EM FOCO Food Service - Oferecimento:

emfoco
Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp

Comunicação: Parte Importante da Responsabilidade do Gestor

Falhas na comunicação podem gerar perda de tempo e recursos, além de crises desnecessárias. A comunicação é uma peça chave na administração, pois se torna muito difícil para o gestor comandar uma equipe sem saber se comunicar.

Por Redação MN

emfoco

A comunicação é fundamental para o desenvolvimento de um bom trabalho em qualquer área, pois ela é uma das principais competências à sobrevivência do ser humano, e dentro do ambiente de trabalho não seria diferente. A consequência de uma falha na comunicação pode acarretar conflitos e desentendimentos no ambiente de trabalho, trazer abalos à equipe, impactando no desempenho e na produtividade dos profissionais, além de interferir diretamente nos resultados da empresa.

Portanto, a comunicação mostra ser uma importante parte da responsabilidade do gestor.

Saber se comunicar corretamente  auxilia a todos, sendo especialmente interessante para as lideranças. Ajuda a criar um ambiente equilibrado, onde os colaboradores sentem que suas necessidades são levadas em consideração e entendem as suas demandas. Podemos dizer que melhorar a comunicação, principalmente nas equipes, contribui também para o desenvolvimento dos profissionais, que passam a propor soluções, expor ideias, explicar estratégias, fazer acordos, enfim, tudo de forma mais direta e clara.

Para o gestor que está liderando uma equipe, é importante que os profissionais não tenham receio de exprimirem suas ideias e que saibam  como transmiti-las com clareza e objetividade. Essa tarefa nem sempre é fácil, mas ao obter êxito nesse processo significa ter colaboradores mais criativos, flexíveis, trabalhando melhor em equipe.

Atitudes que podem ajudar na hora de se comunicar no ambiente profissional:

Fique atento ao outro

Lembre-se que uma comunicação não é feita exclusivamente por meio de palavras. Os gestos corporais também são formas de expressão, desde os olhares até a postura corporal. Por isso, é importante ficar atento aos detalhes a fim de entender o outro por completo. Muitas vezes, as palavras dizem uma coisa, mas os gestos apontam para outra direção.

Ouça ativamente

Outro item  fundamental na comunicação  é saber ouvir. Demonstre interesse, não desvie o olhar, espere que o outro conclua seu raciocínio, faça perguntas e procure entender o que está sendo dito. Muitas situações podem ser resolvidas a partir da escuta ativa. Antes de falar, escute. Algumas pessoas só precisam ser ouvidas para que o problema seja resolvido.

Escolha as palavras que vai usar

As palavras que utilizamos cotidianamente dizem muito sobre a nossa maneira de comunicação. Dependendo do momento, expressões inadequadas podem passar impressão de agressividade ou enfrentamento, ainda que não seja a intenção. Por isso,.avalie o seu vocabulário, se atente ao tom de voz e analise qual é a melhor forma de se comunicar em cada situação.

Saiba a hora certa de falar 

A boa comunicação não preza pela imposição, mas sim pela eficiência. E para se fazer entender, não é preciso falar o tempo todo. Você deve agir com inteligência e captar o momento certo para se pronunciar. Em um ambiente profissional, toda informação é essencial. Porém, é interessante ter certa sensibilidade para se manifestar sobre determinados assuntos. Até porque, se o momento não for conveniente, dificilmente o destinatário conseguirá prestar atenção na conversa.

Apesar de alguns gestores ainda não darem a devida importância à comunicação no ambiente profissional, ela é responsável pela influência de um líder sobre sua equipe, o que, sem dúvidas, influencia nos resultados de uma empresa.

O gestor que sabe se comunicar é o profissional que tem a capacidade de sustentar com muito mais facilidade equipes bem estruturadas e eficientes, as quais contribuirão para o sucesso da organização, da equipe e de seus próprios colaboradores.

Como está a comunicação no seu ambiente profissional?

Conte para nós!

 

Estamos com você, trazendo novidades, informações e notícias para o seu planejamento, para sua atualização e reciclagem, trazendo as tendências, os melhores fornecedores, as legislações sanitárias, as feiras, congressos e cursos do setor, conectando você ao Mercado de Alimentação. Acompanhe-nos e compartilhe.

Oferecimento da Seção

banner
Atualidade

FOOD SERVICE

Visão Técnica - Marcas e Produtos - Entendendo as Mudanças sobre Demanda e Consumo nos Restaurantes

Por Thais Tami

emfoco

Uma das maiores preocupações dos donos de restaurantes comerciais é a dificuldade em saber quantos clientes entrarão no estabelecimento naquele dia. Um fato é que, aos finais de semana, essa demanda aumenta significativamente e o proprietário precisa equilibrar na balança com os dias menos movimentados.

Com o “fim” da pandemia, os restaurantes voltam a ficar mais movimentados, as pessoas querem sair de casa, necessitam de socialização e os restaurantes e bares são os locais preferidos para esse tipo de evento.

Mesmo com a maior parte da população vacinada, o uso flexível de máscaras e os índices de contaminação caindo, há ainda o fator econômico a ser falado. Os preços dos produtos aumentaram significativamente, e isso é reflexo de uma crise de saúde pública que atingiu o mundo todo.

O desafio é um grande jogo de cintura onde a empresa precisa avaliar 3 tópicos:

Equilibrar custos fixos e variáveis

Aumentar as vendas

Oferecer uma experiência de qualidade para o cliente, independente do dia da semana.

De acordo com uma breve pesquisa realizada entre os clientes da Kenko Assessoria Nutricional, houve sim uma mudança significativa com relação a compra de produtos e suas marcas, por conta dos itens abaixo, segundo eles:

1. Falta de produtos no mercado;

2. Alta de preços no combustível;

3. Aumento de 40% na matéria prima perecível;

Apesar do aumento nos produtos junto com a desvalorização da nossa moeda, o salário/faturamento do empreendedor brasileiro não aumentou. Isso fez com que os proprietários das empresas optassem por substituição por produtos mais em conta na hora da compra de insumos e aumento nos itens do cardápio.

O proprietário de uma indústria de pães em Ribeirão Pires, relatou sobre a dificuldade na compra de farinha. Os fornecedores não possuíam a quantidade para atender a demanda de todos os clientes, o preço foi lá em cima, e ele teve que administrar o produto que ainda possuía em estoque. Lembrando que o reajuste para o cliente nesse momento também é extremamente delicado, pois muitas empresas estão em um momento financeiro delicado.

Um buffet que fica na região de São Bernardo do Campo precisou adequar o preço do buffet para que ficasse mais atrativo ao cliente, juntamente com mudança de cardápio, diminuição e retirada de muitas preparações e mudança na compra de insumos.

A exigência do consumidor também mudou. A busca por alimentos mais saudáveis pós pandemia, aumentou, também de acordo com os proprietários entrevistados. A busca pela saúde e manutenção de peso contribuiu para uma mudança nos hábitos alimentares realizados fora de casa. Acreditamos que essa mudança tenha se dado pela incidência de casos e mortes serem maiores em pessoas em “grupo de risco”: obesas, fumantes, sedentárias.

A conclusão que chegamos é que apesar de ser um setor muito explorado, foi um dos mais afetados, o da alimentação. Acreditamos em uma melhora para os próximos meses, mas talvez nada muito significativo. A importância de um controle de desperdícios e custos é extremamente importante nesse momento, com elaboração e atualização periódica das fichas técnicas. Processos esses que auxiliam e minimizam danos causados por excessivos aumentos na nossa matéria-prima.

emfoco

Thais Tami - Nutricionista Especialista em Vigilância Sanitária e Qualidade de Alimentos. Empresária e Diretora na Kenko Assessoria Nutricional emfoco

Corporativo

O Poder dos Treinamentos para as Empresas de Alimentação Manterem a Equipe Focada

Por Fatima Corradini Domingues

emfoco

Quando falamos em treinamento, falamos em processo de aquisição de conhecimentos, habilidades e competências como resultado de formação profissional ou de ensino de habilidades práticas relacionadas a competências úteis específicas. (Wikipedia).

O mundo da alimentação requer e já é de praxe a prática de treinamentos contínuos devido à complexidade de suas atividades.

Vivemos em uma realidade sanitária que requer práticas e rotinas de excelência, uma vez que nossa legislação vigente, é bastante exigente e contém uma gama imensa de pré-requisitos para que a atividade promova segurança aos funcionários, empresas e clientes.

Toda complexidade de um treinamento, promove efeitos práticos para execução de tarefas com qualidade, melhora a interelação dos colaboradores e os resultados da empresa. Desta forma, podemos aguardar por um aumento na motivação dos funcionários que passam a executar seu trabalho de maneira mais prazerosa tornando-se um ciclo positivo dentro das empresas.

Quando falamos em investimento dentro das empresas, trata-se de um investimento que promove lucros imensuráveis, pois o impacto tem amplas repercussões uma vez que estamos investindo em capital humano. O que muitas empresas já sabem, é que para estar bem  em termos de competitividade no mercado, o treinamento precisa existir como ciclo de melhorias e aprimoramentos contínuos.

