanto isso não acontece, o empresário cuida de expandir para São Paulo a Coronel´s, marca nascida em tocantins e que tem entre os sócios os músicos Gusttavo Lima e Marrone e que terá a cozinha sob o comando da chef Paula Labaki.

Com a primeira casa aberta em Palmas, o misto de bar  e restaurante dos sertanejos tem capacidade para 350 pessoas, música ao vivo e menu focado em carnes assadas.

Em maio, vai abrir uma operação com a mesma capacidade de atendimento em endereço nobre da capital paulista, mais precisamente na Avenida Brigadeiro Faria Lima, esquina com a Rua Adolfo Tabacow.

Para comandar a parte gastronômica dessa empreitada, o grupo convocou a experiente chef Paula Labaki, uma das mais respeitadas na atualidade por seu trabalho com churrasco.

Por aqui, ela é a consultora responsável pelo Caminito, casa de carnes aberta em novembro no SIG Quadra 8, que eu gostei muito, por sinal.

Menu

O cardápio original do Coronel´s vai passar por reformulação antes da abertura na Faria Lima. Vai contar, primeiramente com uma seção de snacks, na qual terão destaque o quadradinhos à milanesa, com bife empanado e servido com molho barbecue da casa, os espetinhos de frango ao molho de amendoim e os bolinhos de  costela e de galinha caipira, este acompanhado por geleia de pimenta biquinho.

As carnes serão servidas em tábuas de madeira com chapa, para manter a temperatura. Na lista, ancho, chorizo, bombom de alcatra, assado de tira, picanha, prime rib, short ribs e costela suína. Os cortes poderão ser acompanhados por tábuas de legumes assados, purê de três batatas, arroz da chef (com linguiça, ovos, ervas e batata palha), palmito pupunha com manteiga de ervas e farofa crocante de ovos com bacon. Também estão previstos molhos para acompanhar as carnes, como o tradicional chimichurri, aioli picante, de vinho tinto, barbecue da casa.

Para quem não come carne, haverá opções com salada, massas, peixe e aves. Destaque para o galeto com pamonha assada e quiabo sequinho e o tagliatele com legumes grelhados e gremolata. O menu conta ainda com um linha de sanduíches, que vão dos burgers (incluindo um com blend da casa e queijo canastra e um vegetariano, com cogumelo e quinoa) à receita no ciabatta com jamon, tomate confitado, queijo brie e rúcula.

O rol de sobremesas tem pudim de leite com caramelo de flor de sal, paçoca com banana e doce de leite, espeto de frutas grelhadas com sorvete de menta, mousse de caramelho, brownie e cural de milho brulê.

Para beber, há uma lista de drinques clássico, como Aperol Spritz, Cozumel, Cosmopolitan e Gin Tônica; e autorais, como o Grammy, que leva Gin, pepino, limão siciliano, xarope de hibisco e espumante, e o Na Praça, com bourbon, infusão de frutas vermelhas, limão siciliano e dash de vinho Malbec.

Depois de São Paulo, a rede Coronel´s deve se expandir ainda mais por outras cidade, não necessariamente, capitais. Brasília deve receber uma das próximas unidades.

 

emfoco

Chef Paula Labaki (Foto: Divulgação)


Fonte: Luciana Barbo

Publicidade

SPOLETO LANÇA NOVO CONCEITO DE PRATOS, COM RECEITAS EXCLUSIVAS DA CHEF ANDREA DE SÁ CONCEIÇÃO

O conceito "Cozinha da Casa" foi criado para aperfeiçoar o cardápio, e conta com três receitas assinadas pela Chef Andrea Conceição

descrição da imagem

Imagem Spoleto

O SPOLETO acaba de reformular seu menu exclusivo chamado de Cozinha da Casa, incrementando-o com três novas receitas assinadas pela chef do restaurante Andrea de Sá Conceição. Além disso, a partir de agora o cardápio composto por cinco pratos pode ser consumido "livremente" de segunda a sexta-feira, no almoço ou no jantar (anteriormente, trazia uma receita diferente para cada dia da semana).

O cliente tem a liberdade de escolher em qualquer dia e horário uma das opções, que trazem entre as novidades um prato de Fettuccine com molho à base de caldo de frutos do mar e vinho branco e ricota, o Ravíóli de frango ao molho pomodoro e a volta da massa de grano duro Farfalle ao molho pesto combinada com tiras de frango. Qualquer um dos cinco por apenas R$ 16,90*.

À frente da cozinha do Spoleto, a chef Andrea de Sá Conceição buscou na culinária tradicional italiana inspiração para as novas combinações do menu. "Trouxemos massas de grande aceitação de nossos clientes combinadas a molhos especiais e proteínas. E mantivemos os dois pratos de maior aprovação do Cozinha da Casa", explica.  

NOVAS RECEITAS COZINHA DA CASA 

Ravióli de Frango ao molho Pomodoro: massa fresca exclusiva da casa recheada de frango e combinada a um suculento molho feito com tomates frescos;

Fettuccine al Mare: massa de grano duro legítima italiana com molho feito à base de caldo de frutos do mar e vinho branco mais alho poró, tomate e ricota fresca;

Farfalle ao molho Pesto: uma das massas favoritas, chamada de gravatinha ou borboleta, retorna ao cardápio com molho à base de manjericão e azeite, incrementada com abobrinha, tomate, ricota, brócolis e combinada com suculentas tiras de frango.  

