EM FOCO Food Service - Oferecimento:

emfoco
Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp

Novas Resoluções, Novas Oportunidades

Resoluções de ano novo são simples de se adotar, mas difíceis de se manter. É agora que a maioria de nós vai começar a lutar para fazer com que nossas metas e resoluções aconteçam!

Por Redação MN

emfoco

Quais são as suas resoluções para o ano que se inicia? Já pensou em como concretizá-las? Tem seu planejamento para 2022?

É o momento para pensar no ano que passou, no que deu certo e no que deu errado, e por que isso aconteceu. Oportunidade para fazer o planejamento antes que as obrigações do dia a dia venham e nos atropelem

Com essas novas resoluções, comuns de inicio de ano feitas tanto na vida pessoal quanto profissional, vem também as tomadas de decisões, que nas organizações consiste em fazer uma escolha importante para trazer mais resultados e melhorar a performance da empresa. Essas ações podem desdobrar em consequências para o futuro, tanto do negócio quanto dos colaboradores e clientes.

Mas também vêm junto novas oportunidades -  Vamos pensar na área de alimentação, principalmente da alimentação fora do lar -  o food service  composto  pelos restaurantes, pelas cozinhas profissionais, serviços de alimentação de hospitais, padarias, franquias entre outros.

Algumas resoluções podem trazer grandes oportunidades na conquista de novos clientes, na fidelização e satisfação dos que já tem,  no ganho de uma maior abrangência no mercado e ter  ou manter o sucesso financeiro.

Ideias de algumas resoluções e os benefícios que podem trazer aos restaurantes, aos serviços de alimentação:

Resolução: Aumentar a Transparência nos Procedimentos de Segurança, de Higiene e Limpeza

Oportunidade: Fidelização do Cliente

Resolução:  Deixar o Restaurante tão saudável como alimentação de casa

Oportunidade: Atrair novos Clientes

Resolução:  Motivar e Incentivar a Equipe Operacional

Oportunidade: Mais agilidade dos serviços, ganho de tempo, menos rotatividade

Resolução: Organização e Controle de Custos

Oportunidade: Menos desperdícios

Resolução:  Criar Novos Cardápios

Oportunidade: Elevar a experiência dos Clientes com mais variedades

Resolução:  Aprimorar a Gestão de Compras

Oportunidade:  Mais lucro

Resolução:  Melhorar o Relacionamento com os Fornecedores

Oportunidade:  Facilitar o Processo de Compra

Resolução:  Atenção maior ao Atendimento aos Clientes 

Oportunidade:  Aumentar a  Satisfação, Conquistar

Inspire-se nestas ideias, prepare a sua lista de resoluções para o seu restaurante, serviço de alimentação e planeje como cumpri-las. E conte sempre com a gente!

 

Estamos com você, trazendo novidades, informações e notícias para o seu planejamento, para sua atualização e reciclagem, trazendo as tendências, os melhores fornecedores, as legislações sanitárias, as feiras, congressos e cursos do setor, conectando você ao Mercado de Alimentação. Acompanhe-nos e compartilhe.

Oferecimento da Seção

banner
Atualidade

FOOD SERVICE

5 pontos estratégicos para indústrias e distribuidores de Food Service conquistarem e fidelizarem seus clientes

Por Jean Pontara

emfoco

1° Oferta Customizada: É importante que a equipe de vendas esteja preparada tecnicamente para fazer uma oferta customizada ao cliente. É muito comum o vendedor ofertar aqueles itens de curva A ao cliente transformador, ou despejar o catálogo inteiro no cliente. Porém uma oferta customizada, considerando o cardápio do cliente como base, é muito mais assertiva.

2° Aplicação dos Produtos: Um Departamento de Aplicação ou de Chefs Consultores, que vai ao cliente, e ensina como melhor aplicar os produtos que vende, faz com que a empresa entregue um serviços de grande valor ao operador de food, o que tráz proximidade ao cliente e reduz as discussões de preço.

3° Sell Out no Ponto de Consumo: Apoiar o cliente na venda dos produtos e ingredientes comprados, é uma tarefa quase obrigatória hoje para fornecedores. Promoções em cardápios, montagem de combos, sinalização de lojas, premiação para a brigada de cozinha e salão, são algumas das ferramentas utilizadas para isso.

4° Logística Eficiente: A cada novo restaurante que se constrói ou reforma no Brasil, verificamos que as áreas de cozinha e estocagem ficam cada vez menores, em preferência ao salão. Com isso a frequência de compras aumentou, com pedidos menores. Ser eficiente nas entregas pode justificar ao cliente pagar alguns R$ a mais por seu produto.

5° Conquistar o Coração, Humanizar a relação: Construir com o cliente uma relação pessoal, sólida, não negocial apenas. Levar o cliente para dentro do fornecedor, comemorar com o cliente as datas importantes para ele, enviar mimos pessoais, promover eventos sociais, estas sao algunas dicas de como Humanizar a relação.

emfoco

Jean Pontara - Sócio da J.Pontara Consultoria, Sócio da NetFoods, especialista em estratégias para abordagem comercial e em vendas digitais ao Mercado de Alimentação Fora do Lar. emfoco

Profissional

5 Dicas para ser um profissional de excelência

Por Isaac Pessanha

Dicas que vão melhorar sua performance e vão fazer você um profissional de excelência e indispensável para o mercado de trabalho.

emfoco

1° Não se atrase. Seja pontual no horário.

Quando chega atrasado no trabalho, o funcionário passa a impressão de falta de interesse na função, ou um não amar o que faz. Além de contar pontos negativos com a chefia, isso pode comprometer a execução de tarefas e atrasar até o trabalho dos seus superiores. 

Fique atento você sempre será visto como mais um ou não conseguirá destaque suficiente para ser visto como indispensável. Por mais que você seja bom você vai sempre carregar um porém ( ele é bom porém ......

Ele é bom mas.....) 

E esse porém é o porém da irresponsabilidade. 

Fique atento se quer ser o diferencial.Caso você de algum mole ou acontecer um imprevisto ou situação excepcional, comunique a seus superiores com verdade e evite que aconteça novamente. 

Pior que chegar atrasado é chegar atrasado com mentiras vai na minha você vai ser mais respeitado se não mentir; (desculpa me atrasei acordei tarde isso não vai mais acontecer. Me desculpa).

2° Marketing Pessoal

O marketing pessoal é de extrema influência, não de espaço para desleixo.

Cabelos regularmente arrumados, unhas sempre aparadas e higiene pessoal são sempre notados na aparência. 

Além de falar nas roupas bem passadas e sem manchas, sem que esteja rasgada ou faltando botões. Vale salientar sua higiene e aparência num todo esteja sempre bem perfumado. Por favor vamos evitar mal adores.

Então se você quer ser um profissional de sucesso se ame.

3° Tenha um comportamento Elegante

As vezes uma brincadeira serve como um quebra-gelo no ambiente de trabalho, mais cuidado para não tornar jocoso ( piadas de duplo sentido, palavrões, comportamento brincalhão o tempo todo, podem tirar sua autoridade).
Lembre-se: Se quer ser visto de forma diferente, mantenha um distanciamento do excesso de brincadeiras, também não precisa ser conspícuo, mal encarado, mal humorado. Seja luz onde estiver contamine o ambiente com um sorriso.
Não seja rígido com seus colegas de trabalho quanto mais rigidez mais fácil de quebrar.
Não leve tudo tao a sério evite aborrecimentos por bobagens, seja o equilíbrio onde estiver. Mais se imponha quando for necessário.
No mas, ouça mais e fale menos.
A fofoca termina no ouvido do sábio.
Deixe seus problemas em casa saiba separar o profissional do pessoal; não leve pra casa utensílios do trabalho tabuleiro pra devolver depois e etc...
Evite celular nos ambientes de trabalho
Evite aparelhos de som e afins não seja você o responsável por isso.
Não desrespeite seu chefe peça um feedback sobre seu trabalho quando oportuno, não burle hierarquia não leve assuntos ao superior de seu chefe. Isso é desrespeito.
Se tem algum vício, cigarro por exemplo: deixe ele fora da empresa não tire minutos para fumar um pouquinho a empresa não é responsável pelo seu vício.
Não fale de sua vida pessoal isso também mina aos poucos sua autoridade (mantenha uma divisão entre o pessoal e o profissional)
Não fique contando histórias onde já trabalhou que era chefe em tal empresa que já foi técnico, instrutor, professor em tal empresa que ganhava $$$$$$ enfim.
Se a posição em que está agora é inferior a de outrora não há vantagem em se gabar disso. (Eu eu era era era....). Hera é uma deusa da Grécia.