Quando utilizamos processos e quando colocamos o colaborador como centro de atenção e observação, podemos garantir lá na frente uma mudança significativa no clima organizacional e consequente elevação da qualidade no trabalho, redução do absenteísmo, redução do turnover, aumento da produtividade e posterior lucratividade, aumento da taxa de satisfação dos colaboradores e consequentemente da satisfação do cliente.

Frente a realidade mundial onde nos deparamos com diversos desafios e grandes adversidades, o que não está diferente dentro das organizações, toda atenção que um colaborador receba para que possa estar preparado e mais resiliente para lidar com essas situações é um fator positivo, pois lhe abre o campo de visão, promove a criatividade tornando o dia a dia até mais estimulante e dessa forma gera maior engajamento.  Você sabe que empresas com equipes engajadas, segundo estudo da Gallup, 2018 apresentam lucratividade 147% maior que as demais? Ou seja, estamos falando de um investimento a curto, médio e longo prazo.

Para tanto, torna-se essencial que as lideranças mudem a teoria de que treinamentos são despesas. O treinamento desenvolve competências e aprimora habilidades, muda comportamento a partir do momento que incorpora mudança de hábitos. 

Existe uma prática inicial realizada pelos RHs. Trata-se do Levantamento de Necessidades de Treinamento (LNT). Onde, cria-se o entendimento e planejamento de determinada área de acordo com sua estratégia e corpo de trabalho, sendo possível assim, estabelecer uma sinergia nos dois quesitos. O mercado de alimentação requer muito treinamento, desde questões técnicas até os motivos comportamentais.

São grandes desafios diários que uma gestão de unidades de alimentação enfrenta e a prática constante de treinamentos, ajustam relacionamentos, estabelece confiança e promovem resultados favoráveis.

Vale lembrar, que muitos treinamentos podem ser aplicados durante a rotina do dia, o que faz com que seu custo seja mínimo, podendo também, estabelecer orçamento prévio, destinado a este fim, com intuito de manter o equilíbrio financeiro de sua Unidade. Hoje, a aplicabilidade de um treinamento, pode variar de acordo com sua realidade e necessidade. Seja ele, in locu, por leitura, em classe, e-learning, ou de outra forma mais adequada ao seu momento. O importante é que faça parte de seu planejamento.

Vantagens do Treinamento como estratégia de investimento e lucratividade:

Aumento do engajamento: profissionais engajados apresentam nível de dedicação e produtividade maiores, disposição, criatividade aflorada e comportamento otimista.

Qualidade em todos os níveis: quando você tem uma equipe com qualidade, que executa um trabalho de qualidade, você eleva todos os níveis de qualidade do seu setor. Você agrega valor às pessoas, ao trabalho, ao setor, à empresa, ao seu cliente e à sua gestão.

Relacionamentos Saudáveis: um ambiente de valor, onde o aprendizado é disseminado, favorece às boas relações interpessoais de forma a mudar o clima do setor ou organização como um todo. Toda ação positiva, gera um resultado positivo.

Competitividade no mercado: Uma empresa, ou setor que investe em capital humano, gera engajamento e tem produto ou serviço de qualidade, obtém um posicionamento completamente favorável no mercado perante as demais.

O Treinamento além de ser indispensável ao setor de alimentação, é percursor de movimentos positivos e de crescimento global. Todos que participam, ganham de alguma forma. E quando você promove o crescimento técnico e intelectual de pessoas, você exerce uma liderança positiva. E lembrem-se: Ações positivas, geram reações positivas e não há maneira mais adequada de conduzir uma equipe e de viver a vida!

emfoco

Fatima Corradini Domingues - Nutricionista com mais de 20 anos de atuação em gestão de Serviços de Nutrição, Coach de Propósito, Health Coach e Designer de Equipes, Fundadora da Empresa de Assessoria e Treinamentos A Gestão do Propósito, Apresentadora do programa de rádio Gestão de Propósito na Radio Acaapesp.

Publicidade

Qualidade
de Vida

Qualidade de Vida

Aproveitamento Integral dos Alimentos

Por Isabel Kawakami

descrição da imagem

O desperdício alimentício é algo relevante em todo o cenário mundial, principalmente no seio de nossas famílias, logo quando se refere aos talos, cascas e folhas, sendo assim o aproveitamento integral dos alimentos torna-se importante para a redução do mesmo. O objetivo deste estudo é investigar a redução do desperdício através do aproveitamento integral, como também verificar aceitação de receitas com a preparação de uma farofa, conscientizando e ofertando uma maior variedade de nutrientes.

Envolve algumas mudanças no conceito de alimentação, pois infelizmente ainda passam pela cabeça de algumas pessoas que fazer uma preparação com estes itens como folhas, casas, talos, ramas soa pobreza, quando na verdade isso é uma riqueza nutricional, de valores e de cultura. O aproveitamento integral dos alimentos contribuiu para a diminuição do desperdício e se faz necessária a maior conscientização, gerando maior acesso aos nutrientes e economia no orçamento domiciliar.

O Brasil ostenta hoje um dos quadros mais preocupantes de insegurança alimentar em todo o mundo, onde milhões de pessoas- conforme já foi citado - passam fome e parte significativa de sua população carece de uma alimentação quantitativa e qualitativamente adequada.
No Brasil, estima-se que cerca de 70 mil toneladas de alimentos são jogadas no lixo diariamente, o que torna este lixo, um dos mais ricos do mundo.

De um total do lixo urbano, 60% são formados por resíduos orgânicos, ou seja, R$ 12 bilhões em alimentos são literalmente jogados no lixo por ano. Este valor representa 1,4% do PIB brasileiro, o suficiente para alimentar 8 milhões de famílias, ou cerca de 30 milhões de pessoas carentes por ano.

A seguir separei algumas partes dos alimentos que podem ser utilizadas para o consumo:

° Cascas: de batata inglesa, tangerina, laranja, mamão, banana, maçã, beterraba, melão, maracujá, abacaxi, goiaba, manga e abóbora.
° Sementes: de abóbora, melão e jaca.
° Folhas: de cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couve-flor, abóbora, brócolis e rabanete.
° Talos: de couve-flor, brócolis, espinafre, agrião e beterraba.
° Entrecascas: de melancia, melão, mandioca e maracujá.
° Dicas para aproveitar cascas, sementes, folhas e talos

O consumo de cascas, folhas e talos requer uma higienização mais caprichada para redução de sujeiras e pesticidas.

Sempre que possível, dê preferência para alimentos orgânicos. Se estiver danificada ou com aparência de podre não utilize o alimento.

Algumas cascas ou sementes podem ser tóxicas, não “invente” receitas novas sem antes estar informado sobre a segurança de tal alimento.

Castro MHCA. Fatores determinantes de desperdício de alimentos no Brasil
Marchetto AMP, Ataíde HH, Masson, MLF, Pelizer LH, Pereira CHC, Sendão MC. Avaliação das partes desperdiçadas de alimentos no setor de hortifrúti visando seu reaproveitamento. Simbio-Logias 2008.

E ainda vale lembrar, que quando falamos no Aproveitamento Integral dos Alimentos, não estamos somente falando de uma receita de uso doméstico, já existem receitas com aproveitamento integral dos alimentos sendo testados em grandes restaurantes. Pois essa prática gera economia ao proprietário e ao consumidor, sem contar nos nutrientes ofertados nestas preparações.

Podemos ainda deixar aqui, um lembrete aos restaurantes que além do Aproveitamento Integral dos Alimentos, existe também o Reaproveitamento Integral dos Alimentos. Este movimento ajuda muito as instituições filantrópicas, prefeituras e bancos de alimentos. Aqui na cidade de São Paulo, temos albergues e bancos de alimentos em várias regiões que necessitam desta ajuda.

Vale ressaltar que estas instituições aceitam ajudas desde que os alimentos estejam em condições de consumo. Neste caso precisa contatar gerentes ou nutricionistas que fazem parte destes programas ou albergues para que esta manobra seja efetuada.

Quando ainda cursava a faculdade de Nutrição, cheguei a visitar alguns bancos de alimentos que recebiam vários tipos de doações. Na época dos meus estágios de UAN e Saúde Coletiva estagiei em instituições que trabalham com pessoas em situações de vulnerabilidades e estas ajudas eram de grande valia as instituições e colaborava  para que esses conviventes tivessem mais acolhimento no quesito alimentação.

Sabendo desta realidade, ressalto que os restaurantes podem contribuir muito com essa  ajuda, pois hoje pós pandemia, o número de moradores de rua aumentou muito, levando pessoas a necessidades e vulnerabilidade quando o assunto é alimentação.

emfoco

Isabel Kawakami - Nutricionista, Atua na área clínica com abordagem comportamental, meus atendimentos acontecem de forma on-line e Personal Diet, sou coaching em mindfulness e mindful eating e coaching nutricional pela ACN. Sempre fui apaixonada pela cozinha, principalmente por receitas fáceis, práticas, saudáveis e econômicas. Na faculdade gostava muito de organizar eventos e nos estágios de UAN sempre me destacava nas receitas com o Aproveitamento Integral dos Alimentos. Antes de ser Nutricionista fui Coordenadora da Pastoral da Criança.