OS FAVORITOS QUE CONTINUAM EM CARTAZ

Spaghetti com Paillard de Frango: combinação perfeita da massa de grano duro com os molhos branco e quatro queijos, mais alho poró refogado, brócolis fresco e calabresa assada. Acompanha filé de de frango temperado com especiarias;

Penne Bolognesa com bacon:  tradicional penne de grano duro ao molho clássico bolognesa, com alho, cebola refogada, bacon, mozzarella e ovo de codorna. 

*Nas lojas de aeroporto o preço é R$ 21,90. 

Mais sobre a chef: Andrea de Sá Conceição, 27 anos, chegou à rede de culinária italiana para reforçar a equipe de Gianni Carboni, atuando como chef executiva. Com formação em Gestão de Restaurantes e Artes Gastronômicas pelo Instituto Paul Bocuse em Lyon na França, empresta seu olhar com grande experiência na gastronomia internacional no preparo dos pratos e nas inovações de produtos da marca.

Fonte: Spoleto

Eventos

Buscando a Excelência na Produção

Por Chef Euler Viana

descrição da imagem

Esse projeto de consultoria vem de encontro a uma grande necessidade nas empresas de panificação, confeitarias e restaurantes em aplicar sensíveis melhorias no setor de produção em busca da qualidade de vida de seus colaboradores visando atingir diretamente o cliente.

O Projeto tem o objetivo de orientar os colaboradores das empresas para o cumprimento da RDC 216 da ANVISA, ('O objetivo principal dessa resolução é garantir que as empresas sigam orientações padronizadas e mantenham sempre a qualidade de seus produtos e serviços, visando sempre a segurança da população") conhecimento pleno das boas práticas de manipulação e procedimentos padrões operacionais de cada empresa, melhoria dos processos produtivos, ambientes organizados, aumento da competitividade, fortalecimento do associativismo, oportunidade de discussão do setor e fortalecimento do mesmo.

Buscando a excelência na produção tem sido um divisor de águas nas empresas visitadas e percebendo esse gargalo no setor de alimentos e bebidas, a tendência é um desenvolvimento constante sempre visando a excelência e aplicação dos procedimentos operacionais padrões.

 

emfoco

Chef Euler Viana - Instrutor de Formação Profissional Consultor Técnico de Gastronomia - Colunista do BLOG DOS PROFISSIONAIS - Marketing Nutricional

 

Publicidade

Fornecedor

Ferramenta online ajuda o Setor de Alimentação a encontrar melhores Fornecedores e Serviços

emfoco

 

OFFe é uma ferramenta online desenvolvida para conectar indústrias e empresas do Setor de Alimentação e afins.

Com base nas informações dos usuários, o OFFe identifica oportunidades de negociações, conectando as empresas diretamente. Assim, as comercializações ocorrem com transparência e agilidade.

Solução desenvolvida para que Restaurantes Comerciais, Cozinhas Industriais, Cozinhas de Hospitais, Restaurantes de Hotéis, Padarias, Lanchonetes, Redes de Fast Food entre outros Serviços de Alimentação possam ser beneficiados na questão Compra e Qualidade que só o bom Fornecedor pode oferecer.

Produto, Qualidade e Preço para o Decisor de Compra do Mercado de Alimentação através do OFFe Marketing Nutricional!

Produto e Qualidade

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?

Conheça o OFFe e veja como ele pode te ajudar

blog

 

Marketing

Visão, Empreendedorismo e muito Trabalho formam o DNA da Bom Sabor

Uma História de Sucesso Bom Sabor

 

O empreendedor que com coragem e visão começa uma empresa.

A segunda geração que enxerga novas possibilidades e amplia o negócio.

E a renovação através da terceira geração que continua ampliando uma empresa que nasceu para dar a melhor qualidade, produtos e segurança aos seus Clientes.

 

 

Veja o vídeo da história - Trajetória de sucesso em 3 gerações

 

descrição da imagem

NOVIDADE!

Nesse novo e recente conceito adotado sobre alimentação saudável, as torradas são as principais protagonistas no café da manhã, entretanto, nem todas possuem o nível adequado e apropriado de calorias, além de outros ingredientes que podem ser nocivos.

A torrada integral Bom Sabor é a NOVIDADE que veio para ficar!

Levemente torradas e suavemente salgadas, deixando-as muito mais crocante e deliciosas, além de possuírem as proteínas magras e os carboidratos importantes para começar bem o dia de forma muito mais saudável.


descrição da imagem

Saiba mais em: www.bomsabor.com.br

Fonte: Bom Sabor

Como melhorar o marketing do restaurante através de um Projeto Funcional e Arquitetônico bem planejado

Por Ivim Pelloso

PROJETO FUNCIONAL E ARQUITETÔNICO PARA UM PLANO DE MARKETING ESTRUTURADO:

A Arquitetura Funcional do restaurante deve ser incansavelmente discutida para alcance de todos os objetivos: Estética, conforto, funcionalidade, racionalidade, economia e sustentabilidade.