4° Passe segurança e seja seguro

Seja objetivo e firme em suas respostas a seu superior não deixe brechas para um mal entendido.
Se seus companheiros não entendem sua comunicação melhore ela.
Retire do seu vocabulário as palavras ( acho que sim, não sei, sempre fiz assim hoje não sei o que deu, acho que foi isso ou aquilo)
Se você ainda não sabe o que se deu no seu produto não continue sendo arrogante e incongruente volte a ser ajudante.
Agora se você quer ser um profissional de sucesso fale com clareza. Saiba o que faz e faça o que saiba.
Procure estar atualizado, faça cursos, assista vídeos na internet, se conecte com pessoas que tenham um conhecimento mais amplo invista tempo em conhecimento, recursos em conhecimento.
Além disso vale lembrar, trabalhe de forma competente. Pese os ingredientes, mantenha seu setor limpo e organizado, armazene os produtos com seguridade, bem embalados, em potes ou em filme pvc. Evite desperdício.
Entregue sua produção do dia, não deixe de completar sua lista de produção. Se possível faça além.
Fazer mais faz parte da natureza não se contente com isso.

5° De resultados extraordinários

Invente, crie tenha iniciativas. Para ser valorizado você tem que valer. Amplie seus horizontes. Expanda seu infinito. Trabalhe para que seus produtos sejam inconfundíveis. Seja foda.
Não se trata de simplesmente ter um produto bem acabado de exímia perfeição;
Se trata de vender.
As vezes é mais em conta o simples bem feito vendendo que por 1001 informações no produto levar o dia pra fazer e ser um produto decorativo na vitrine que não gira ou não tem um preço acessível.
Coloque pra vender, um produto bem acabado que tenha sua marca seja inconfundível e gire.
De resultados e não conte histórias.

Seja grato

A gratidão é uma força que está embaixo da virtude, transcendência que é muito importante na construção da felicidade.

emfoco

Isaac Pessanha - Atua no segmento de Panificação e confeitaria há 16 anos como profissional, apesar de ser considerado um jovem de 32 anos, começei cedo. Desde os 8 anos de idade frequentando padarias. Com 15 anos, fui efetivado definitivamente como auxiliar de meu ex padrasto André Félix Padeiro; Sendo com 21 anos já uma referência no Rio de Janeiro como jovem prodigio da panificação. Com 22 anos migrei para confeitaria, trabalhei com Marcio Zanoni onde aprendi parte do que precisava para meu inicio na confeitaria. Frequentei nesse meio tempo, a escola de panificação e confeitaria da Faetec Quintino no Rio de Janeiro. Desde então, coleciono passagens em empresas conhecidas como; Casa do Pão R.J, Rede Emporio Lamego R.J, Estação do Pão R.J, Nova Belém R.J, Hotel Mirador R.J e Pastifício São Dimas em S.P Além de ser responsável na inauguração da Padaria Emporio Santa Carolina R.J, Padaria Long Beach R.J e Padaria Portugal em S.P.

Publicidade

Qualidade
de Vida

Qualidade de Vida

A GASTRONOMIA DO BEM

Por Lorane Hey Letteriello

descrição da imagem

Queridos leitores, cá estou eu novamente explanando sobre o mundo culinário. E porque? Porque se trata de uma área cada vez mais evidente, explorada e respeitada.

Muito se sabe que um dos maiores prazeres da vida é poder saborear um bom prato, se deleitar em aromas e sabores, comer bem!

E para a nossa sorte, temos uma rica natureza que nos proporciona os mais diversos tipos de alimentos, dos mais comuns aos mais exóticos; e o hoje o mercado disponibiliza uma gama vasta, o que nos permite criar, colaborando assim para uma culinária mais interessante e diversificada.

A Empresa Bombay Food Service é super indicada para quem procura valorizar seus cardápios, pois conta com uma variedade de mais de 100 espécies de temperos e iguarias de diversos lugares do mundo.

Quando se fala em temperar a comida, o ingrediente que imediatamente vem à cabeça, claro que é o nosso bom e velho sal.

Com isso não posso deixar de falar para vocês desse fantástico produto que é a FLOR DE SAL.

O nome “Flor de Sal” se dá, pois se considera o mais puro sal já encontrado. Ele se forma na superfície da água do mar, é recolhido e posto para secar ao sol. Todo esse processo se dá de forma artesanal. O resultado são cristais crocantes e úmidos, bem mais delicado que o sal comum.

Para termos uma noção da nobreza dele, de 80 quilos de sal marinho, extrai-se apenas 1 quilo de flor de sal. Suas propriedades e sabor são infinitamente superiores ao do sal convencional.

Porém, diferente dos outros sais, a Flor de Sal não deve ser utilizada durante o preparo dos alimentos, como também não pode ir ao fogo.

Deve ser usada para salientar o sabor dos pratos; assim a recomendação é que a utilize na fase de acabamento pulverizando sobre o prato. Além de mais saboroso, ele fica com um visual bonito e elegante.

Mas atenção, como os demais sais, ela também deve ser usada com moderação.

Gastronomia do Bem, título que ganhou o presente artigo, consiste na aliança do que há de melhor em relação aos sabores e aos benefícios para a saúde que podem trazer os alimentos que levamos às nossas mesas.

descrição da imagem

Partindo daquele velho conceito de que “somos o que comemos”, nada mais importante do que estar atento ao que consumimos.

Porém, é necessário quebrarmos o paradigma de que é difícil se alimentar bem. Tudo é uma questão de ESCOLHA, e como toda e qualquer mudança de hábito, exige apenas um pouco de empenho, racionalidade na hora de comprar, disposição e criatividade. Após, essa prática se tornará muito prazerosa e saudável.

O saber se alimentar também faz parte do nosso processo evolutivo. Nesta empreitada, buscamos, pesquisamos, experienciamos, e no final nos apaixonamos por tudo aquilo que colabora para o nosso bem estar.

Comer bem, assim como viver, é uma arte, e podemos nos divertir muito mergulhando neste oceano das comidinhas do bem.

Voltando aos produtos exóticos, diferenciados, ricos em sabor e saúde, gostaria de destacar um em especial, com o qual tenho muito prazer em trabalhar, e um prazer maior ainda de ser fiel degustadora: o ALHO NEGRO.

descrição da imagem

Descoberto há muito tempo pelos orientais, a iguaria é novidade no Brasil.

Trata-se do alho convencional que passa por um processo de fermentação, envelhecimento, que também pode ser chamado de maturação.

Após a transformação, depois de 30 dias, as propriedades do alimento são potencializadas, aumentando em 10 vezes sua capacidade de anti-oxidação, e gerando o componente A-Arylcysteine que não existe no alho crú e que é altamante eficaz na prevenção de várias doenças como as Cardio-Vasculares, Câncer, Mal de Alzeimer, entre outros; além de aumentar a resistência e retardar os efeitos do envelhecimento.

A lista de benefícios é imensa, esses são apenas alguns exemplos. Pela tabela abaixo é possível visualizar as inúmeras propriedades dessa rica iguaria:

Teor nutricional do alho negro para cada 100 gramas:

 Isoleucina      260 mg

 Leucina       340 mg

 Lisina          170 mg

 Metionina     70 mg

 Fenilamina     230 mg

 Trytophan      30 mg

 Cistina          90 mg

 Treonina      170 mg

 Valina            270 mg

 Asparagina   550 mg

 Glicina         210 mg

 Arginina       640 mg

 Histidina          70 mg 

 Glutamina   1130 mg

 Proline         100 mg

 Serina          240 mg

 Na                38,4 mg

 K                 888 mg

 Mg              54,8 mg

 Ca               21,8 mg

 Fe                  1,5 mg

 Zn               1,01 mg

 Vitamina B1 0.09   g

 Frutose         21,6  g

 TYR               170 mg

 Fibra Diet.Tot. 4,9 g

 

 

Todo esse resultado é obtido sem nenhum aditivo químico, sendo uma prescrição simples e natural para uma saúde melhor.

Assim, temos o alho 100% natural como um poderoso suplemento alimentar, pronto para fazer parte do nosso dia-a-dia. Mas aí vem a questão: - como posso comer alho todo dia, e o mal-cheiro que ele deixa em nosso hálito e transpiração?

Respondo, e essa é a parte mais incrível de todas: - Sim, podemos consumir o Alho Negro todos os dias, até mesmo como aperitivo, in natura, purinho. Por ser adocicado e de textura macia, lembrando uma ameixa, o alho negro não possui o cheiro desagradável intrínseco do alho comum. Desta forma, ele assegura todos e ainda mais benefícios da raiz, sem os inconvenientes que a acompanham.