Informe Publicitário

BELGIAN WAFFLE & PANCAKE MIX

 

emfoco

Cada vez mais querendo novidades, o mercado está sempre pensando em itens que se diferenciam na área e que sejam capazes de cativar os consumidores.

A Nutripur apresenta ao mercado brasileiro uma nova experiência em produtos alimentícios, com suas soluções diferenciadas, produtos que vêm sendo predominantemente consumidos em países Europeus e também expressivamente nos Estados Unidos, como é o caso do consumo de waffles.

✔ Produto inovador com sabor diferenciado no mercado.

✔ Fácil de preparar, necessitando apenas adicionar água.

✔ Versátil, podendo ser preparado em forma de waffles ou formato de panquecas.

✔ Produto assume uma característica crocante e dourada após assado.

 

Saiba Mais...

Qualidade de Vida

Alimentos do Futuro: Quais as Tendências e Possibilidades que podem Ajudar a Saúde

Por Ana Paula Gelezoglo

descrição da imagem

À medida que cresce a demanda por fontes alternativas de proteína, o mundo vem procurando cada vez mais por opções saudáveis, sustentáveis e feitas de forma ética. Acreditamos que hambúrgueres à base de plantas, carne feita em laboratório e insetos são apenas alguns dos alimentos que fazer arte da sua mesa até 2030.O Brasil é um dos maiores consumidores de carne bovina per capita do mundo, mas houve um declínio constante no consumo nas últimas duas décadas. A razão mais comum para comer menos carne vermelha nos dias de hoje é o custo, seguido por preocupações relacionadas à saúde, meio ambiente e bem-estar animal. Essa mudança na demanda está criando uma oportunidade para os produtores de proteínas expandirem e diversificarem.

Os produtos alimentares à base de plantas são feitos através do processamento de vários ingredientes vegetais (como grãos integrais, leguminosas, feijões, nozes e oleaginosas) em produtos alimentícios, incluindo pães, massas e alternativas à carne e laticínios. Tremoços, grão de bico e lentilhas podem ser transformados em hambúrgueres à base de plantas.

A indústria de proteína vegetal vem crescendo no mundo.  O número total de produtos proteicos à base de plantas nas prateleiras dos supermercados dobrou nos últimos tempos. Segundo dados do The Good Food Institute Brasil o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) -Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov) da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa, informou o órgão vai regular o mercado de produtos feitos de plantas plant-based. O objetivo é garantir as condições necessárias para a concorrência justa entre os alimentos de origem vegetal e seus análogos animais.  “Temos plena convicção da coexistência das duas fontes (vegetal e animal). O Brasil pode sair na frente como um dos primeiros países a regular esses mercados, desenhando instrumentos que integrem suas políticas agrícola, científica, tecnológica e industrial”.

Insetos comestíveis

Os insetos estão em toda parte do mundo e são mais de duas mil espécies comestíveis. Atualmente, os insetos desempenham um importante papel na dieta de pelo menos dois bilhões de pessoas em todo o mundo. Eles fornecem grandes quantidades de proteínas, ácidos graxos, vitaminas e minerais e é uma alternativa promissora de proteína. Os insetos possuem alto valor nutricional, são ricos em proteínas, ácidos graxos ômega-3, ferro, zinco, ácido fólico e vitaminas B12, C e E.

Dados da FAO mostram que cerca de 80% dos países possuem insetos em seu cardápio e 23 dessas nações ficam no continente americano. Mais de mil tipos de insetos já fazem parte do cardápio, principalmente na porção oriental do globo, sendo mais populares nas regiões tropicais, onde ficam maiores em tamanho e são mais fáceis de serem capturados. Observam-se assim os percentuais de consumo de insetos por continente e em seus respectivos países: África 524 espécies comestíveis e consumo por 62% dos países; Ásia 349 espécies comestíveis e consumo por 58% dos países; Oceania 152 espécies comestíveis e consumo por 56% dos países; Américas 679 espécies comestíveis e consumo por 41% dos países; e Europa com 41 espécies comestíveis e consumo por 21% dos países.

A antropoentomofagia traduzindo ao pé da letra é alimentação humana com insetos, é uma cultura esquecida por maior parte do mundo, mas que sobrevive em diversos países desde a antiguidade, mas que atualmente encontra-se marginalizada. Os insetos podem ser consumidos diretamente em diferentes estágios de seu desenvolvimento: ovos, larvas, pupas e adultos, mas é em forma de larva ou pupa que a maioria das espécies registradas é consumida.

Estimular o consumo de insetos comestíveis pode atenuar os danos ao meio ambiente, pois são mais de um milhão de insetos e dois mil são usados como alimento pelo mundo, além de fonte de alimentação. O uso sustentável de insetos comestíveis pode beneficiar a conservação dos recursos naturais e, assim, desempenhar um papel importante na conservação da biodiversidade.

Durante os últimos anos, houve um maior interesse em usar insetos para alimentação. Os insetos são considerados como alternativas adequadas às principais fontes de alimentos para animais, como frango, porco, carne bovina e peixe, além de uma alimentação alternativa. O valor nutricional específico dos insetos depende da espécie bem como sobre a sua reprodução e processamento. (MELO, 1999).

¹ Especialista em Segurança Higiênica e Tecnológica dos Alimentos (INBRAPEC - SP), Desenvolvimento em Novos Produtos Alimentícios para Indústria (SENAI – Augusto Horácio da Silveira - SP), graduada em Gastronomia pelo Grupo Educacional Hotec –SP e Técnica em Nutrição e Dietética (SENAC) - CRN3 – 105140/T. Autora de um capítulo no livro: ” Insetos na Alimentação Humana – guia prático de receitas”. Editora Kiron – Brasília – 2019.

emfoco

Ana Paula Gelezoglo - Especialista em Segurança Higiênica e Tecnológica dos Alimentos (INBRAPEC - SP), Desenvolvimento em Novos Produtos Alimentícios para Indústria (SENAI - Augusto Horácio da Silveira - SP), graduada em Gastronomia pelo Grupo Educacional Hotec-SP e Técnica em Nutrição e Dietética (SENAC) - CRN3 - 105140/T. Autora de um capítulo no livro: "Insetos na Alimentação Humana - guia prático de receitas". Editora Kiron - Brasília - 2019

Oferecimento da Seção

banner
Economia

Mercado

CONSULTORIA: DESPESA OU INVESTIMENTO?

Por José Carlos Lucentini

emfoco

Os gestores empresariais muitas vezes se encontram num dilema: contratar ou não uma consultoria especializada em determinada área, visto que, de forma geral, analisam somente o débito no caixa da empresa, da despesa em si, sem avaliar o benefício que trará e, normalmente, se estende pelo futuro à frente - sem falar ainda que confundem o termo “consultoria” com “assessoria”.

O primeiro aspecto é defini-las. Enquanto assessoria é uma atividade cujo objetivo é ajudar o seu cliente em assuntos específicos, por exemplo, jurídico, relações públicas, captação de recursos etc., e não se baseia em projeto específico, podendo se estender por tempo indeterminado, contrariamente à consultoria.

Quanto à consultoria empresarial faremos uma correlação com um clínico geral que consultamos para avaliar, remediar e curar um problema de saúde que estamos sentindo e que pode causar danos à nossa vida pessoal e profissional.

Contrariamente à assessoria, a consultoria empresarial é uma prestação de serviços efetuada por especialistas (externos) com domínio em determinado assunto, contratados para resolver uma demanda específica, em período pré-definido, cujas etapas são: entender o posicionamento e as metas do cliente, realizar o diagnóstico, avaliar as melhores alternativas e elaborar o plano de ação (que pode ter acompanhamento pelo consultor).

Desta forma, a consultoria tem prazo inicial e final, cujas fases clássicas citadas têm como embasamento o processo GROW, acrônimo usado depois de se avaliar as queixas “do paciente”, que significa, Goal (metas), Reality (confirma o estado atual e, após exames detalhados, identifica o que ocasiona a queixa), Options (qual o melhor tratamento, medicação ou ações para atuar sobre a realidade), e What (o que fazer; escolhem-se as melhores opções com rápido impacto) e o plano de ação, por ordem de prioridade.

emfoco

Ao exercer a atividade de consultoria, os profissionais se obrigam à dedicação exclusiva, estudos e análises de cases, o que é muito dinâmico, e a única coisa que vivenciamos e que será constante é a mudança, devido ao mundo e as inovações tecnológicas que vivemos.

As “receitas” aplicáveis há alguns anos são diferentes às atuais e serão muito diferentes no futuro, o que obriga o profissional estar em constante evolução, inclusive “voltando ao banco da escola”, hoje, virtualmente, independentemente de sua idade, currículo e formação acadêmica, tal como a medicina de nossa correlação.

A mudança de cultura é um fator-chave, o mais importante, para que os projetos tenham sucesso, iniciando pela “sua compra” pelos sócios, diretoria e alta gerência, correlacionada à figura do Darth Vader, vilão do famoso seriado Star Wars, objetivando demonstrar situações que evidenciamos, que compreende: falta de apoio (sobretudo, quando outra área apresenta o consultor), acomodação e exemplos de passado que provavelmente não mais se aplicarão.

emfoco

O consultor é, em geral, um agente de mudanças e, mesmo que o Sponsor (dono do projeto) na empresa dê aval e apoio, é possível encontrar resistências na média gerência, principalmente, quando estiverem acomodados e sentindo que a consultoria é uma ameaça ao seu status-quo (panelinhas).