As Plantas e especificações de forro com indicação dos acabamentos, locação das luminárias, grelhas de ventilação e ar condicionado; Planta de acabamentos e paginação de piso; Planta com indicação do mobiliário, painéis/ lambris; Detalhes construtivos gerais devem fazer parte do planejamento e do projeto.

Todos os dados atribuídos em um projeto Funcional e Arquitetônico, são ferramentas para um plano de marketing estruturado.

Para iniciar o conceito de um projeto de uma cozinha industrial e de um Restaurante precisamos levantar do cliente, já desde o primeiro atendimento, detalhes relevantes da sua operação para dimensionamento correto de cada uma das áreas. Um projeto Funcional bem conceituado, de acordo com a característica do restaurante, atendimento e cardápios, potencializa as vendas e garante melhor gestão do negócio.

“A FORMA SEGUE FUNÇÃO”.

A conceituação e as diretrizes básicas de um Restaurante, normalmente, são definidas pelo cliente juntamente com a empresa especializada, contratada para desenvolver todas as fases que envolvem a sua implantação. No estudo deve-se identificar do produto a ser oferecido, o cliente em potencial.

A expectativa de valor médio de venda, a expectativa de faturamento, a expectativa de ganho e crescimento, a localização (definida ou a definir), a expectativa de investimento, a constituição do negócio e sócios envolvidos, o investimento (próprio e ou financiado), deve Identificar o gerenciamento (sócios ou contratados).

O produto deve ser consolidado, assim como o cliente em potencial. Deve ser feito o registro e influência da concorrência, definição de valor médio de venda (mercado), projeção de faturamento (mínimo e máximo); projeção de ganho (custo matéria prima versus valor de venda); investimento com: projetos, obras, equipamentos e outros, custos operacionais indiretos, estimativa de Mão de obra e impostos incidentes;

descrição da imagem

IDENTIDADE E EXPERIÊNCIA

Após concepção do conceito e dimensionamentos básicos, inicia-se o processo de branding, estudo da marca, posicionamento, criação de identidade do estabelecimento com um único objetivo: Provocar uma experiência diferente dos outros lugares e fidelização do cliente e da sua marca.

Deve-se ser estudada a localização, acessos, transito local, entorno, prédios vizinhos, publico alvo. São os famosos 7 Ps do marketing: praça, publico, preço, produto, promoção, pessoas, processo e percepção. Os Ps, devem estar intimamente ligados e ter sentido entre eles, diria que é o segredo do sucesso!

O posicionamento da área do Restaurante, (área social e de permanência dos usuários) no contexto do projeto, deverá priorizar sempre as melhores vistas das vistas externas, paisagens, praias, urbanismo. Os acessos dos usuários, na fachada, deve possibilitar a localização da entrada e não deve existir nenhum obstáculo inibidor. É recomendado também o uso de elementos naturais como: água, espelho d’ água, vegetação, etc.

A sonorização deve ser tratada com materiais acústicos ou com tratamento acústico que diminuam os ruídos, ecos e reverberação, proporcionando melhor acolhimento e conforto e por consequência maior permanência do usuário. Pode-se trabalhar com música ambiente, adequada para um determinado tipo de Restaurante. Com relação ao conforto térmico recomendamos, sempre que for possível, a utilização de ventilação natural ou ventilação de ar forçada por ar condicionado na temperatura próxima a 22 graus Celsius e umidade relativa em torno de 55%.

A iluminação correta é um elemento fundamental para tornar o ambiente mais agradável e acolhedor de um determinado tipo de Restaurante. Aproveitar ao máximo a luz natural, como importante fator de economia de energia elétrica. O conjunto de materiais e técnicas escolhidas tem objetivo de trazer conforto, harmonia, sensações e não só a satisfação do cliente e a vontade de voltar, mas proporcionar uma experiência diferenciada.

MARKETING ESTRUTURADO

Em paralelo a tudo isso, a empresa de Branding e Marketing (no sentido mais abrangente da palavra, também trabalha). Estudos de formas, nomes, cores, são estudados com profundidade por empresa especializada. Atualmente o departamento de marketing, está intimamente ligado ao departamento de Novos Negócios, comercial e vendas. Ele é ferramenta de venda, é o responsável por gerar conteúdo técnico e materiais que identifiquem a marca, o cliente, o produto para alcance do LEAD desejado, um funil bem qualificado e do cliente em suas mãos!

O marketing de conteúdo e o marketing digital são ferramentas para isso: mais do que a criação da identidade, mas a criação da AUTORIDADE, você será autoridade em culinárias italiana, tailandesa ou o que desejar, se usar essas ferramentas de forma correta. O uso das ferramentas do marketing pode ser usado desde a concepção de um blog, e-books, redes sociais, materiais online ou offline, site, vídeos, canal do youtube,  outros canais de venda, Google adwords, para qualificar seu LEAD.