Hoje no Brasil, o Alho Negro compõe o mundo da gastronomia, e já caiu no gosto de diversos Chef’s de todo país, por ser exótico, leve, frutado, conservando apenas aquele fundinho cítrico do alho, ou seja, completamente singular. Carinhosamente fora apelidado pelos profissionais da aérea, de “Pérola Negra da Cozinha”.

Estamos falando de uma especiaria sofisticada que dá um toque sensacional aos pratos no que condiz à cor, textura e sabor, surpreendendo aos mais diversos paladares.

ALHOMEL - Alho Negro Natural é empresa especializada na produção da iguaria, e dedica-se ao máximo para levar à mesa dos degustadores o que há de melhor, prezando pela total excelência na qualidade do produto.

O produtor Romolo Letteriello, meu querido e amado pai, realiza este ofício com muito amor e responsabilidade.

Apesar de hoje compor os cardápios de renomados e finos restaurantes, o Alho Negro é muito versátil e pode ser adotado na rotina dos consumidores.

O seu uso é destinado à finalização de pratos, mas também pode ser utilizado em recheios de tortas, pães; para fazer doces, sorvetes e tudo o mais que a nossa criatividade permitir.

Então está aí mais essa super dica para quem deseja começar já uma mudança em seus hábitos alimentares, adotando ingredientes tão saborosos quanto benéficos à saúde.

O que é saudável também pode ser saboroso, basta abrir a cabeça, os olhos e claro a BOCA para degustar.

Bom apetite e vida longa para todos nós!
Do meu jeito e com carinho, beijo nos corações!

emfoco

Lorane Letteriello - Diretora Comercial na empresa Alhomel

Informe Publicitário

BELGIAN WAFFLE & PANCAKE MIX

 

emfoco

Cada vez mais querendo novidades, o mercado está sempre pensando em itens que se diferenciam na área e que sejam capazes de cativar os consumidores.

A Nutripur apresenta ao mercado brasileiro uma nova experiência em produtos alimentícios, com suas soluções diferenciadas, produtos que vêm sendo predominantemente consumidos em países Europeus e também expressivamente nos Estados Unidos, como é o caso do consumo de waffles.

✔ Produto inovador com sabor diferenciado no mercado.

✔ Fácil de preparar, necessitando apenas adicionar água.

✔ Versátil, podendo ser preparado em forma de waffles ou formato de panquecas.

✔ Produto assume uma característica crocante e dourada após assado.

 

Saiba Mais...

Oferecimento da Seção

banner
Economia

Mercado

Reorganização do cardápio e seleção da matéria-prima para tornar o restaurante mais competitivo no delivery

Por Sueli Cavalcante Linhares

emfoco

No setor de alimentação, as vendas por delivery estão alta e precisam estar preparados para atender esses consumidores que evitarão aglomerações. Todo o processo começa por uma reflexão sobre o que é o seu negócio, qual é o seu diferencial competitivo e como ele é atrativo para o seu consumidor.

Concentre seus esforços no que de fato é relevante, pois isso facilitará a escolha do cliente. Indique o que vende bem e o que deixa maior margem. O que vende bem provavelmente é o que seu cliente irá procurar para comprar online. O que tem boa margem também deve ser priorizado. As margens de delivery são diferentes da operação local. Para esse olhar é fundamental ter os números de vendas, custos e fichas técnicas atualizadas. Acrescente os custos de entrega, embalagem e promoção e entenda se a margem está adequada para que o negócio se mantenha de pé.

emfoco

Quem trabalha com delivery deve tomar um cuidado especial com as embalagens:

A entrega do alimento deve ser feita em embalagens individuais e resistentes;
É preciso, também, manter a temperatura do prato;
Colocar os molhos separadamente de outros alimentos (impede qualquer encharcamento);
Embale tudo o que tiver alta umidade separadamente;
Se você estiver enviando a comida quente para um cliente, faça um pequeno buraco no recipiente para viagem. Isso ajuda a escapar um pouco de vapor e evita que pratos como batata frita percam sua textura e crocância. Mas atenção: evite fazer isso com comidas que podem vazar, como sopas ou strogonoff;
Mantenha os itens quentes e frios separados;
Itens fritos perdem sua crocância rapidamente se eles forem embalados quente;
Se você é conhecido por seus pratos fritos e não quer excluí-los do cardápio no delivery, basta incluir as instruções de reaquecimento;
Se você teve algum problema com reclamações sobre alimentos chegarem encharcados ou esmagados, considere utilizar recipientes com compartimentos.

Tenha pessoas exclusivas para o delivery, atendimento, separar pedido, interação com o cliente, interação com os motoboys (fundamentais para o sucesso da entrega). Um bom planejamento de compras é fundamental para que tudo ocorra bem.

Definir fornecedores, analisar os seus indicadores de aceitação, atualizar as fichas técnicas das preparações, evite o desperdício, compre produtos de qualidade, analise a textura, maturação, variedade, controle seu estoque, faça uma lista de compras, considere seu espaço físico para armazenar os produtos de forma adequada, trabalhe com o produto que irá vencer primeiro.

Avalie constantemente com todos os fornecedores as condições e mantenha comunicação para garantir o estoque, a qualidade e o abastecimento dos produtos. Tente negociar prazos, descontos e reduza seu estoque ao mínimo necessário. Proponha parcerias com os fornecedores para conseguir melhores negociações e proteger sua margem de lucro.

Durante o recebimento das mercadorias é essencial o controle de qualidade principalmente dos produtos perecíveis, como: aferição da temperatura no ato do recebimento, analisar as características do produto, odor, cheio, aparência, conferir se o produto não chegou vencido, conferir o peso dos produtos em balança calibrada, aferir a temperatura, esse é um controle muito importante que garante a qualidade do prato final.

Mostre a seu cliente que o seu estabelecimento cumpre as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS): mostre nas redes sociais de seu bar ou restaurante, os cuidados de higiene dos colaboradores da cozinha e entrega, por exemplo, distribua equipamentos de proteção individual para a sua equipe, os oriente diariamente sobre cuidados higiênicos e sanitários e se certifique que esses ensinamentos estão sendo colocados em prática para uma melhor experiência aos consumidores.

A avaliação de satisfação do cliente é fundamental para o sucesso. Fazer campanhas de fidelidade, promoções, ser atrativo em taxas de entrega. Não há sucesso sem esforço e dedicação, atenção aos detalhes e foco no cliente e equipe agregue aos pedidos pequenos elementos de hospitalidade, que farão o seu consumidor se sentir valorizado. Veja algumas sugestões:  Que tal pequenos frascos de álcool gel ou líquido 70%, um recadinho à mão na embalagem, agradecendo o pedido, uma balinha...pequenos itens que encantam os clientes.

O delivery deve se manter como tendência para alimentação após pandemia. Atualmente, de acordo com estudos da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), cerca de 60% do consumo de comida fora de casa se dá no horário de almoço às segundas-feiras. Os outros 40% se distribuem ao longo dos outros dias da semana.

emfoco

Sueli Cavalcante Linhares - Nutricionista graduada pela Universidade Paulista UNIP, especialista em Gestão da Qualidade e Controle Higiênico-Sanitário de Alimentos pelo Instituto Racine. Atuou em rede de padarias em São Paulo, onde era responsável pelos controles de qualidade dos alimentos. Nutricionista responsável técnica em um dos melhores restaurantes tradicionais de São Paulo. Atualmente presta serviços de Consultoria e Assessoria Alimentar.

Informe Publicitário

Chocolate com Leite da Vovó – 1kg

 

emfoco

 

Mistura para preparo de Chocolate com Leite – Solúvel

MODO DE PREAPRO: Colocar 1 parte do Chocolate com Leite da Vovó para 2 partes de água quente (em volume).

Conservar em local seco e arejado. Após aberta a embalagem, consumir em até 30 dias.

RENDIMENTO: 50g do produto prepara até 200ml de bebida.

INGREDIENTES: alimento em pó à base de glucose e soro de leite (xarope de glucose, soro de leite, gordura vegetal, leite desnatado, emulcificante monoediglicerídeos de ácidos graxos (INS 471), mistura para chocolate com leite (açúcar, composto lácteo com gordura vegetal sabor de leite, leite em pó integral, cacau em pó, soro de leite em pó, maltodextrina, sal, espessantes carboximetilcelulose sódica e goma xantana, antiumectante dióxido de silício e aromatizante sintético idêntico ao natural), base para chocolate (açúcar, cacau, sal, corante caramelo, espessantes goma guar e carragena e aromatizante sintético idêntico ao natural), leite em pó, maltodextrina, cacau lecitinado, fosfato tricálcico e sal.