O consultor deve trabalhar de forma integrada, ou seja, com avaliação dos impactos em toda a cadeia. Como exemplo, a venda a um novo cliente gera impactos: financeiros, de capital de giro (prazos de venda e compra), investimentos em ativo imobilizado ou fixo e fontes de financiamento, compras de matéria-prima, sua negociação e inflação nos custos versus repasse ao preço de vendas, mão de obra, planejamento operacional e de produção, abastecimento, logística de entrega, gestão de frota, faturamento, gestão tributária, medidas de eficiência e eficácia, análise de retorno do projeto de investimentos etc.

Este simples exemplo demonstra as áreas passíveis de melhoria e alavancagem de resultados.

Remuneração da consultoria: um diagnóstico bem avaliado, a orientação pela consultoria e sua aplicação pelas equipes dos clientes geram resultados a curto, médio e longo prazos.

O autor Djalma Oliveira, em sua obra: “Manual de Consultoria Empresarial”, editora Atlas, destaca na pag. 126: “a relação genérica dos custos versus benefícios pode considerar que os ganhos anuais da empresa cliente decorrentes do serviço de consultoria devem ser, pelo menos, dez vezes maior que a soma total dos custos com os consultores”.

Finalizo este artigo reafirmando um tema que tenho trabalhado há mais de 20 anos, que é o desperdício que, muitas vezes, é igual ao lucro apurado ao final de um exercício contábil.

Ele tem duas origens: a menos difícil de identificar, que são os desperdícios de processos, e a mais difícil, que são as oportunidades desperdiçadas (ou ocultas), que de forma geral são as que mais impactam nos resultados.

Cordial abraço,

Contatos:
klaus@jlucentini.com.br
www.jlucentini.com.br
Tel. (11) 2063-4155 / (19) 9.9601-2501
Rua Bom Pastor, 2100 – Sala 910 / São Paulo

emfoco

José Carlos Lucentini - CEO - JLucentini - Consultores Associados emfoco

Informe HARDYFLOOR

Soluções em Pisos

HARDYFLOOR - Piso Ideal Para Restaurantes,
Cozinhas Industriais e Hospitalares

emfoco

Explore essas inúmeras possibilidades em seu projeto entrando em contato com nosso time de especialistas. O conceito certo de pisos você só encontra aqui na Hardyfloor!

www.hardyfloor.com.br

Negócio

Sapore assina a gastronomia do gexperience

emfoco

Empresa leva sua expertise em grandes eventos para o novo complexo interativo de conteúdos Globo, em São Paulo, incluindo a criação de cardápios temáticos e diferenciados para o restaurante, rooftop e café

Inovação, originalidade nos sabores e criatividade na elaboração dos pratos são algumas das especialidades da Sapore, que assina toda gastronomia do gexperience, novo espaço voltado para interação e tecnologia do universo de canais e produtos digitais da Globo, em São Paulo (SP). Com expertise consolidada em grandes eventos, como Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro, Lollapalooza, Copa América e campeonatos de hipismo do Doda Training Center, a empresa criou cardápios especiais para o restaurante, rooftop e café, além de opções exclusivas para festas e encontros corporativos.

blog

Aberto ao público em março, o gexperience está localizado no Shopping Market Place. No restaurante "tv globo bistrô", é possível almoçar em um estúdio de gravações, com decoração e cardápios temáticos, que incluem entrada, prato principal e sobremesa. Na área da novela "Caminho das Índias", por exemplo, o visitante poderá apreciar a salada de grão-de-bico, o curry de peixe com arroz de basmati e o kheer, arroz doce com especiarias. Já no cenário de "Chocolate com Pimenta", o menu inclui bolinho de carne de panela com vinagrete, stinco de leitão com canjiquinha, paio e queijo da serra da canastra, e surpresa de chocolate com pimenta. Em "Avenida Brasil", o público pode experimentar uma vichyssoise, medalhão de filé e pavê de bombom. Para área de "Órfãos da Terra", o menu tem pão sírio com homus e coalhada, cordeiro e malabie. E, para se sentir na casa da Dona Lurdes, de "Amor de Mãe", o "tv globo bistrô" preparou coxinha de frango, picadinho e pudim.

O rooftop, uma área a céu aberto de 400 m², é dividida em dois ambientes: um desenvolvido no conceito do Multishow, com elementos coloridos e divertidos; e outro com o clima do Canal OFF, inspirado no lifestyle da marca. No cardápio desses espaços tem petiscos, saladas e bebidas especiais. No "Receitas Café", ambientado com o cenário de "A Dona do Pedaço", o cardápio traz pães, waffle, croissant, bolos e doces, para acompanhar uma grande variedade de cafés, entre opções quentes e frias.

Veridiana Corrêa, diretora de Eventos e Novos Negócios da Sapore, destaca que fazer parte desse projeto reflete toda a versatilidade da empresa para o desenvolvimento de soluções em alimentação. "Já temos uma parceria com a Globo nas operações de restaurantes corporativos da emissora, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e essa é mais uma oportunidade de demonstrarmos o nosso know-how em todos os segmentos. O gexperience é um espaço diferenciado, interativo e que permite uma imersão no universo Globo. Nosso trabalho complementa essa experiência única dos visitantes, com produtos de alta qualidade e que remetem ao clima de cada ambiente."

Entre os grandes eventos realizados pela Sapore estão o Lollapalooza 2018 e 2019, com o fornecimento de alimentos e bebidas, os festivais MasterChef Brasil Beto Carrero e a Oktoberfest Beto Carrero. No setor esportivo, a empresa atuou na Copa do Mundo Fifa de 2014, com operações nas 12 arenas do mundial, e nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, com a alimentação dos mais de 25 mil atletas e integrantes das suas delegações, servindo cerca de 2 milhões de refeições.

Recentemente, a empresa firmou parceria com o chef Alex Atala para o lançamento de uma linha especial de pratos prontos, a Sapore in Box por Alex Atala, para venda no varejo e por delivery, além da criação de um novo conceito em gastronomia para o setor de eventos.

Sobre o gexperience

O gexperience é o espaço temático e imersivo do universo de canais e produtos digitais da Globo. Nele, o visitante poderá gerar e viver conteúdos no papel de protagonista de séries, novelas, programas e tudo mais relacionado à programação dos canais do grupo. As experiências serão renovadas constantemente, seguindo uma lógica de temporadas, sempre em linha com a programação dos canais e produtos digitais Globo. Além de se divertir nos ambientes fixos, os frequentadores ainda poderão, eventualmente, presenciar os bastidores da TV e assistir a transmissões ao vivo ou gravações. A diversão é para todas as idades. Afinal, todo mundo se encontra na Globo.

Sobre a Sapore  

Fundada em 1992, a Sapore é a primeira multinacional genuinamente brasileira de restaurantes corporativos. Atualmente, atende mais de 1.100 restaurantes por todo o país. São mais de 1,3 milhão de refeições servidas diariamente. A empresa se destaca por sua atuação em clientes de diferentes segmentos, como escolas, hospitais, indústrias dos mais diversos ramos e portes, eventos e varejo. A companhia também expandiu sua atuação com a oferta de serviços de facilities e a venda de refeições prontas para consumo, em forma de pratos prontos e monoporções.

Fonte: Sapore

emfoco

Daniel Mendez - Fundador e Presidente da Sapore - Multinacional de Restaurantes Corporativos

FISPAL FOOD SERVICE

Fispal Food Service 2022: Credenciamento para o evento híbrido já está disponível

blog

O evento híbrido da Fispal Food Service e Fispal Sorvetes está confirmado para os dias 7 a 10 de junho, no Expo Center Norte e na Plataforma Digital. A edição 2022 conta com mais de 1800 marcas em exposição, nos formatos presencial e digital. O credenciamento é gratuito e pode ser realizado em poucos clicks pelo site oficial

Fispal Food Service é a maior e a principal plataforma de conexão com fornecedores de equipamentos, tecnologia, ambiente e muito mais, e atua como agente de transformação do setor na América do Sul. O visitante encontra soluções híbridas e digitais, que incentivam a inovação, trazem tendências e impulsionam negócios, contribuindo para a evolução do setor com soluções para o food service, sorvetes e cafés.

A última edição do evento físico, em 2019, recebeu mais de 57 mil visitantes, que puderam conferir 473 expositores, 15 atrações e 170 horas de conteúdo nos 40 mil m² de feira.