Você empreendedor ou proprietário do seu estabelecimento deve também ficar atento aos novos apps que tornam-se facilitadores e até vendedores do seu produto. Apps que faz indicação de amigos, códigos promocionais, resgate de recompensas, são ferramentas que ajudam sua loja no aumento do faturamento, trazendo novos clientes e fortalecendo o relacionamento com os atuais. Eles substituem os famosos flyers, banners, propaganda em escadas rolantes e cancelas de shopping, etc.

Apps como o ISYBUY, também são importantes para facilitar o acesso ao seu novo cliente, melhora o tempo de pedido, espera, fila e garante o pagamento de forma automatizada.

emfoco

Ivim Pelloso - Atua há 17 anos no setor de consultoria e projetos de cozinhas industriais e restaurantes. Tem formação acadêmica em nutrição e em arquitetura e MBA em empreendedorismo e inovação.

No período de 2008 e 2010, participou do programa “Construíndo um Sonho - SBT” e do programa “Extreme Makeover – Rede Record”. Em 2010 foi apresentadora do programa “Arquitetura Gourmet”, com o objetivo de auxiliar na profissionalização do setor de Food Service, e foi convidada para ser editora de novos negócios na revista "Bom Gosto em Negócio" da Editora Figueiroa.

Em 2015 iniciou a participação como colunista na revista "Cozinha Profissional" e do Restaurante e Hotel Modelo nas feiras Fispal e Equipotel. Hoje é sócia da FSone e assume a direção executiva, com atividades de coordenação de projetos, novos negócios e geração de conteúdo (vídeos, blogs, matérias de revistas do setor, plataformas de consultores, feiras nacionais e internacionais, palestras, cursos e aulas), com o objetivo de melhorar e divulgar conteúdo direcionado ao Food Service.

É apresentadora do programa na internet Papo com Tempero e participa com textos no Infood e Massa Madre Blog. É também fundadora da startup KITCHAIN.

Popeyes, KFC, Pizza Hut e Starbucks agitam foodservice

Lançamento, novos operadores e consolidação refletem momento do mercado de alimentação no Brasil

descrição da imagem

O objetivo da Popeyes é abrir mais de 300 restaurantes da marca no Brasil em dez anos

Em junho de 2016, o fast-food brasileiro vivia uma onda de novas marcas chegando ao País. Na ocasião, duas grandes importantes redes, Wendy’s e Taco Bell, anunciaram que viriam ao Brasil e sinalizaram que existiam oportunidades no mercado. Desde então, as duas redes se estabeleceram por aqui consolidando e ampliando suas operações.

O futuro de Pizza Hut, KFC e Taco Bell

De lá para cá, a economia viveu leves melhoras com o aumento na confiança do consumidor e, neste momento, uma nova onda agita o fast-food no Brasil. Na semana passada, a rede Burger King anunciou a chegada da Popeyes. O objetivo é abrir mais de 300 restaurantes da marca no Brasil em dez anos. “Estamos entusiasmados em trazer o Popeyes para o Brasil e a tradição da cultura da cozinha da Louisiana, que incorpora a paixão pela comida combinando ingredientes de alta qualidade”, disse, em comunicado, Alexandre Santoro, presidente global da Popeyes.

A Popeyes vai competir diretamente com a KFC que vive uma nova fase no Brasil após o fundo Sforza, de propriedade de Carlos Wizard Martins, assumir a operação da rede, juntamente com Pizza Hut. A Taco Bell faz parte da mesma família e já é operada pelo Sforza desde 2016. “Inicialmente, meus planos eram de trazer a Pizza Hut, mas a Yum! Brands não cedeu. Mesmo quando começamos a negociar a Taco Bell, inicialmente, eles não estavam interessados em trazer a marca ao Brasil, sobretudo pelo momento econômico, mas depois de muito esforço e a construção de um plano de negócios conseguimos”, diz Wizard.

descrição da imagem

Redes de fast-food vão do popular ao premium

Além das movimentações envolvendo concorrentes diretos, outro grande negócio também mostra a importância do mercado local. A Starbucks anunciou que fechou acordo de licenciamento com a SouthRock, que passa a ser responsável pelas operações das lojas da rede de cafeterias em todo o Brasil. A SouthRock Capital é uma empresa de private equity com sede em São Paulo, fundada em 2015, que controla a Brazil Airport Restaurants, empresa de serviços de alimentos e bebidas multimarca que atua nos maiores aeroportos do País.

Fernando Cardoso, head de Food Service da AGR Consultores, avalia que a recente aquisição das operações no mercado brasileiro da rede Starbucks e as consolidações das operações de KFC e Pizza Hut com Carlos Wizard sinalizam algumas tendências. “A primeira é de crescimento de empresas que operam multi-marcas de restaurantes e cafeterias. A diversificação de portfólio ajuda a mitigar riscos de concentração de conceito e suas flutuações na demanda de público-alvo e sazonalidades”, analisa.

descrição da imagem

Com KFC e Pizza Hut, Carlos Wizard concentra 17 marcas

Cardoso ressalta que a outra tendência é de consolidação e escala. “Estamos observando o crescimento de um modelo de negócio com operadores investindo em lojas próprias, com menos ou nenhuma dependência do modelo de franquias. O perfil do mercado de restaurantes no Brasil é de extrema diluição. As maiores redes têm o modelo de negócio baseado em franquias com poucas lojas próprias ou corporativas. Muitos franqueados tem problemas de cumprimento dos padrões de conformidade da marca e apresentam baixa aderência na escala de compras”, ressalta.