NÃO CONTÉM GLÚTEN
ALÉRGICOS: ESTE PRODUTO CONTÉM LEITE E DERIVADOS DE LEITE
CONTÉM LACTOSE
JÁ ADOÇADO

 

Para saber mais sobre os Produtos Alimentícios Düpót Ltda:

Entre em contato através do contato@dupot.com.br

Negócio

Você é um apaixonado ou um profissional?

Por Isabela Gontijo

emfoco

Um belo dia, saindo de casa para trabalhar, me deparo com um fuê gigante de uns 3 metros caído na calçada. Como aquilo foi parar ali? Olho adiante e percebo por trás de uma vitrine umas cadeiras e mesinhas. No fundo, um balcão com decoração de rendas. Só aí me dei conta: tem uma confeitaria muito perto da minha casa. Perguntei aos vizinhos sobre a confeitaria, só um me disse que ela estava aberta há uns 5 meses, os outros não sabiam de sua existência.

Será que o dono dessa confeitaria sabe o porquê da falta de clientes? Alguns diriam “falta uma placa”. E eu perguntaria: “E por que ele preferiu colocar um fuê gigante ao invés de uma placa?” Eu não tenho como saber o real motivo, pois não conversei com o dono da confeitaria e seria injusto julgá-lo. Mas proponho analisar esse caso de forma geral, pois pode ser útil para você.

Quando abrimos um negócio de foodservice passamos de amigo que cozinha bem para empresário.  O que equivale a pensar que antes você era um AMADOR, agora é um PROFISSIONAL. Digo amador no sentido de quem ama cozinhar ou receber, e não no sentido de fazer as coisas mal feitas. Aliás, os amadores, por amarem o que fazem, são muito exigentes com os ingredientes, por exemplo.

AMADORES, como toda pessoa apaixonada, têm algumas fantasias, sonham que “um dia vai ter um fuê gigante na fachada, que nem o que viu no Pinterest”. Mas como profissional, você precisa transformar o sonho em algo palpável, viável, e nesse processo algumas ideias precisam ser revisadas ou até descartadas. Do contrário, a vida, com a sua bondade e justiça naturais, te mostrará de uma maneira nada sutil que você está se iludindo, ou seja, você irá à falência.

PROFISSIONAIS levam muito a sério o que fazem e por isso também levam a sério aos outros profissionais e aos clientes. Entenda que se você é chef e tem arrepios quando escuta que tanto faz o tipo farinha para fazer um certo prato, da mesma forma pessoas que entendem de gestão, arquitetura ou hosting têm arrepios quando você pega dicas no Google, pelo simples fato de saberem que não vai dar certo.

Então, para começar, tenha muito claro que o foodservice tem um tripé:

1/3 comida

1/3 atendimento

1/3 ambiente

Os três tem igual peso na avaliação do cliente. No caso de delivery, o ambiente é mais ou menos substituído pelo design visual, mídias sociais e embalagem. Acrescente a gestão à tudo isso. E seja realista. Se o que você faz bem é cozinhar, tenha pessoas boas que te apoiem no atendimento, ambiente e gestão, e assim, sucessivamente. E se você não pode pagar por tudo isso agora, aja como um profissional e capacite-se.

Caso você esteja pensando que ser um profissional assim é muito duro e sem graça. Sugiro que olhe mais atentamente, pois o profissional tem um relacionamento duradouro com o que faz. Há muito amor envolvido. Aquele tipo de amor que passa pelos momentos fáceis e difíceis, que sempre dá trabalho para manter, mas é ele que dá para a nossa vida uma dimensão maior e com mais sentido. Profissionais de verdade amam o que fazem, e ter uma paixãozinha aqui e ali traz uma graça extra ao seu trabalho. E quem sabe, de vez em quando dá até para bancar um fuê gigante na fachada.

emfoco

Isabela Gontijo - Arquiteta especialista em foodservice, membro da FCSI (Foodservice Consultants Society International) e filósofa. Proprietária da Mise en Place Arquitetura, empresa que desenvolve restaurantes que se importam..

Temos Muito Orgulho dos Nossos Colunistas MN

Empresário - José Sevieri Colunista MN

 

Nutricionista - Caroline Trevisan Colunista MN

 

Empresário - Francisco Assis Colunista MN

 

 

banner

Medidor de Atividade de Água - Humimeter RH2

Fornecedor

Gestão de compras para restaurante

Produto, Qualidade e Preço para o Decisor de Compra do Mercado de Alimentação através do OFFe Marketing Nutricional!

      OFFe Ofertas & Soluções

- o Guia de Compras do Restaurante -

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?

 

Fornecedores & Soluções - Produtos, Serviços e Consultoria Técnica

Com a procura constante dos Compradores por Fornecedores Qualificados e Técnicos no setor da alimentação, o Marketing Nutricional oferece aos gestores de serviços de alimentação, uma ferramenta de consulta fácil e atualizada: OFFe Ofertas & Soluções.

Solução desenvolvida para que Restaurantes Comerciais, Cozinhas Industriais, Cozinhas de Hospitais, Restaurantes de Hotéis, Padarias, Lanchonetes, Redes de Fast Food entre outros Serviços de Alimentação possam ser beneficiados na questão Compra e Qualidade que só o bom Fornecedor pode oferecer através do OFFe Ofertas & Soluções.

Veja aqui - Conheça e Consulte a cada pedido!

Seção Marketing

banner
Marketing

Indústria

INDÚSTRIA SAUDÁVEL

O setor de alimentação como um canal de comunicação com o cliente

Por Adriana Abreu

emfoco

Sempre digo que nenhuma empresa se torna e se mantém viva e eficiente por acaso, principalmente nas últimas décadas. Nos últimos tempos a industrialização dos alimentos tem sido colocada em questão, e até mesmo colocada em check por diversos setores.

O que não se pode negar é que a indústria de alimentos e o setor de alimentação são primordiais para a economia de um país e para a saúde de uma população.

Não há, também, como eximir a indústria dessas consequências, afinal o caminho trilhado por essas indústrias passa por desenvolvimento de técnicas e uso de ingredientes que deixaram de priorizar a qualidade nutricional em prol da margem maior de lucro, sem haver qualquer preocupação em estabelecer um canal eficiente de comunicação com o cliente.

Inevitavelmente a indústria de alimentos (pelo menos as que se importam em se manter vivas) tiveram que rever seus produtos e “recuar”, retomando a preocupação com a qualidade nutricional.

Redução de sal, açúcar e gordura passaram a ser medidas que tinham urgência em serem implantadas. O perfil do cliente veio mudando com a disponibilização de tanta informação nas redes sociais e na internet. O cliente prioriza saúde.

Para a indústria, reduzir esses ingredientes significa alterar a palatabilidade do produto já tão adequado num processo de consumo vindo de décadas.

Diante desse desafio as indústrias passam então a apostar (com muita assertividade) em se comunicar com seus clientes através do estreitamento de relações com profissionais da saúde (nutricionistas, educadores físicos, médicos e etc) fazendo com que esse seja um ótimo e confiável canal de comunicação, esclarecimento e convencimento de compra.

Não é um trabalho dos mais fáceis, afinal os profissionais de saúde precisam ser convencidos do esforço e intenção da indústria de alimentos em melhorar os produtos e adequar os ingredientes, de modo que a qualidade nutricional volte a ser uma prioridade da marca. Como foi dito no início: nenhuma empresa se torna grande, se mantém eficiente e é capaz de se readequar por acaso.

 

emfoco

Adriana Abreu - Nutricionista Clínica. Controle de Qualidade na Produção de Alimentos

FOOD SERVICE

Empresa Aposta em Saudabilidade

emfoco

A Camponesa, marca de lácteos da Embaré, traz uma grande novidade para sua tradicional linha de leite em pó. Seus leites integral e instantâneo na versão 800g, ganharam um mix de nutrientes especial para suprir as principais necessidades nutricionais dos brasileiros. Além de trazer todos os benefícios do leite puro do campo, os produtos agora são fonte de Vitamina A, C, D e E e enriquecidos com cálcio, ferro e zinco.

A Embaré tem priorizado a saudabilidade em seus desenvolvimentos, oferecendo produtos com ingredientes que possam trazer benefícios nutricionais e funcionais para o organismo, sem deixar de lado a manutenção da qualidade e do sabor. O leite em pó Camponesa é um alimento completo, pois oferece em sua formulação apenas leite integral mais vitaminas e nutrientes essenciais à saúde”, comenta Adriana Antunes, gerente de marketing da Embaré.