Agora, a Fispal Food Service e Fispal Sorvetes, principal evento de alimentação fora do lar, está de volta em formato híbrido, integrando o ambiente físico e digital. Confira as atrações de 2022:

 

blog

Copa Brasileira de Pizzaria:

A Copa Brasileira é um concurso de pizzarias do Brasil organizada pelo CTP – Centro Tecnológico de Desenvolvimento de Pizzas e Massas no Brasil LTDA, em parceria com a Fispal Food Service e Informa Markets.​​ O concurso é aberto para todas as pizzarias do Brasil e este ano traz o tema: “Sabores Regionais Brasileiros”. ​​​

blog

Gelado Experience:

Além das apresentações e demonstrações práticas de formulações e receitas de sorvetes da Escola de Gelados e Academias de Gelados, o Gelado Experience terá palestras de convidados especializados em gestão de sorveterias, indústria de sorvetes e cases de sucesso de no mercado sorveteiro. O projeto tem o patrocínio e curadoria da Duas Rodas. ​​​

Fale com um Especialista

A FCSI - Foodservice Consultants Society International, associação profissional dos que oferecem serviços de consultoria de Projetos de Cozinha Profissional (KD) e Gestão de Estabelecimentos (MAS) para o setor de food service e hotelaria, levará para a Fispal Food Service profissionais altamente especializados que irão oferecer consultoria gratuita de alto padrão para os visitantes do evento.

Enquanto a feira física acontece no pavilhão, o Food Connection, maior portal B2B do setor alimentício no Brasil, terá conteúdos exclusivos e transmissões do evento no Expo Center Norte.

Credencie-se agora mesmo pelo site oficial Também é possível fazer o credenciamento diretamente nos guichês de atendimento durante a feira física na Expo Center Norte.

Serviço:
FISPAL FOOD SERVICE
7 a 10 de junho
Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme, São Paulo
Site oficial: https://www.fispalfoodservice.com.br

Leia Mais...

Informe Giardini

Massas para Food Service

PASTA GIARDINI - Atua no Mercado de Massas desde de 1990, Apresentando Soluções para o Mercado de Food Service, Hotéis, Restaurantes, Rotisserie, Cozinhas Industriais, etc...

emfoco

Entre em Contato Para Mais Informações

www.giardini.com.br

Cobertura do Evento

Arnold Sports Festival South América 2022

Por Juliana Rosa - Nutricionista - Colunista MN

descrição da imagem

A Arnold Sports Festival South América (ASFSA), abre o calendário de eventos de 2022, sendo considerada a maior feira multiesportiva do mundo, que reuniu do dia 29 de abril a 1º. De maio, esportistas de diversas modalidades e milhares de visitantes interessados em conhecer os melhores produtos de suplementos de suplementação, alimentação saudável, artigos esportivos, moda fitness e equipamentos. Em sua 8º.edição no Brasil, realizada na Expo Center Norte, em São Paulo.

E uma das novidades apresentadas nesta edição foi o lançamento do canal exclusivo de streaming ARNOLD TV. Que apresentou ao vivo entrevistas e participações do grandes nomes do meio fitness. Com reportagens e conteúdos exclusivos, onde o canal seguirá com sua programação, mesmo após o fim do evento.

Números expressivos de visitantes e congressistas mostra que o mercado está aquecido, segundo balanço geral do ASFSA. Apresentou mais de 150 marcas e stands interativos com atividades como simulador de força, degustação, brindes entre outras atividades. Foram 30 modalidades esportivas competindo no evento, com mais de 9.270 atletas (incluindo bodybuilders), mais de 5mil congressistas que iniciaram os estudos no pré-congresso no espaço Novotel, desde o dia 28 de maio.

Falando sobre negócios, o evento concluiu com mais de 150 milhões em negócios gerados, segundo a assessoria do evento, que ainda relatou não ser possível a vinda do Arnold Schwarzenegger devido compromissos já firmados, quem sabe na próxima edição né?

LANÇAMENTOS

A linha BOLD THIN®, composta por barras proteicas nos sabores: Bombom de coco, Trufa de morango, Caramelo e amendoim e Cookies Cream. As barrinhas contam com cerca de 12g de proteína, zero adição de açúcares, além de serem fonte de fibras, com menos de 190kcal por unidade e todas com uma camada generosa de chocolate.

A VITAFOR® apresenta dois produtos que chegam para reforçar o portfólio da sua linha focada em potencializar a performance nos treinos: V-fort Ultra e o Termo Pluss sabor tangerina com chá verde, que potencializa e acelera os resultados da rotina de treinos. Além da degustação de receitas funcionais e saudáveis preparadas pela Chef gastronômica Luciana Rocha com produtos da marca.

E a NPND® (No Pressure No Diamonds) lança a bebida energética de 269ml zero açúcar em três sabores, que inclui 11 vitaminas, taurina e cafeína: Core Energy (sabor tradicional), Freezing Energy (limão cidreira com menta) e Amazon Energy (açaí).

Leia Mais...

 

Colunista MN - Juliana Rosa

Dra. Juliana Rosa é Nutricionista desde 2007, Palestrante, Especialista em Nutrição desde 2009. Colunista em revistas e no Blog Nutricionista Juliana Rosa onde conta as principais novidades dos eventos de nutrição e nutrologia, bem como as novas práticas clinicas, baseadas em evidências e lançamentos de produtos da área fitness e saudável, compartilhados nas suas redes sociais. Realiza atendimento em consultório, de forma presencial, por videoconferência e In company, para empresas que desejam cuidar e/ou prevenir questões de saúde e produtividade dos seus colaboradores.

Colunistas MN

Temos Muito Orgulho dos Nossos Colunistas MN

Empresário - José Sevieri Colunista MN

 

Nutricionista - Caroline Trevisan Colunista MN

 

Empresário - Francisco Assis Colunista MN

 

 

banner

Medidor de Atividade de Água - Humimeter RH2

Fornecedor

Gestão de compras para restaurante

Produto, Qualidade e Preço para o Decisor de Compra do Mercado de Alimentação através do OFFe Marketing Nutricional!

      OFFe Ofertas & Soluções

- o Guia de Compras do Restaurante -

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?

 

Fornecedores & Soluções - Produtos, Serviços e Consultoria Técnica

Com a procura constante dos Compradores por Fornecedores Qualificados e Técnicos no setor da alimentação, o Marketing Nutricional oferece aos gestores de serviços de alimentação, uma ferramenta de consulta fácil e atualizada: OFFe Ofertas & Soluções.

Solução desenvolvida para que Restaurantes Comerciais, Cozinhas Industriais, Cozinhas de Hospitais, Restaurantes de Hotéis, Padarias, Lanchonetes, Redes de Fast Food entre outros Serviços de Alimentação possam ser beneficiados na questão Compra e Qualidade que só o bom Fornecedor pode oferecer através do OFFe Ofertas & Soluções.

Veja aqui - Conheça e Consulte a cada pedido!

Seção Marketing

banner
Marketing

Negócio

Governança Corporativa:
Um Pilar Para a Sustentabilidade e Perenidade

Por Alexandre Silva Rosa

emfoco

Ao longo dos últimos anos, houve um aumento significativo das discussões envolvendo tópicos de ESG na gestão de companhias em todo o mundo. Apesar de os aspectos sociais e ambientais estarem ganhando cada vez mais destaque, o pilar mais avançado no Brasil atualmente e pauta nas médias empresas familiares é o da governança corporativa.

Em um cenário onde mudanças rápidas são praticamente rotineiras, é necessário se adaptar. E quem investe em governança corporativa sabe que este é um princípio que está cada vez mais em ascensão e que gera valor a longo prazo, promove o crescimento da empresa, assegura a sustentabilidade na trajetória da empresa e sua perenidade, aumenta a competitividade, além de harmonizar e equilibrar as relações societárias e familiares.

Desde a criação do Novo Mercado no ano 2000, o mercado brasileiro vem estabelecendo um padrão de governança, com a adesão de práticas e obrigações específicas visando o aumento da transparência na divulgação de informações para o processo de tomada de decisão dos acionistas e investidores.

O CFA Institute, por sua vez, divulgou no final de 2021 seu ‘Global ESG Disclosure Standards for Investment Products’, que estabelece parâmetros de transparência que os gestores poderão seguir. E algumas gestoras já tomaram o assunto para si, como é o caso da BlackRock que incluirá uma espécie de termômetro “verde’ em seus fundos.

No Brasil, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais, a Anbima, publicou também no final de 2021, novos critérios para identificar fundos de investimento sustentáveis. As novas regras incluem não somente o cumprimento de diversos critérios aplicáveis ao fundo, mas também requisitos para a gestora.

Foi priorizada, ainda, a adoção de regras que estabelecem princípios a serem seguidos pelas casas e foi criado um novo sufixo IS (Investimento Sustentável) para os fundos que estejam alinhados. As regras entraram em vigor no dia 3 de janeiro de 2022 e os fundos terão 12 meses para se adaptarem.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) criou uma nova regra com a Resolução CVM 59, de 22 de dezembro de 2021, alterando a Instrução CVM 480, que começa a valer a partir de 2023. Com isso, o formulário de referência, documento que reúne as principais informações sobre as companhias abertas, passará a exigir dados sobre as práticas ambientais, sociais e de governança. Assim, o investidor passará a ter acesso a dados no mesmo documento no qual são divulgadas informações de ordem econômico-financeira da empresa.

Essa é uma das principais discussões atreladas à agenda ESG, uma vez que hoje não existe um padrão internacional (nem nacional) para a divulgação dessas informações. Embora existam diretrizes sobre o tema, muitas empresas ainda se baseiam em critérios subjetivos ao se apresentarem como sustentáveis, prática que pode resultar em greenwashing.