Fonte: Meio e Mensagem

Como o Restaurante pode Aumentar suas Vendas, Fidelizar e Atrair novos clientes.

descrição da imagem

Por Arthur Oliveira - Prosphera Educação Corporativa

Aumentar as Vendas, Atrair e Fidelizar novos clientes e consumidores, qual empresa não quer, não é mesmo?!

Sim, devem ser os objetivos básicos de qualquer empresa ou estabelecimento, quanto mais um restaurante. Objetivo este que é um desafio, ainda mais nos tempos atuais, com tantas ofertas, onde o consumidor tem acesso à informação, tecnologia, redes sociais... e busca ter uma "experiência" na compra de um produto, serviço e atendimento.

Para se destacar, podemos citar vários aspectos que devemos dar atenção: o produto ou serviço, o cardápio, um ambiente agradável, forma de comunicação e atendimento ao cliente consumidor, equipe de colaboradores bem treinada e motivada, promoções, canais de divulgação nas redes sociais, eventos, investir no bom relacionamento com o seu cliente e outros. Sabemos disso tudo mas o grande diferencial é ter e reunir as informações adequadas para criar a estratégia e plano de ação de marketing e vendas, treinar os colaboradores com os investimentos adequados que gerarão o aumento de Vendas, Atração e Fidelização dos clientes consumidores.

A nossa experiência e de nossos especialistas em centenas de empresas e restaurantes e de nossos Resultados ou Extraordinários Resultados tem nos mostrado ser isso possível quando utilizamos do conhecimento, metodologia e ferramentas para elaborar-se um plano de Marketing e Vendas baseado nas informações e avaliações de Pesquisas de Mercado, Pesquisa de clientes / consumidor, concorrentes e fornecedores, cliente oculto, análise e correta definição do custo por mercadoria vendida (CMV), ficha técnica, análise de pontos fortes e fracos, mix de produtos e serviços, análise dos processos internos e operacionais, canais de comunicação, atendimento e venda e desta forma criando o diferencial competitivo - Estratégia, onde este Plano de Ação de Marketing e Vendas será alinhado com todos os setores e departamentos da empresa / estabelecimento e aí sua execução na busca dos objetivos acima. 

Educação Corporativa para Restaurantes

1. Como Reduzir Custos e Desperdícios acima da média.
- Diagnóstico (Sem custos);
- Projeto / Proposta;
- Implementação;
- Resultados.

2. Treinamento de Liderança e Motivação
- Líderes e Gestores, Como obter o melhor de seus colaboradores;
- Lideres e equipe comprometida com os Resultados;
- Como Aumentar o Ticket médio.
- Colaboradores Produtivos, engajados e comprometidos com a empresa.

3. Como o Restaurante pode Aumentar suas Vendas, Fidelizar e Atrair novos clientes
- Pesquisa de Mercado, Clientes e Concorrência. Informações Estratégicas personalizadas;
- Criação da estratégia e Plano de ação de Marketing e Vendas;
- Implementação;
- Execução, Controle e Monitoramento dos Resultados.

Saiba mais sobre os serviços de Educação Corporativa para Restaurantes

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?
Preencha o formulário que entraremos em contato com você!

Educação Corporativa para Restaurantes

 

 

Fale com o Especialista

 

 

Facebook LinkedIn Twitter Google+ WhatsApp Email

banner

Vem ai!

Fispal 2018

FEIRAS FISPAL REGISTRAM GRANDE NÚMERO DE NOVOS EXPOSITORES E AUMENTO NO CREDENCIAMENTO PRÉVIO

A pouco menos de dois meses para o início das feiras Fispal Tecnologia e Fispal Food Service, Fispal Sorvetes e Fispal Café, a Informa Exhibitions organizadora destes eventos, comemora o crescimento considerável de novos expositores e no número visitantes pré-credenciados.  

Após a retomada do setor – comprovada com a recente divulgação dos números do IBGE, que apontaram alta de 3,3% no segmento de produtos alimentícios depois de quedas consecutivas desde 2010 – a Fispal Food Service conquistou 78 expositores, o que representa 27% de novos estandes. Já a Fispal Tecnologia conta com 43, o que equivale a de 16% de novos espaços na feira. Juntas, somam mais de 120 novas empresas garantidas até o momento.

Outro número positivo está representado pelo aumento de visitantes pré-credenciados para os eventos da marca Fispal. Até o momento Fispal Food Service, Fispal Café e Fispal Sorvetes estão com 41% de credenciados acima em relação ao mesmo período de 2017, sendo que 22% desse público é de fora do estado de São Paulo. Já a Fispal Tecnologia conta com incremento de 25% em relação ao mesmo período de 2017, sendo que 48% deste público é do alto escalação da indústria de Alimentos e Bebidas (proprietário, CEO, VP e diretor).