Tradicional na venda de leite em pó, a Camponesa se destaca no cenário nacional entre os grandes players. De acordo com a Euromonitor, a Camponesa é a quinta maior marca de leite em pó do Brasil, com 4% de participação de mercado. Com base em dados divulgados pelo Instituto AC Nielsen, a Camponesa, presente hoje em todo o Nordeste, possui significativa fatia de mercado em Pernambuco: 67,7%, está entre as quatro primeiras marcas de leite em pó mais vendidas do país e entre as 3 primeiras no nordeste.

“Temos realizado um trabalho consistente ao longo dos anos, investindo continuamente em inovação, pesquisa e desenvolvimento para aprimorar nossos processos e garantir que a indústria entregue o melhor produto aos nossos consumidores. Fomos a indústria pioneira na fabricação do leite em pó de saquinho no Brasil, ajudando a democratizar o produto. É motivo de muito orgulho para nós ver o reconhecimento da marca Camponesa no mercado”, destaca André Antunes, diretor comercial da Embaré.

A companhia avança no projeto de ampliar a participação no mercado interno de lácteos com a produção de leite em pó. No ano passado, a Embaré arrendou uma fábrica em Patrocínio(MG) com foco na expansão de vendas, permitindo um aumento de 16% da sua capacidade de processamento diário, atingindo a casa dos 2,8 milhões de litros de leite/dia.

Também de acordo com a Euromonitor, para o período entre 2021 e 2026, o instituto projeta um crescimento médio do segmento de 1,7% em volume vendido ao ano, e aumento de 3,8% em receita - sem incluir a inflação.

“O cenário que vivemos tem sido bastante desafiador, com aumento da inflação, alta nos preços dos insumos e a recessão econômica causada pela pandemia. Apesar de todas as adversidades, temos realizado um trabalho bastante consistente para mantermos competitivos no mercado e, por isso, estamos confiantes que conseguiremos atingir bons resultados esse ano”, afirma André.

Fonte: Camponesa

Marketing

Audiência e Curtidas - Real diferença no resultado final para atingir o cliente

Por Carla Tunkel

descrição da imagem

Parece-me redundante a insistência de um grupo de pessoas, clientes, fornecedores, público em geral, o porque da importância em usar (bem!) as redes sociais para se alavancar determinado negócio.

Sabemos bem que hoje em dia, não basta estar presente no mundo virtual. É necessário ter uma reputação e entregar aquilo que se propôs a fazer. Simples assim! Contratar um excelente profissional de mídias digitais, no qual irá propagar o seu negócio e investir em publicidade, nos tornará um lead em potencial, e no momento que resolvemos experimentar este mesmo negócio, seja indo no restaurante ou recomendando a alguém, o ciclo se completa. Mas e o resultado? Se a EXPERIÊNCIA for positiva, todo o resultado terá valido a pena. Os likes, as visualizações, os comentários, teriam sido relevantes ao negócio, ao seu faturamento e finalmente ao seu lucro.

Por outro lado, se ao propagar um negócio e a experiência final do consumidor não for boa, fidedigna a sua divulgação, o resultado final poderá virar uma verdadeira catástrofe. Não há freios nas redes sociais. Um cliente insatisfeito colocará a "boca no trombone" de diversas formas. Seja na própria página do negócio, em sua conta pessoal, no "Reclame Aqui" e em diversas outras frentes possíveis e alcançáveis a apenas um clique.

Falei há pouco sobre reputação e acredito que seja isto que esteja em jogo em qualquer negócio. Sua marca, seu restaurante, bar, empresa de alimento, toda a cadeia alimentar deve prezar e trabalhar para que sua entrega ao consumidor final seja a melhor possível, de preferência acima das expectativas. Trabalhar com fidelidade a reputação pode proporcionar a qualquer negócio excelentes chances de desenvolvimento, rentabilidade e sucesso. Proporcionar experiências marcantes, seja na entrega de um fornecedor a um estabelecimento ou ao delivery a um consumidor final, pode fazer total diferença em um negócio elevando sua marca a um patamar mais elevado que seus concorrentes locais, regionais ou nacionais. Tudo dependerá, obviamente, do foco de seu negócio.

E o que a reputação da marca ou de seu negócio, seja ele qual for, tem a ver com audiência e curtidas. O quão relevante este tema pode ser para o seu resultado final? Sabemos e questionamos que hoje em dia, empresas como o Facebook, Google, Apple e Amazon, os grandes gigantes da tecnologia, o quão leais tem sido com seus clientes e anunciantes em suas plataformas. Recentemente foram questionados que os mesmo usaram de seu know-how de seus vendedores para criarem suas marcas próprias e produtos em suas respectivas plataformas. Não discutiremos aqui a ética e as ações dessas empresas, mas sim, a forma de usá-las corretamente e a favor de seus negócios.

Fazer um funil, onde posts, anúncios, buscas levem ao consumidor final ter a experiência que o seu negócio pode trazer de melhor é o que constantemente buscamos. Mas precisamos fazer com inteligência! Porque tudo isso, que hoje em dia é um processo bem conhecido e relativamente simples, deve ser feito de forma planejada e estruturada. Pois apesar da simplicidade, toma tempo e tem um custo envolvido. Qualquer post, por mais singelo que seja, merece a dedicação de alguém ou de um grupo de pessoas que deverá pensar "o que eu devo ou quero comunicar neste momento? O que eu espero dessa comunicação? Quem eu quero atingir? Porque eu preciso comunicar desta forma? Quanto eu quero ou preciso investir para atingir determinado público? Qual a expectativa da minha empresa em relação a esta comunicação?"

São diversas perguntas que devem fazer parte de um planejamento do negócio. Que com certa frequência deve ser revisitado para estabelecer novas metas e se necessário novos direcionamentos. Uma comunicação inteligente, com uma estratégia por trás, pode trazer muito mais do que curtidas, audiência e visualizações. Pode trazer resultado real para o seu negócio. O objetivo não é somente o branding, mas sim rentabilidade no mundo real.

Se sou uma lanchonete, no bairro da zona sul de SP, mas tenho como objetivo atrair pessoas e vários outros bairros em diversos cantos da cidade para provar, experimentar e ser fiel ao melhor lanche da cidade, precisa me fazer valer pelo que vendi. Se eu me vendo assim, é melhor que a experiência do meu consumidor seja no mínimo essa mesmo. Que essa vivência possa propagar a melhor experiência daquele consumidor vindo ao meu estabelecimento. Aquele, que foi tão propagada nas redes sociais! Que ele "caia na boca do consumidor" e que vire um hit de sucesso! Só assim, todo o esforço, estratégia e investimento de tempo, profissionais e comunicação teriam valido a pena.

O que qualquer negócio que seja tem como objetivo atingir seu cliente final. Se sou um fornecedor, gostaria que me cliente tivesse sucesso no negócio dele para continuar vendendo, servindo e o atendendo. Se ele tem sucesso, eu também terei. E assim por diante. Torna-se assim um ciclo vicioso do bem. Consumidor feliz, cliente feliz, fornecedor feliz, funcionários, empresários... e assim fazemos girar a roda da economia. E se eu ainda coloco uma força, divulgo meu negócio, de forma estruturada e inteligente, minha reputação será fiel a minha entrega, ponto para mim! Terei investido de forma assertiva e alavancado através das mídias digitais para o mundo real.