O greenwashing é uma prática enganosa que se contrapõe à ética que está sendo exigida das empresas no século XXI. Por mais que pareça interessante e tentador mostrar para seus clientes que sua empresa está sendo ecologicamente correta e amiga do meio ambiente, não o faça se não for verdade. Hoje, mais do que nunca, clientes não toleram mais discursos dissonantes. Autenticidade e transparência são os arcabouços fundamentais para corporações que querem conquistar o coração dos usuários. Construção de marca, posicionamento, propósito e valores significam negócios.

Sem uma boa governança corporativa, não é possível a implementação eficaz de ações sociais e ambientais e o alinhamento dos objetivos da companhia à criação de valor de longo prazo para seus acionistas e a sociedade em geral. Sob o guarda-chuva da governança são definidas as regras e os procedimentos a serem observados para a tomada de decisão das companhias, desde a elaboração de políticas até a determinação de direitos e responsabilidades entre os seus diferentes participantes, incluindo o conselho de administração, os diretores, os acionistas, as partes interessadas e o mercado em geral. Dessa forma, a elevação dos padrões de governança corporativa está diretamente ligada a um aumento na transparência com que as empresas se relacionam e se comunicam com o mercado e seus acionistas, administradores, colaboradores e parceiros.

Não é por acaso que, ao longo dos últimos anos, as companhias com boas práticas de governança corporativa apresentaram uma performance superior aos índices de mercado em geral tanto nos Estados Unidos como no Brasil. Tendo em vista a evolução do mercado brasileiro sobre o assunto, não basta a mera divulgação de informações sobre integridade, políticas e códigos de ética e conduta. É fundamental que as empresas e todos os seus stakeholders percebam o valor que a efetiva adoção de boas práticas de governança gera em suas relações, na gestão de seus negócios e na forma como é percebida pelo mercado e pela comunidade na qual está inserida.

Utilizando uma metodologia exclusiva, a qual é aplicada por consultores seniores, a GoNext Governança e Sucessão tem orientado, ao longo de mais de uma década, aproximadamente 200 famílias empresárias nos melhores caminhos para que possam administrar sua governança.

emfoco

Alexandre Silva Rosa - Formado em administração de empresas com sólida experiência em Franquias - Gestão Operacional, Comercial, de Qualidade, processos e procedimentos. Atualmente é o Head de Franquias da GoNext Governança & Sucessão. Em experiências anteriores, teve sua trajetória em grandes empresas como a BR Distribuidora - atuando na gestão das franquias BR Mania e Lubrax+(Petrobrás); o Grupo Madero - atuando na área de qualidade; a Holding de franquias SMZTO - atuando na gerência de operações; e até uma experiência internacional na Subway Argentina - desenvolvendo a expansão do território sul da Argentina e atuando com consultorias. É um profissional com forte inteligência emocional, engajado, organizado, pró-ativo, hands-on e com foco em resultados concretos

FOOD SERVICE

Empresa Aposta em Saudabilidade

emfoco

A Camponesa, marca de lácteos da Embaré, traz uma grande novidade para sua tradicional linha de leite em pó. Seus leites integral e instantâneo na versão 800g, ganharam um mix de nutrientes especial para suprir as principais necessidades nutricionais dos brasileiros. Além de trazer todos os benefícios do leite puro do campo, os produtos agora são fonte de Vitamina A, C, D e E e enriquecidos com cálcio, ferro e zinco.

A Embaré tem priorizado a saudabilidade em seus desenvolvimentos, oferecendo produtos com ingredientes que possam trazer benefícios nutricionais e funcionais para o organismo, sem deixar de lado a manutenção da qualidade e do sabor. O leite em pó Camponesa é um alimento completo, pois oferece em sua formulação apenas leite integral mais vitaminas e nutrientes essenciais à saúde”, comenta Adriana Antunes, gerente de marketing da Embaré.

Tradicional na venda de leite em pó, a Camponesa se destaca no cenário nacional entre os grandes players. De acordo com a Euromonitor, a Camponesa é a quinta maior marca de leite em pó do Brasil, com 4% de participação de mercado. Com base em dados divulgados pelo Instituto AC Nielsen, a Camponesa, presente hoje em todo o Nordeste, possui significativa fatia de mercado em Pernambuco: 67,7%, está entre as quatro primeiras marcas de leite em pó mais vendidas do país e entre as 3 primeiras no nordeste.

“Temos realizado um trabalho consistente ao longo dos anos, investindo continuamente em inovação, pesquisa e desenvolvimento para aprimorar nossos processos e garantir que a indústria entregue o melhor produto aos nossos consumidores. Fomos a indústria pioneira na fabricação do leite em pó de saquinho no Brasil, ajudando a democratizar o produto. É motivo de muito orgulho para nós ver o reconhecimento da marca Camponesa no mercado”, destaca André Antunes, diretor comercial da Embaré.

A companhia avança no projeto de ampliar a participação no mercado interno de lácteos com a produção de leite em pó. No ano passado, a Embaré arrendou uma fábrica em Patrocínio(MG) com foco na expansão de vendas, permitindo um aumento de 16% da sua capacidade de processamento diário, atingindo a casa dos 2,8 milhões de litros de leite/dia.

Também de acordo com a Euromonitor, para o período entre 2021 e 2026, o instituto projeta um crescimento médio do segmento de 1,7% em volume vendido ao ano, e aumento de 3,8% em receita - sem incluir a inflação.

“O cenário que vivemos tem sido bastante desafiador, com aumento da inflação, alta nos preços dos insumos e a recessão econômica causada pela pandemia. Apesar de todas as adversidades, temos realizado um trabalho bastante consistente para mantermos competitivos no mercado e, por isso, estamos confiantes que conseguiremos atingir bons resultados esse ano”, afirma André.

Fonte: Camponesa

Comunicação

Observando com atenção seus clientes, sua faixa de idade, poderá descobrir oportunidades no atendimento e vendas

Por Giovani A. Mendonça

descrição da imagem

Você está atento a seus clientes? Sabe dizer qual é a faixa de idade de seus consumidores? Qual geração é mais frequente em sua loja?

Chamo à reflexão, pois as gerações têm suas particularidades, que, se observadas, compreendidas, podem identificar oportunidades no atendimento e venda. Para isto é preciso criatividade, sutileza nas estratégias, trazendo resultados diferenciados para seu negócio.

A geração com mais de 72 anos, conhecida como Geração Silenciosa, é marcada por uma série de dificuldades quando jovem, inclusive financeira, que a tornou mais rígida referente aos valores de família, religião e trabalho na busca para melhor sobreviver. A mulher e mãe teve uma valorização muito grande como esteio da família e o homem e pai, como o provedor. Ela cuidava da casa, filhos e religião e ele cuidava de prover e proteger a família. Ele além de influenciarem a próxima geração com rigidez e regras, trouxeram um elemento para o consumo importante: a demonstração de riqueza pela abundância à mesa. Portanto, eles vão com a filha/filho à padaria ou ao supermercado e, dependendo do poder aquisitivo hoje, fazem suas compras com abundância.

Se são essas pessoas que frequentam sua loja, o atendimento precisa ser cuidadoso pela idade delas, porque sempre foram tratadas com muito respeito, educação e cuidado, comum à sua geração de rígidas regras. A atenção diferenciada e o zelo são fundamentais. Chamar o cliente pelo nome, se possível, é determinante. Uma atenção diferenciada e paciente torna essas pessoas fiéis consumidoras.

Essa geração silenciosa influenciou a chamada Geração Baby Boomers, com pessoas que estão hoje na faixa de 54 a 72 anos (nascidos entre 1946 e 1964), que aprenderam com seus pais a importância da confiança e experiência pessoal. São fiéis às marcas, nem que para isso tenham que pagar mais caro. A tendência é seguir de maneira fiel os seus pontos de vista e escolha por marcas que criaram relação de fidelidade ao longo dos anos. Eles foram impactados pela chegada da TV e dos comerciais, trazendo marcas e nomes de produtos que são de memória afetiva e que têm pouca intimidade com as novas tecnologias.

Já a Geração X, com pessoas entre 37 e 53 anos (nascidas entre 1965 e 1980), traz a herança de lidar com o novo de uma forma mais cautelosa. Não quer perder o controle, mas, ao mesmo tempo, é um cliente que quer conhecer novos produtos, bebidas e opções em alimentos. É a geração do festival de Woodstock, que causou uma série de rupturas com os valores da sociedade. É composta por pessoas da época “hippie”, “paz e amor”, “drogas e rock’n roll” e de liberdade para as mulheres no Brasil. São responsáveis por grandes mudanças nos hábitos da época, portanto por mais que tenham cautela e sejam desconfiados, adoram experimentar novas propostas, o que impacta no lançamento de novos produtos. Representam 27,1% da população brasileira e gera 51,3% da renda das famílias (1), estão em franca atividade profissional e lidam de forma adaptativa com as novas tecnologias. Buscam ter domínio sobre essas tecnologias, por precisarem delas para lidar com o mercado e o novo mundo tecnológico.