 

 

descrição da imagem

 

Agenda

emfoco

AGENDA 2018

Mercado de Alimentação Food Service

 

Mostre sua Feira, Evento, Curso, Congresso, para o Setor de Alimentação

Mais de 35.000 Profissionais recebem Notícias e Informações através do nosso Portal Marketing Nutricional e de nossas ações de divulgação do que irá acontecer durante o ano.

Profissionais da área da Alimentação

Nutricionistas, Chefs, Gerentes, Confeiteiros, Cozinheiros, Proprietários de Restaurantes que procuram por novidades, conhecimento e atualização, acompanhem os Cursos e Eventos para os profissionais do segmento.

Vocês poderão através de uma pequena e simples pesquisa na Agenda do Portal Marketing Nutricional conferir o que acontece no seu mercado e os Cursos . Eventos e Feiras que desejam participar.

Faça sua feira ou evento estarem mais perto de quem busca informação no setor Food Service! Faça sua divulgação com o EM FOCO Food Service Marketing Nutricional.

Curso

Workshop para Chefs e Negócios Gastrônomicos

 

Chef Tatiana Mendes

descrição da imagem

 


descrição da imagem

Sua Feira, Evento, Congresso com mais visibilidade no Food Service!

Entre em contato conosco para tomarmos um café e conversarmos

Quer saber mais!contato

Aconteceu

Feira do Empreendedor 2018

Chef Daniel Jesus do Amaral esteve presente e pode conferir as novidades da feira além de ser entrevistado e poder comentar o que mais lhe chamou atenção nesta edição.

descrição da imagem

Sucesso nos negócios - Com produto de qualidade e diferenciado, o chef faz cada vez mais a aproximação e o atendimento aos alunos da FEA USP. O chef Daniel Jesus do Amaral, leitor assíduo do jornal EM FOCO Food Sevice continua aprendendo muito com os conteúdos do jornal e aumentando o leque de vendas, vendendo Brownies de cacau Belga na Universidade de São Paulo, o mesmo recebe elogios quanto à qualidade de seus chocolates variados..

descrição da imagem

Oferecimento da Seção SND Hospitalar

banner
SND Hospitalar


Gastronomia Hospitalar - Como transformar a Prescrição Médica em um Cardápio Bem Apresentado e Saboroso para o Paciente?

Por Ariane Nadólskis Severine

emfoco

Imagem divulgação - Marketing Nutricional

O Serviço de Nutrição abrange do processo de admissão à alta do paciente no que se refere à assistência nutricional e no que se refere à produção da refeição, planejamento e distribuição dos habituais cinco refeições servidas. Trabalha como uma engrenagem e qualquer falha ou alteração no processo desencadeia o descompasso gerando atrasos, desperdícios e retrabalhos.

Além da administração das diferentes áreas no Serviço de Alimentação, temos o desafio de eliminar o “estigma” de comida de hospital. É sabido que quanto maior o tempo internação, menor a satisfação em relação à dieta. Stanga et al (2003)

As restrições são muitas na dietoterapia envolvendo consistência e macro e micronutrientes como gorduras, proteínas, carboidratos, sódio, potássio entre outras. Essas restrições ainda podem se somar, dificultando ainda mais o resultado final da preparação.

A gastronomia hospitalar agrega conceitos simples de preparo e apresentação para que possamos entregar uma alimentação saborosa, bem apresentada e adequada em relação aos nutrientes e composição, atendendo as particularidades do plano dietoterápico para cada paciente.

Na elaboração do cardápio temos muitos pontos a serem considerados:

  • Padrão de cardápio

  • Disponibilidade de produtos

  • Padronização de materiais e utensílios

  • Estrutura de produção (física e tecnológica)

  • Público alvo (adulto, criança)
  •  

     

Qual o fluxo da informação da prescrição à bandeja?

A prescrição médica direciona o planejamento dietoterápico que é realizado pelo profissional nutricionista a partir da visita inicial.

O sucesso da adesão do paciente à sua dieta está na integração dos princípios gastronômicos e dietoterápicos aliados aos hábitos alimentares, compreensão da dietoretapia, tratamento e necessidades contempladas e Intolerâncias e aversões consideradas.

Percebemos que a disponibilização do cardápio de opção, empoderando o paciente no processo de decisão da sua alimentação, contribui para a adesão e a melhor aceitação.

Dieta sim, penitência, NÃO!

Alimentação como estratégia contribui para o alívio da dor atenuando o sofrimento do estado da doença.

O conceito do “Comfort Food”, comida caseira, com sabor de casa e temperada de histórias e saudades é a tendência nos hospitais para o acolhimento do paciente e melhora na aceitação do plano alimentar.

Comida que desperta a memória afetiva: a canja da minha mãe, o bolinho de chuva da vovó, as rabanadas do natal ...

A gastronomia é um dos principais agregadores da sociedade, pois o comer sempre está relacionado com acontecimentos da vida das pessoas que ampliam os laços de amizade ou espírito de convivência. 