E como calcular este investimento do virtual para o negócio físico? Essa é a grande questão que fica ao empreendedor. Normalmente usa-se alguns KPIs das redes sociais, como a interação que os usuários tem com os posts e anúncios através dos comentários e compartilhamentos que possam gerar. As curtidas são um parâmetro que devemos ter muito cuidado. Um "like" pode ser só um like, sem sentido e emoção nenhuma, ou pode ser um "real like", de alguém que realmente se importou com o que viu. Nem sempre significam sucesso e muito menos envolvimento do consumidor/cliente final com aquilo que se está anunciando. Como foi falado, é preciso uma estratégia por trás de toda e qualquer comunicação. Traduzir essa interação do virtual ao real é o grande X da questão. É fato que uma comunicação pode ajudar a alavancar um negócio. Mas não há uma estatística exata do quanto as redes sociais impactam diretamente no negócio. Sem dúvida, feita corretamente, há uma importância, mas exatamente o quanto ela contribuiu para o resultado real do negócio, não há um cálculo exato que nos de esta informação. O que sabemos é que de alguma forma, nos fazer relevante virtualmente é um caminho mais curto para gerar uma experiência real no nosso mundo de verdade, de pele e osso, de contato real.

emfoco

Carla Tunkel - Experiência em Marketing de Consumo e no Marketing B2B em multinacionais de expressão: NESTLÉ, BUNGE ALIMENTOS, CARGILL e COTY. Empresa nacional: TAIFF. Planejamento Estratégico e Tático anual de ações de Marketing e Vendas. Participação na elaboração / definição do Orçamento Anual de Marketing. Atuação envolvendo as áreas de Produtos, Comunicação, Propaganda, Marketing Direto, Sistema de Informações de Marketing, Pesquisas de Mercado, Eventos e Promoções. Desenvolvimento, estratégia e execução de novos produtos e embalagens. Coordenação de Comunicação, Agências, Divulgação na Mídia online e offline. Previsões de vendas, elaboração de preços e logística de distribuição. Viagens internacionais realizadas a trabalho e para intercâmbio cultural nos ESTADOS UNIDOS, MÉXICO, CANADÁ, CHILE, AMÉRICA CENTRAL, CARIBE, EUROPA, ISRAEL, AUSTRÁLIA e FILIPINAS. Graduada em Administração de Empresas na PUC-SP, pós graduada em Marketing na ESPM, fluente em inglês

Seção Acontece - Mercado

banner
Agenda

emfoco

AGENDA 2022

Mercado de Alimentação - Food Service

 

Mostre sua Feira, Evento, Curso, Congresso, para o Setor de Alimentação

Mais de 35.000 Profissionais recebem Notícias e Informações através do nosso Portal Marketing Nutricional e de nossas ações de divulgação do que irá acontecer durante o ano.

Profissionais da área da Alimentação

Nutricionistas, Chefs, Gerentes, Confeiteiros, Cozinheiros, Proprietários de Restaurantes que procuram por novidades, conhecimento e atualização, acompanhem os Cursos e Eventos para os profissionais do segmento.

Vocês poderão através de uma pequena e simples pesquisa na Agenda do Portal Marketing Nutricional conferir o que acontece no seu mercado e os Cursos . Eventos e Feiras que desejam participar.

MERCADO DE ALIMENTAÇÃO 2022 - Feiras, Cursos e Congressos

 

descrição da imagem

Escolha seu módulo ou participe de todos

Marcia Melo - Curso Online - GESTÃO ESTRATÉGICA EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO

√ Curso Completo: 4 Módulos

Info e inscrições: Marcia Melo no Link da Bio: Instagram: @nutri.marciamelo

 

Faça sua divulgação: feira, curso ou evento estarem mais perto de quem busca informação no setor Food Service! Faça sua divulgação com o EM FOCO Food Service Marketing Nutricional.

descrição da imagem

Sua Feira, Evento, Congresso com mais visibilidade no Food Service!

Entre em contato conosco para tomarmos um café e conversarmos

Quer saber mais!contato

Seção SND Hospitalar

banner
SND Hospitalar

APERFEIÇOAMENTO DOS CARDÁPIOS PODEM AUMENTAR A ACEITAÇÃO DOS PACIENTES

Por Patricia Ramos

emfoco

A preocupação com indicadores do estado nutricional do indivíduo hospitalizado tem sido crescente, uma vez que a desnutrição intra-hospitalar continua sendo a causa mais frequente do aumento da morbimortalidade na internação, atingindo entre 30% e 50% das pessoas hospitalizadas de todas as idades.

Estudos observaram que os pacientes não ingerem boa parte da alimentação oferecida em razão não apenas da doença, da falta de apetite e das alterações do paladar, mas também da mudança de hábitos e da insatisfação com as preparações e o ambiente hospitalar. Observa-se que a alimentação hospitalar é alvo de críticas e rejeições por parte dos pacientes e acompanhantes. A comida de hospital é comumente percebida como insossa, sem gosto, fria, servida cedo e cheia de restrições.

Poulain et al. consideram que um alimento, não deve ter somente qualidades nutricionais, expressas pelas quantidades de glicídios, lipídeos, proteínas, vitaminas e minerais. É necessário que ele seja conhecido e/ou aceito pelo indivíduo e pelo grupo social. Assim, aspectos como o gosto, a cor, a forma, o aroma e a textura, além da temperatura das refeições, o horário de distribuição, o ambiente onde se dá a refeição, dentre outros elementos, são componentes que precisam ser considerados na abordagem nutricional.

Leonhardt et al. afirmam que cardápios monótonos e pouco atrativos, com repetição e pouca variedade de preparações impactam na satisfação do cliente quanto ao serviço. Santos et al. apontou que o uso de técnicas gastronômicas proporcionou maior ingestão das refeições pelos pacientes mediante a melhoria da qualidade dos atributos sensoriais e da temperatura, o que pode contribuir para a melhora do estado nutricional dos pacientes internados e redução dos custos associados ao desperdício de refeições.

De acordo com Mezomo, além das necessidades terapêuticas e nutricionais, as dietas hospitalares devem considerar: os hábitos alimentares do paciente como: ponto de cocção, temperos, consistência, apresentação, variedades, preferencias e restrições alimentares. Falhas no repasse de informações das preferências dos pacientes, falta de atenção no porcionamento da dieta, mudanças inesperadas no cardápio, contribuem para que os pacientes não tenham suas preferencias atendidas, ocasionando insatisfação.  

Uma das formas de minimizar estas falhas é a padronização do processo de produção de refeições, pois facilita o processo de capacitação dos colaboradores, já que as atividades precisam ser realizadas da mesma forma, independente do turno. Essa padronização inicia-se com o planejamento dos cardápios, através das fichas técnicas de preparação (FTP) que são instrumentos de apoio operacional que servem para tornar a receita reprodutível por qualquer colaborador. A FTP propicia, portanto o planejamento de refeições com valor nutricional e características sensoriais padronizadas (sabor, textura, aparência), uma vez que há a orientação sobre o modo e o tempo de preparo, as especificações dos utensílios e equipamentos a serem utilizados. Segundo Japur, no caso de um serviço hospitalar, a utilização da FTP se torna essencial, pois não basta que o nutricionista realize a avaliação nutricional e anamnese alimentar, conclua o diagnóstico e prescreva a dieta, é preciso que as preparações padronizadas no manual de dietas estejam disponíveis no serviço. É incoerente planejar refeições com base em sua composição nutricional e consistência, se no momento de produzir o manipulador não seguir o modo de preparo preconizado.

Um grande desafio é preservar a qualidade sensorial das dietas, visto que a restrição de nutrientes pode afetar as características organolépticas dos alimentos e preparações, interferindo na aceitação do paciente. Estratégias como o fornecimento de molhos com sabores diversificados podem contribuir para melhorar a aceitação das dietas. Outro aspecto é o controle do tempo de cocção para evitar preparações com consistência e aparência desagradáveis, fatores que interferem negativamente na satisfação do paciente com relação a alimentação hospitalar; a padronização de utensílios também é essencial para garantir a gramatura das porções.

Indicadores de Qualidade como Taxa de Satisfação do Cliente, Taxa de Aceitação das Dietas Via Oral, são ferramentas importantes que auxiliam a detectar a necessidade de mudanças e implantação de melhorias imediatas nos cardápios, visando assim, a oferta de dietas de qualidade, adequadas à necessidade, e que estimulem o paladar dos pacientes, já que em função da doença e/ou tratamento, podem ter o consumo alimentar e o estado nutricional prejudicados. O nutricionista do serviço deve reconhecer a importância e a necessidade da utilização destes indicadores, pois a partir da implantação destes no serviço de alimentação, haverá um maior controle dos processos produtivos, contribuindo para a redução do desperdício e consequentemente aumento da aceitabilidade pelos pacientes internados.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

- Waitzberg DL, Waleska T, Caiaffa MD, Correia ITD. Hospital malnutrition: the Brazilian National Survey (IBRANUTRI): a study of 4000 patients. Nutrition. 2001; 17(7/8):553-80.

- Garcia RWD. A dieta hospitalar na perspectiva dos sujeitos envolvidos em sua produção e em seu planejamento. Rev Nutr. 2006; 19(2):129-44. doi: 10.1590/S1415-5273200600020000

- Poulain JP. Etat des lieux: Comité de Liaison Alimentation Nutrition. In: Ricour C. Mise em place d´une politique nutritionnelle dans les etablissements de santé. Paris: Ministere de la Santé DHOS; 2002.