A Geração Millennials ou Y tem de 21- 36 anos (nascidos entre 1981 e 1995). São imediatistas, acostumados à satisfação instantânea, movidos a desafios. É a primeira geração globalizada e cresceu com o avanço tecnológico. Eles têm uma característica própria: a revolução iniciada pela geração X influencia uma mudança de valores importantíssima para a Geração Y. Não se preocupam em ter carro, apartamento, fazer grandes reservas financeiras. São pessoas felizes e mais produtivas. Buscam todo o tempo o sentido da vida e a felicidade. São aqueles que fazem dieta equilibrada e tem hábito da prática de exercício em academia. Sairá desta geração o primeiro brasileiro a atingir 120 anos.

Eles não estão preocupados com marca e ou produtos, estão preocupados com estilo de vida e saúde. Buscam alimentos orgânicos e funcionais e são devoradores assíduos da leitura de rótulos de produtos. A decisão de compra passa pelas características do produto descrito no rótulo e também adesão do produto ou da loja a projetos comunitários, valorizam a matéria-prima e produtos de origem local. São movidos pela motivação de mudança alimentar. Esta geração fortaleceu os hábitos vegetarianos e veganos, já que por trás dessa escolha existe um fator ético em relação a vida dos animais e a conservação do planeta.

E se você não tem dentro de sua loja produtos que respondam às necessidades desta geração - como produtos fitness, vegetarianos e veganos – sua empresa não tem valor algum para os Y e seus amigos. Estão conectados às redes sociais e falam entre si, e a todo momento dão dicas de onde comprar boa comida. É uma geração que aprendeu a ganhar dinheiro mais cedo e procura ter sua personalidade própria. Simplesmente não querem se parecer com todo mundo, querem interagir e personalizar tudo, do sanduíche à moto nova.

A Geração Z, que tem entre 15 e 20 anos (nascidos entre 1996 e 2005) está conectada todo o tempo às redes sociais falando com seus pares. Eles concluem mais de 32% de suas transações neste ambiente virtual, mas vão até a loja quando resolvem comprar um bem de consumo durável, já que querem ver, pegar e sentir os produtos antes de fechar a compra na internet. É uma geração que gosta de passar o final de semana dentro de casa, vendo as séries num ambiente de streaming, em companhia de amigos. É uma oportunidade para o food service oferecer os combos de alimentos e bebidas a essa “galera”. Os membros da Geração Z, influenciados pela geração anterior, não querem se parecer com todo mundo. O exclusivo e personalizado está no radar deles.

Dentro de todo esse contexto das gerações, pergunto: o que se pode criar e estabelecer de estratégias dentro de sua loja ao compreender o que cada consumidor traz dentro de si?

(1) fonte: Grupo Abril/ Revista Exame

emfoco

Giovani A. Mendonça - Formado em Psicologia. Pós Graduado pela Fundação Getúlio Vargas em: Gestão pela qualidade e melhoria de processo. Atuou como consultor, palestrantes e treinador em diversas empresas como Shopping, Construtoras, Hospitais, indústria manufatureira, Empresas de serviços, Sindicato e Associações, Entidades de classe patronal a exemplo da Associação Brasileira da indústria de Panificação e Confeitaria-ABIP. Organizador dos Congressos Brasileiros da Indústria de Panificação e Confeitaria- CONGREPAN há 17 anos. Trabalha com expertise o fortalecimento de equipe e gestão de processo na indústria, para ampliação da produtividade e qualidade.Faz palestras de fortalecimento de equipe.

Seção Acontece - Mercado

banner
Agenda

emfoco

AGENDA 2022

Mercado de Alimentação - Food Service

 

Mostre sua Feira, Evento, Curso, Congresso, para o Setor de Alimentação

Mais de 35.000 Profissionais recebem Notícias e Informações através do nosso Portal Marketing Nutricional e de nossas ações de divulgação do que irá acontecer durante o ano.

Profissionais da área da Alimentação

Nutricionistas, Chefs, Gerentes, Confeiteiros, Cozinheiros, Proprietários de Restaurantes que procuram por novidades, conhecimento e atualização, acompanhem os Cursos e Eventos para os profissionais do segmento.

Vocês poderão através de uma pequena e simples pesquisa na Agenda do Portal Marketing Nutricional conferir o que acontece no seu mercado e os Cursos . Eventos e Feiras que desejam participar.

MERCADO DE ALIMENTAÇÃO 2022 - Feiras, Cursos e Congressos

 

descrição da imagem

Escolha seu módulo ou participe de todos

Marcia Melo - Curso Online - GESTÃO ESTRATÉGICA EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO

√ Curso Completo: 4 Módulos

Info e inscrições: Marcia Melo no Link da Bio: Instagram: @nutri.marciamelo

 

Faça sua divulgação: feira, curso ou evento estarem mais perto de quem busca informação no setor Food Service! Faça sua divulgação com o EM FOCO Food Service Marketing Nutricional.

descrição da imagem

Sua Feira, Evento, Congresso com mais visibilidade no Food Service!

Entre em contato conosco para tomarmos um café e conversarmos

Quer saber mais!contato

Seção SND Hospitalar

banner
SND Hospitalar

Hospitalar

Fornecedores para o Setor Hospitalar

Por Ozelia Dias

emfoco

Nós nutricionistas temos que ter um olhar muito crítico aos fornecedores que irão trabalhar conosco no fornecimento dos insumos para o processo produtivo de um hospital.

Como o nosso serviço trabalha com uma grande diversificação de fornecedores, temos que criar uma padronização para o cadastro destes no setor de Compras.

Uma conduta que podemos traçar é:

- fornecedores com SIF – não precisariam de visitas técnicas, já que possuem um órgão federal (Ministério da Agricultura), que realiza esta checagem de todo o seu  processo produtivo junto ao fornecedor.

- fornecedores sem SIF – estes fornecedores precisariam ser visitados, para conhecer seu processo produtivo, e avaliar se o mesmo atende todas as legislações pertinentes, RDCs e ANVISA.

Como ocorrem estas visitas:

Utilizamos um “check list”, que consiste de um questionário de mais de 120 perguntas onde são contempladas todas as áreas produtivas, baseadas na RDC’s e normativas da Vigilância Sanitária. Segue principais itens:

Documentação - (MBP – manual de boas praticas, dedetização, limpeza de caixa de agua, sistema de exaustão, etc);

Colaboradores - (exames admissionais, periódicos, uniforme, apresentação pessoal, conhecimento dos processos produtivos);

Estrutura Física - atender todas as normas de segurança, das RDCs como: piso, parede, teto, exaustão, ventilação, luminosidade, escoamento de água, etc;

Produção - atender as normas da ANVISA e RDCs, focando sempre a segurança alimentar;

Armazenamento - garantir as temperaturas corretas, principalmente cadeia fria, controle PEPS/PVPS, manter organização, atender RDC's, organização no acondicionamento dos produtos;

Distribuição - transportar em cadeias de temperaturas corretas, organização no transporte, atendendo as legislações;

Após a visita é preenchido o relatório que dará uma nota a este fornecedor, podendo ser considerado: aprovado, enquadramento ou reprovado. Quando o fornecedor recebe aprovado, está habilitado para vender seu produto, quando enquadrado, ele recebe uma cópia do relatório apontando os itens que devem ser corrigidos e em 3 meses é feito uma nova avaliação. Se os pontos não conformes dependam de obras, este tempo é estendido  para 6 meses. Caso venha a ser reprovado, ele não fornece. Este fornecedor pode fazer os reparos necessários e avisar ao setor de Compras para uma futura visita.

Com este check list a qualidade dos nossos fornecedores melhoraram bastante, consequentemente a qualidade do produto final.

emfoco

Ozelia Dias - Nutricionista Graduada pela UFF (Universidade Federal Fluminense). Pos graduada em Nutrição Clinica e Administração Hospitalar. Atua na Rede Dor São Luiz no RJ, desde 2005. Atuou em outros hospitais e na área corporativa da Rede Dor. Atuou na área de auditoria e assessoria. Faz parte do GEN (grupo executivo de nutrição), grupo focado no desenvolvimento profissional há 35 anos.

Seção Alimento Seguro

banner
Alimento Seguro

ALIMENTOS SEGUROS

Sustentabilidade

Sustentabilidade e Alimento Seguro - Qual a importância de evitar contaminações nos restaurantes?

Por Laura Magrini Luiz Alonso

descrição da imagem

A segurança dos alimentos e as práticas de sustentabilidade estão mais próximas do que você imagina! Basta direcionar seu olhar e ampliar as análises para perceber que as falhas de qualidade levam não somente ao comprometimento da saúde de clientes (o que já é extremamente importante), mas a desperdícios operacionais consideráveis.

Pense comigo: ao evitar que um alimento estrague, contamine ou passe da validade não estamos evitando o desperdício e utilizando de forma respeitosa aquela matéria-prima? Ao garantir que o alimento esteja seguro para o consumo não estamos atuando para que ele cumpra com o seu propósito de satisfazer as necessidades dos nossos clientes? Então, devemos alinhar os olhares.

Higiene e segurança são fatores que subiram na escala de importância dos clientes, tendo grande impacto no momento da escolha deste ou daquele estabelecimento. Além disso, a consciência em relação à cadeia produtiva dos alimentos, questões ambientais e transparência também vem crescendo diariamente, fazendo com que o cliente busque mais informações e cobre posicionamento de marcas e negócios.