O desafio diário do Serviço de Nutrição é aliar a gastronomia à hotelaria e à dietoterapia, fazendo com que o usuário se sinta cada vez mais cliente e menos paciente.


emfoco

Por Ariane Nadólskis Severine
Gerência Serviços de Alimentação Hospital Sírio-Libanês
Nutricionista graduada pela Universidade São Camilo
Mestre em Ciências da Saúde pela UNIFESP
Especialista em Nutrição Clínica pela ASBRAN
Especialista em atenção à Saúde pela Fundação Dom Cabral

Alimento Seguro


Ferramentas para a Segurança de Alimentos

Por Suzana Pires Silva

emfoco

O conceito de alimento seguro está crescendo em proporções significativas nas últimas décadas, pensando nisto, sistemas de controle de alimentos eficazes foram criados para garantir a segurança e a saúde ao consumidor. Para reforçar este conceito de segurança de alimentos, um conjunto de diretrizes, regulamentos e legislações são direcionadas permanentemente a saúde pública com intuito de prevenir possíveis perigos.  

Muitas vezes a adequação de um sistema de controle é frequentemente colocada em risco devido às más condições de uma unidade de serviço de alimentação. Comumente, o gestor da unidade deverá implantar análises mais criteriosas, para manter a alta confiabilidade do produto final.

Vejamos a seguir alguns detalhes sobre o que seria segurança de alimentos, que facilitará entender melhor as técnicas adequadas de aplicação de um sistema eficaz.

Partindo do princípio, a segurança de alimentos é um indicativo de proteção e preservação da saúde humana. A exposição a agentes biológicos, químicos e físicos é um efeito adverso à segurança alimentar. Na avaliação de um perigo eminente, leva-se em consideração fatores como estado de saúde, gravidez, idade, baixa imunidade, dentre outros.

Normalmente, o controle sanitário de um alimento deverá ser exercido de modo que evite sua contaminação. Dessa forma, a aplicação de ferramentas para a segurança de alimentos durante o processo de produção até a mesa, permitiria ao consumidor um alimento íntegro e livre de perigos que possam afetar sua saúde.

Nas instalações destinadas a produção de refeições, contém diferentes procedências de perigos como matéria-prima, ambiente, pessoal, substâncias químicas, entre esses, destacamos os micro-organismos como os mais importantes. Portanto, medidas sanitárias e de higiene são fundamentais para garantir uma segurança ao usuário.

As ferramentas para a segurança de alimentos são componentes de um sistema efetivo de monitoramento e controle do alimento, garantindo que alimentos seguros e de alta qualidade sejam fabricados. Essas ferramentas englobam programas de gestão e medidas sanitárias. Sistema como Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), Boas Práticas de Fabricação (BPF) e o Sistema de Gestão de Qualidade, formam o conjunto de ações pertinentes à prevenção de perigos pré-existentes.

Através do sistema APPCC é possível identificar os perigos significativos à segurança do alimento. A implantação deste sistema reduz os riscos dos produtos elaborados em uma unidade, podendo ser aplicado em todos os elos da cadeia produtiva, mantendo princípios de integridade e qualidade do alimento em questão.

Segundo Codex Alimentarius, é importante que as grandes cadeias de fornecimento alimentar, desde a produção até ao consumidor, sejam mantidos seguras, com produtos de boa qualidade e apropriados para o consumo.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), as Boas Práticas de Fabricação (BPF) abrangem um conjunto de medidas que devem ser adotadas pelas indústrias de alimentos e pelos serviços de alimentação, a fim de garantir a qualidade sanitária e a conformidade dos alimentos com regulamentos técnicos. A implantação de um programa de Boas Práticas de Fabricação compreende a elaboração de um manual de BPF, bem como a institucionalização de Procedimentos Operacionais e instruções de trabalho. 

Compete aos serviços de vigilância sanitárias Estaduais e Municipais o estabelecimento de normas complementares, de forma a abranger aspectos sanitários mais específicos a sua localidade, respeitando a legislação vigente da resolução RDC nº 275/2002.

Um sistema de gestão de qualidade pode fornecer a estrutura para a melhoria contínua com o objetivo de aumentar a probabilidade de ampliar a satisfação do cliente e outras partes interessadas (ABNT NBR ISO 9001).

A ideia central do sistema de gestão de qualidade é estabelecer programas que ajudam a garantir o controle de perigos, bem como agregar ao processo natural de fornecimento de um dado produto com objetivo de reduzir riscos de falhas. Para que as organizações funcionem de forma eficaz, é imprescindível a utilização deste sistema, pois, nele é possível identificar e gerenciar processos de postura preventiva com relação a qualidade do serviço. 

É importante salientar que qualquer manipulador deve ser permanentemente qualificado para assumir a responsabilidade na preparação de alimentos seguros. A equipe que integra o corpo de colaboradores do setor deve ser competente, ter formação adequada, treinamento e experiência em atividades que impactam a segurança alimentar.

 


emfoco


Dra Suzana Pires - Nutricionista Analista em Segurança de Alimentos e Docente em Nutrição

Curso

CURSO - CONTROLE HIGIÊNICO-SANITÁRIO NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO

descrição da imagem

 

Ministrado pelo Dr. Eneo Alves da Silva Jr., renomado profissional da área de alimentos e consultor da ANVISA.