- Lopes E, Alves J, Lima D. Verificação da aceitação de cardápios entre pacientes oncológicos e acompanhantes saudáveis na unidade de serviço de alimentação do Hospital Laureano/PB. Nutr Brasl. [Internet]. 2020 [citado em 07 de agosto de 2020]; 19 (1): 16-22. Disponível em: https://doi.org/10.33233/nb.v19i1.1365

- Laffitte AM, Farias CLA, Wszolek J. Sintomas que afetam a ingestão alimentar de pacientes com linfoma em quimioterapia ambulatorial. O Mundo da Saúde [Internet]. 2015 [citado em 08 de agosto de 2020]; 39 (3): 354-61. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/

- Bittar OJN. Indicadores de qualidade e quantidade em saúde. Rev de Adm em Saúde. Julho/setembro de 2001; 3 (12): 21-8.

- Ferreira AR. Análise e melhoria de processos. Brasília; 2013. Apostila do Curso de Análise e Melhoria de Processos da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), 2013.

- Japur CC, Vieira MNCM, Vannucchi H. Gestão de qualidade na produção de refeições.1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2012. 294 p. 

-  Proença RPC. Inovação tecnológica na produção de alimentação coletiva. 3. ed. Florianópolis: Insular; 2009. 134 p.

- Herezais AC, Baratto I, Gnoatto. Avaliação da satisfação das refeições servidas em hospitais do município de Pato Branco-PR. Rev Bras Obes Nutr Emagrec. [Internet]. Julho/agosto de 2018 [citado em 27 de janeiro de 2020]; 12 (72): 479-85. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6985676

- Leonhardt MB, Kerber M, Fassina P. Análise qualitativa das preparações do cardápio de duas unidades de alimentação e nutrição. Arch Health Sci. [Internet]. Outubro/dezembro de 2019 [citado em 27 de janeiro de 2020]; 26 (3): 152-7.

- Ribas SA, Pinto EO, Rodrigues CB. Determinantes do grau de satisfação da dieta hospitalar: ferramentas para prática clínica? Demetra. [Internet]. Junho de 2013 [citado em 15 de maio de 2019]; 8 (2): 137-48. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj. br/index.php/ demetra/article/view/3788/5142

- Mezomo IFB. Os serviços de alimentação: planejamento e administração. 5. ed. Barueri: Manole; 2002. 

- Sousa AA, Proença RPC. Tecnologia de gestão dos cuidados nutricionais: recomendações para qualificação do atendimento nas unidades de alimentação e nutrição hospitalares. Ver Nutr. Outubro/dezembro de 2004; 17(4): 425- 36.

- Maciel IJL, Andrade NC, Souza VCS, Conceição LKM, Morais BHS. Intervenções gastronômicas e análise da aceitabilidade em um Restaurante Universitário na cidade de Belém-PA. Demetra. [Internet]. Agosto de 2019 [citado em 05 de agosto de 2020]; 14 (e38974): 1-17. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br

emfoco

Patricia Ramos - Nutricionista com 25 anos de experiencia na área hospitalar, pós graduada em Gestão de Negócios de Saúde pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Gerente de Qualidade e Segurança Alimentar na Embrare Refeições.

Seção Alimento Seguro

banner
Alimento Seguro

ALIMENTOS SEGUROS

Processos e Protocolos de Alimento Seguro - Por que é Importante a Conscientização da Equipe independente da função que faz na Unidade ou no Restaurante?

Por Fernanda Amorim

emfoco

Mudanças no estilo de vida levam as pessoas de maneira geral a ajustarem seus hábitos de consumo. Em função disso, o alcance de mercado de produtos como alimentos industrializados ou prontos para consumo só aumentou nas últimas décadas - e mais ainda em tempos de pandemia.

No segmento de alimentos e food service, muitos são os processos e protocolos aos quais a cadeia produtiva deve atender, de maneira rígida. O objetivo de se estabelecerem critérios rigorosos é o de garantir o fornecimento de alimentos seguros para o consumidor. Ao longo do processo produtivo, todos os segmentos da cadeia devem oferecer condições mínimas para proteger os alimentos e preparações enquanto estiverem sob seu controle.

Problemas envolvendo consumidores e o comércio de alimentos são antigos, e não vem de hoje a preocupação com doenças veiculadas por alimentos (DVAs), em todas as partes do mundo. Muitas vezes são consideradas um risco inerente ao negócio, além de representarem um grande risco à saúde pública. Por este motivo o conceito de segurança de alimentos vem ganhando cada vez mais destaque e o enfoque por parte das empresas deste ramo.

Em nível nacional, já existe na legislação brasileira multas e indenizações para incidentes relacionados à falta de segurança de alimentos - aplicável não somente em casos de toxinoses alimentares, mas também diante da ocorrência da presença de corpos estranhos em alimentos. O Código de defesa do consumidor (BRASIL, 1990), em seu Capítulo IV, Seção II, Artigo 12º, deixa claro que cabe ao fabricante, produtor ou importador a responsabilidade por danos ao consumidor em virtude de efeitos de “projeto, fabricação, construção, montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos”. Por este motivo, é imprescindível que toda a equipe dos estabelecimentos de food service esteja engajada em relação a políticas de segurança dos alimentos.

Uma produção pautada nos critérios de Boas Práticas de Fabricação está diretamente relacionada com o comprometimento da equipe. Em geral, colaboradores com perfil desmotivado tendem a não se dedicarem tanto quanto poderiam às tarefas, o que fatalmente acarretará em um trabalho com baixo rendimento. A falta de motivação e/ou insatisfação com o trabalho pode render ainda em contaminações intencionais ou sabotagem - um grande perigo à credibilidade e imagem do empregador.

O risco relacionado à falta de engajamento de membros da equipe pode estar presente em qualquer dos níveis: não se trata de uma exclusividade apenas de manipuladores. Desde a gerência (que pode, por exemplo, não buscar impulsionar a sua equipe, ou não realizar um monitoramento das condições de higiene); passando pelo grupo de funcionários do estoque (quando não realizam um devido controle das mercadorias - validade/características organolépticas de produtos), todos podem contribuir ou prejudicar em etapas da cadeia produtiva. A seguir, algumas dicas sugeridas para aumentar a melhorar o engajamento:

● Treinamentos: É possível fazer com que os treinamentos se tornem momentos agradáveis para toda a equipe, utilizando-se como recursos: dinâmicas, brincadeiras e linguagem apropriada. O intuito é que o colaborador associe os conceitos ministrados com as suas atividades do dia a dia, observando a aplicabilidade do conhecimento à sua rotina na prática. Desta forma, com o assunto exposto de forma clara e objetiva, facilita-se o aprendizado;

● Tratar da importância do trabalho: É importante informar aos funcionários sobre a relevância de seu trabalho, destacando sempre o quanto suas tarefas, bem executadas, podem contribuir para a saúde daqueles que consomem os itens produzidos. Além de promover conscientização, ter esta conversa sobre importância com a equipe pode melhorar a autoestima e autoconfiança dos mesmos, uma vez que desta forma, sentem-se importantes;

● Liderança: O líder deve dar a direção, apontar o norte para o qual seu grupo deve rumar a fim de atingir o objetivo visado. Esta é, de fato, a sua função. No entanto, por vezes observamos em algumas empresas, um enfoque voltado com grande atenção para temas como resultado financeiro, inovações no ambiente de trabalho, entre outros, fazendo com que o assunto de segurança dos alimentos fique um tanto quanto de lado. É importante não deixar que isso aconteça, uma vez que o comportamento dos funcionários, muita das vezes é reflexo das ações da liderança. Em uma alusão às mídias sociais para simples comparação: o líder tem papel de "influencer", para o qual a equipe são os seguidores;

● Feedback: Esta abordagem aos colaboradores é essencial em todos os ramos de negócio. Utilizado pela maioria das lideranças no dia a dia, é importante que o feedback seja praticado de forma inteligente, para que não se torne crítica destrutiva, ainda que a intenção tenha sido construtiva. O passo a passo exposto a seguir demonstra um método amplamente utilizado em gestão de pessoas, com resultados bastante eficazes, conhecido como “feedback sanduíche”:

- Passo 1: exaltar qualidades e atitudes realizadas de acordo com o esperado – ao se perceber elogiado, o colaborador tende a repetir as ações aprovadas;
- Passo 2: fale ao colaborador sobre o erro cometido e quais são as possíveis consequências de sua ação;
- Passo 3: permitir que a pessoa tire dúvidas e relate dificuldades;
- Passo 4: aponte ao funcionário como seu comportamento pode melhorar, demonstrando o que é esperado. Se preciso for, este é o momento de fazer adaptações;
- Passo 5: mais uma vez, explicar como as tarefas devem ser desempenhadas, trazendo exemplos de resultados positivos (tem o objetivo de fixar os conceitos e motivar o funcionário);
- Passo 6: finalize salientando os pontos positivos do trabalho deste funcionário, a fim de fixar palavras de motivação;

- Importante: Elogiar em público e repreender em particular – deve-se evitar a repreensão em público, e ao elogiar, fazê-lo na presença dos demais. Destacar para toda a equipe as ações corretas, desta forma promovendo a motivação de todos.

emfoco

Fernanda Amorim - Nutricionista graduada pela Universidade Católica de Santos, com Especialização em Vigilância Sanitária e Qualidade de Alimentos pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul).Gestora de Unidades de Alimentação e Nutrição / Supervisora em Refeições Coletivas / Auditoria e Consultoria Nutricional - em âmbito industrial e hospitalar. Docente em Curso Técnico em Nutrição e Dietética.

Informe Publicitário

banner

Carnes fracionadas e embaladas a vácuo para restaurantes

A Chef Meat quer somar junto com seu negócio.

Queremos oferecer mais praticidade para sua cozinha, somos um açougue que está inovando o modo como vendemos nossos produtos, agregando valor a uma simples compra de carne.

Trabalhamos com produtos frescos com chegada de bois de segunda e quinta-feira, nossos profissionais são qualificados e prezamos pela qualidade que você vai colocar na mesa do cliente.

Nosso principal diferencial são as embalagens a vácuo fracionadas para sua necessidade, assim facilita o seu controle, sua organização fica mais prática, evita desperdícios, facilita o trabalho do cozinheiro, fazendo você ganhar em diversos sentidos.

banner

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?

Quero entrar em contato

CONSULTORIAS

Sobra X Resto e o desperdício no Brasil

Por Dr. Thiago Giacopetti

emfoco

Caros leitores

Alimento. sem ele, o ser humano não pode existir. É obvio, porém, que o homem atual da maior parte do planeta nem se dá conta disso pela facilidade que tem a maioria de suprir suas necessidades alimentares no comércio.

É claro que a população brasileira foi aumentando como a do mundo todo.

A população brasileira foi crescendo paralelamente à do mundo inteiro. Hoje, são aproximadamente 200 milhões de brasileiros e 7 bilhões mundiais. As projeções divulgadas são para a população mundial de 2050 de 9 bilhões. Ou seja, em menos de 40 anos será necessário produzir alimentos para mais de 2 bilhões de pessoas. (Brasil: Potência Alimentar).

Desperdiçar pela língua portuguesa significa gastar sem proveito (Aurélio), nesse aspecto, o Brasil parece ser campeão quando se fala em desperdício. Muitas vezes os recursos naturais e principalmente alimentos do nosso país são perdidos sem a possibilidade de reaproveita-los.

Esta cultura já esta incorporada à população brasileira, sendo um difícil hábito de ser modificado, afetando assim a produção do país como um todo.

Nas nossas cozinhas não é muito diferente. Observo que ao longo do processo de produção nas cozinhas em todas as etapas - Desde o recebimento da matéria prima até o momento de servir o prato - há de alguma forma um desperdício de alimento.

Na administração de uma cozinha seja pelo nutricionista ou chef de cozinha, o desperdício é um fator de suma importância, pois não somente é uma questão técnica mais sim uma questão moral e social.

A falta de controle e planejamento, na maioria das vezes em um restaurante é o que faz gerar tais desperdícios desnecessários na época em que vivemos que poderiam ser evitadas.

Em tempos de crise nunca se teve que andar tão junto o nutricionista e o chef de cozinha para reduzir os valores de desperdício dentro dos restaurantes, conhecendo as técnicas que são utilizadas na cozinha contribui na supervisão de qualidade e orientação do preparo, principalmente evitando a sobra e resto em quantidades enormes.

Combater o desperdício no comércio de alimentos só traz benefícios, pois, haverá uma redução na produção de lixo, aumentará a lucratividade do proprietário e o reconhecimento de todos envolvidos para que tudo isso possa ocorrer.

Para qualquer dúvida, consulte a Nutricon Saúde.

emfoco

Dr. Thiago Giacopetti - Nutricionista consultor em segurança alimentar. Sócio da Nutricon Saúde. emfoco

Publicidade

Vigilância Sanitária

 

emfoco

Dr. Êneo Alves da Silva Jr- Traz mais informações sobre as questões Sanitárias, através destas informações você pode estar atualizando-se, informando-se e fazendo um melhor controle - Sócio/Diretor da CDL .

 

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 331, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

  Dispõe sobre os padrões microbiológicos de alimentos e sua aplicação

INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 60, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

Conheça as novas publicações da Anvisa:

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 331, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 60, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

Preencha o formulário e receba o pdf das novas publicações da Anvisa:

Vigilância Sanitária

Oferecimento da Seção

banner
Receita

 

Salada de Penne com Abobrinha

Por Chef Paula Labaki


descrição da imagem

 

Ingredientes

✔ 500 g de penne de grano duro;
✔ 500 g de abobrinha;
✔ 300 g de ervilha fresca;
✔ 120 ml de azeite;
✔ 20 g de salsa;
✔ 20 g de hortelã;
✔ 20 g de manjericão;
✔ 5 g de molho de pimenta jalapeño;
✔ Sal a gosto.

 

Modo de preparo:

1. Cozinhe o penne em água fervente com sal, deixe al dente.

2. Dê um banho de água fria até estar fria a massa. Reserve.

3. Corte a abobrinha em meia lua, mantenha-a em água fervendo por 30 segundos e jogue-a em água com gelo. Escorrer e reservar.

4. Faça a salsa de ervas, batendo o azeite com as ervas no liquidificador, tempere com o sal e o molho de pimenta jalapeño. Misture todos os ingredientes e montar, decorando com ervas frescas.

Chef Paula Labaki,
Idealizadora do Catering Lena Labaki, faz cozinha autoral com muita propriedade, utilizando-se de diversas técnicas adquiridas e outras que ela mesma desenvolveu, sempre buscando criar um espetáculo artístico e sensorial

Instagram: @plabaki
Youtube: youtube.com/user/plabaki
Facebook: Paula Labaki
twitter: @plabaki

Bolo de Banana com Rapadura Bahia, Cacau, Canela e Aveia

Chef Nane Moraes


descrição da imagem

 

Ingredientes

✔ 2 Xícaras de Farinha
✔ 2 Xícaras de rapaduras Bahia em lascas
✔ 1Xícara de óleo de Girassol
✔ 3 Bananas Maduras
✔ 1/2 Xícara de Aveia em Flocos
✔ 1 Colher de sopa de Canela
✔ 2 Colheres de sopa de cacau em pó
✔ 1 Colher de sopa de fermento
✔ 1 Pitada de Sal
✔ Ovos

 

Modo de Preparo

Bata os ovos, óleo e as cascas de bananas no liquidificador até formar um creme, misture tudo num recepiente, coloque as bananas picadas na massa unte a forma com óleo e açúcar.

Leve ao forno preaquecido 180° por 40 minutos aproximadamente...

Polvilhe açúcar com canela para servir

Chef Nane Moraes,
Cozinha Artesanal da Nonna Leonilda

Instagram: @naner_moraees
Instagram:@nonnaleonildabistro
Facebook: Nane Moraes
twitter: @chefnanemoraes

 

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp

Selo do Patrocinador

banner

OFFE

banner

Certificados Conteúdos - Artigos 2018

banner

Fornecedores

banner

Certificados Conteúdos - Artigos 2017

banner

Veja como Anunciar

banner

MERCADO PROFISSIONAL

banner

ENTREVISTA

banner

COLUNISTAS MN

banner

BLOG DOS PROFISSIONAIS

banner

Edições Anteriores - EM FOCO Food Service

banner Saiba mais...

DIVULGAÇÃO - DESCONTO PARA CLIENTES DO EM FOCO FOOD SERVICE

banner

Mantenedores

banner

Emprego

Notícias do Setor de Alimentação. Cadastre-se!

Rafael Duarte - Colunista MN

Chef - SidCoelho Colunista MN

Chef Paulo Silva

CENTRAL FOODS - Distribuidora Completa

Open Offices

Zilma Tavares - Colunista MN

365 - Melhorando as Cozinhas Food Service

EXPOMEAT 2019 - Apoio Mídia Marketing Nutricional

Ger. Corp. Itabom - Camacho Colunista MN

Thais Tami Kenko Assessoria: Colunista MN

DIVULGAÇAO

banner

DIVULGAÇAO

banner

DIVULGAÇAO

banner

O verdadeiro Frango Caipira desde a criação. Cocoricór

DIVULGAÇAO