Estudantes: entrem em contato através de redacao@higienealimentar.com.br para inscrição em preço especial.

Não percam! Vagas limitadas!

Vigilância Sanitária

 

DECRETO No - 9.013, DE 29 DE MARÇO DE 2017

Dispõem sobre a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal.
Regulamenta a Lei nº 1.283, de 18 de dezembro de 1950, e a Lei nº 7.889, de 23 de novembro de 1989, que dispõem sobre a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal.

Enviado por Dr. Êneo Alves da Silva Jr - Biomédico – Microbiologista. Especialização em Microbiologia Geral e Metodologia do Ensino Superior. Mestrado e Doutorado em Microbiologia de Alimentos e Controle Higiênico-Sanitário em Serviços de Alimentação. Autor do Manual de Controle higiênico-Sanitário em Alimentos da Livraria Varela. Sócio/Diretor da CDL Central de Diagnósticos Laboratoriais

Preencha o formulário e solicite o pdf do DECRETO No - 9.013, DE 29 DE MARÇO DE 2017

 

Conheça a nova publicação da Anvisa:

Resolução para prestação de serviços de alimentação em eventos de massa

Preencha os dados do formulário para receber o pdf da resolução

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA- RDC Nº 43

Anvisa:

O DECRETO No - 9.013, DE 29 DE MARÇO DE 2017


Preencha os dados do formulário para receber o pdf do DECRETO - 9.013, DE 29 DE MARÇO DE 2017

Vigilância Sanitária

Oferecimento da Seção

banner
Receita

 

Releitura da Receita Rocambole de Laranja
do Restaurante A Bela Sintra publicado no livro 100 melhores Receitas de Restaurantes

 

Por Chef Natalia Piato


descrição da imagem

 

Rocambole
Receita original

Ingredientes

 

  • 13 ovos
  • 800 g de açúcar
  • 45 gotas de essência de laranja
  • 200 ml de suco de laranja
  •  

 

Modo de Preparo

    Junte tudo e bata até ficar uma mistura cremosa. Unte uma forma e despeje o creme. Leve ao forno e deixe de 15 a 20 minutos. Quando o creme se tornar uma massa úmida e consistente retire do forno e despeje em uma tábua. Polvilhe com açúcar granulado e enrole. Sirva em temperatura ambiente.

    DICA: Rale a casca de uma laranja, bem fina, sem pegar a parte branca da fruta, e use para decorar o prato

    Rendimento - 12 pessoas
    Receita A Bela Sintra

 

Recheios

Por Chef Natalia Piato


Creme de confeiteiro

 

  • 500 ml de leite integral
  • 80 g de açúcar
  • 80 g de gemas
  • 40 g de amido de milho
  • Fava ou essência de baunilha
  • 15 g de gelatina incolor sem sabor
  •  

 

 

Recheio de fruta

    Por Chef Natalia Piato

  • 50 ml de suco de laranja peneirado
  • 50 g de açúcar
  • 15 g de gelatina incolor sem sabor
  •  

 

Modo de Preparo

    Creme de confeiteiro

    Aquecer em um panela o leite e metade do açúcar com a fava de baunilha. Em um bowl colocar as gemas, o amido e a outra metade do açúcar e misturar bem. Quando o leite começar a ferver jogue no bowl das gemas e misture bem, volte todo o liquido para a panela e cozinhe por aproximadamente 10 minutos depois de ferver. Quando desligar o fogo acrescente a gelatina já hidratada.

    Recheio de fruta

    Coloque em uma panela o suco de laranja com o açúcar e deixe reduzir em ponto napê. Desligue o fogo e acrescente a gelatina já hidratada. Coloque na forma, untada com plástico filme, onde a sobremesa será montada e coloque na geladeira até endurecer. Desinforme.

     

 

Montagem

    Corte o Rocambole em tamanhos iguais e forre uma forma redonda com o rocambole, primeiro em baixo e depois nas laterais. Coloque metade do creme de confeiteiro já frio, coloque a camada do recheio de fruta e complete com o restante do creme de confeiteiro. Leve para a geladeira até estar completamente firme.

Chef Natália,
Estudante do ultimo semestre de gastronomia no Senac São Paulo em Águas de São Pedro, já atuou na área de confeitaria como chef assistente e teve sua propria linha de bolos. Participou de diversos eventos e fez estágio em renomado restaurante da cidade onde trabalho na cozinha e no salão.

Facebook LinkedIn Twitter Google+ WhatsApp Email

Selo do Patrocinador

banner

OFFE

banner

Fornecedores

banner

Certificados Conteúdos - Artigos 2017

banner

Veja como Anunciar

banner

MERCADO PROFISSIONAL

banner

ENTREVISTA

banner

BLOG DOS PROFISSIONAIS

banner

Edições Anteriores - EM FOCO Food Service

banner Saiba mais...

Mantenedores

banner

Emprego

Notícias do Setor de Alimentação. Cadastre-se!

ENCHEFS 2018

O verdadeiro Frango Caipira desde a criação. Cocoricór

DIVULGAÇAO