Um produtor de refeições pode atuar de diversas formas em relação às questões ambientais, mas sabe-se que a primeira questão a ser avaliada é o desperdício pois ela impacta também no resultado financeiro.

Em minhas vivências na consultoria, não foram poucas as vezes em que me deparei com questões graves de higiene e segurança que culminavam no desperdício dos alimentos. Em anos de atuação e estudando o tema sustentabilidade, percebi que estavam interligadas e que trabalhando com fluxos enxutos, ajustando procedimentos, controles e atuando com as métricas certas, era possível falar em melhores práticas ambientais e almejar investimentos e melhorias.

Vejo 3 fatores que influenciam diretamente as questões de gestão da qualidade e sustentabilidade: produtos, processos e pessoas. Estes fatores são tão importantes que podem levar o negócio ao sucesso ou ao total fracasso. De forma simples, o cuidado com o estabelecimento de procedimentos, controles de processo e gestão de pessoas por si só já nos trazem muito trabalho. Fazer bem-feito o “arroz com feijão” da qualidade traz a oportunidade de trabalharmos com as atividades diárias bem executadas, bem gerenciadas e com zero desperdício ou algo próximo disso. Sim, este é um enorme desafio... para todos!

Um bom exemplo sobre o assunto é a gestão de compras e o planejamento, que irão influenciar diretamente o recebimento e o armazenamento de materiais. Com uma boa especificação de matéria-prima é possível identificar o uso pretendido, avaliar rendimento e reduzir os problemas de recebimento inadequado e fora dos padrões higiênico-sanitários.

Ainda neste contexto, através de diversas métricas, a equipe pode realizar os ajustes para adquirir apenas o necessário, evitando superlotação de estoque, problemas de organização e limpeza, produtos vencidos e até mesmo deteriorados. Neste exemplo bem simples, é possível observarmos a interferência da boa gestão na qualidade, segurança dos alimentos e redução de desperdícios.

Outra etapa é a de higienização de ambientes, equipamentos e utensílios. O uso adequado de produtos de limpeza, com composição natural, indicação de uso para o tipo de superfície e diluição adequada, assim como a execução correta do procedimento garantem um ambiente limpo, com menor risco de contaminação, economia de água e recursos. Existem produtos de desinfecção de hortaliças sem enxágue e centrais de diluição automáticas que facilitam o controle e uso adequado destes produtos.

Existem vários exemplos relacionados aos processos produtivos que visam a saúde e segurança dos clientes, mas que também podem e devem ser vistos pela ótica da sustentabilidade, analisados, implantados e implementados de forma viável e acessível. Todos os procedimentos de um restaurante podem ser pensados, repensados e desenhados para assegurar a qualidade, evitar desperdícios e trazer melhores práticas.

O uso de tecnologia pode trazer diversos ganhos nestes aspectos, com dados seguros, cruzamentos e tendências que podem dar suporte aos gestores na tomada de decisões.

Proponho um exercício: pegue como base os Procedimentos Operacionais Padronizados e tente adicionar a ótica da sustentabilidade. Quando temos um alimento seguro, não damos espaço ao desperdício por falta de qualidade. Pense nisso!

emfoco

Laura Magrini Luiz Alonso - Nutricionista. Fundadora da Cultiva.Eco (@cultiva_eco), uma empresa que atua em serviços de alimentação com foco em gestão da qualidade e sustentabilidade. Com especialização em Gestão da Qualidade e Controle Higiênico-Sanitário de Alimentos e Gestão Integrada da Qualidade, Saúde e Segurança no Trabalho, Meio Ambiente e Responsabilidade Social. Docente em cursos de pós-graduação. Conselheira no CRN-3 (Gestão 2020 - 2023).

Informe Publicitário

banner

Carnes fracionadas e embaladas a vácuo para restaurantes

A Chef Meat quer somar junto com seu negócio.

Queremos oferecer mais praticidade para sua cozinha, somos um açougue que está inovando o modo como vendemos nossos produtos, agregando valor a uma simples compra de carne.

Trabalhamos com produtos frescos com chegada de bois de segunda e quinta-feira, nossos profissionais são qualificados e prezamos pela qualidade que você vai colocar na mesa do cliente.

Nosso principal diferencial são as embalagens a vácuo fracionadas para sua necessidade, assim facilita o seu controle, sua organização fica mais prática, evita desperdícios, facilita o trabalho do cozinheiro, fazendo você ganhar em diversos sentidos.

banner

Entre em contato conosco, que tal batermos um papo sem compromisso?

Quero entrar em contato

CONSULTORIA

5 pontos diferenciais que uma empresa de controle de qualidade pode trazer de melhorias para o seu estabelecimento

Por Dr. Thiago Giacopetti

emfoco

O conceito de controle de qualidade deve ser de conhecimento de todos os profissionais envolvidos nos processos de fabricação de produtos, independentemente do segmento. Isso porque ele está relacionado ao cumprimento dos requisitos de qualidade, que interferem diretamente na satisfação do cliente final.

Mas, por que ele é tão importante? A questão é que o consumidor exige que o item adquirido esteja de acordo com as especificações técnicas prometidas. E estas são justamente garantidas através do controle de qualidade realizado internamente.

O que é controle de qualidade?

É um sistema adotado pelas empresas para medir a qualidade dos produtos e serviços, avaliando se estão de acordo com suas especificações técnicas. Ele torna o processo de produção mais unificado, uma vez que confere a ele um padrão e requisitos a serem seguidos.

Por isso, muitas empresas recorrem a empresas de consultoria e assessoria em controle de qualidade voltadas à nutrição.

A assessoria funciona como uma assistência de um profissional especializado em qualidade dos alimentos e normas de segurança alimentar exigidas por órgãos de fiscalização como por exemplo a Vigilância sanitária ou PROCON. Sua função é prestar auxílio técnico ao empresário desde o desenvolvimento do projeto até a execução do serviço, ou seja, o assessor se envolve operacionalmente com o problema, não apenas identificando problemas, mas também interferindo diretamente nos processos da empresa para solucioná-los.

A assessoria normalmente é a saída ideal para solucionar um problema específico já identificado e que exige uma solução prática ou para gerenciar um departamento que exija conhecimento técnico em determinada área.

5 PASSOS PARA REALIZAR O CONTROLE DE QUALIDADE NA SUA EMPRESA

Agora que você entendeu o conceito de controle de qualidade, vamos à prática! Então, acompanhe o passo a passo para ajudá-lo nessa tarefa:

1. ANALISE E PADRONIZAÇÃO DOS PROCESSOS

Analisarmos os processos é o primeiro passo para saber o que precisa ser melhorado e padronizado dentro do estabelecimento alimentício. cabe ao gestor acompanhar como a matéria-prima é adquirida e de que forma é manipulado, armazenado e, por fim, servido ao cliente.

Vivenciar todas as etapas é essencial para determinar se há alguma falha que precisa ser corrigida. Somente assim se pode realizar a padronização dos processos essenciais.

2. DEFINA A MELHOR METODOLOGIA DE TRABALHO

Existem várias metodologias e ferramentas que podem ser utilizadas para garantir a padronização e qualidade dos processos e promover a melhoria contínua.

Porém, é importante optar por um método que se encaixe na realidade do negócio. Caso contrário, ele irá se tornar apenas mais uma burocracia interna que cairá no esquecimento.

3. OFEREÇA CAPACITAÇÕES E TREINAMENTOS

Sempre que um processo é alterado, todos os colaboradores devem ser devidamente treinados. Caso contrário, como exigir melhorias, não é mesmo?

É importante mostrar não apenas as novas atividades, mas também o porque foram modificadas dentro do contexto de controle de qualidade.

Ofereça, ainda, outros tipos de cursos e capacitações que possam melhorar o desempenho no dia a dia. Aprender sobre novas técnicas de atendimento e manipulação.

4. ADOTE UMA COMUNICAÇÃO DIRETA

Quando se trata de controle de qualidade, as melhorias devem ser contínuas. Portanto, é preciso adotar uma comunicação clara e direta com todos os profissionais envolvidos, para que tenham ciência sobre o que está sendo feito e porquê.

Esse também é o momento de dar feedbacks e elogiar aqueles que fazem parte dos processos.

5. SATISFAÇÃO DOS CLIENTES

Como mencionado, o controle de qualidade tem como objetivo principal garantir a satisfação dos clientes.

Crie ferramentas que avaliem os serviços ou produtos e que deem sugestões de melhorias. Tudo que for colhido nesse bate papo deve ser levado em consideração, uma vez que é preciso estar alinhado com as vontades dos consumidores.

Com os serviços especializados da Nutricon Saúde, auxiliamos nas mais diversas áreas de qualidade do seu estabelecimento com a garantia de contratar um serviço de consultoria com experiência consolidada em mais de 10 anos em qualidade e segurança alimentar. Somos uma equipe com instrumentos e conhecimentos que o cliente necessita a um CUSTO x BENEFÍCIO!

Nutricon saúde
Nossa qualidade, seu sucesso.

Para qualquer dúvida, consulte a Nutricon Saúde.

emfoco

Dr. Thiago Giacopetti - Nutricionista consultor em segurança alimentar. Sócio da Nutricon Saúde. emfoco

Publicidade

Vigilância Sanitária

 

emfoco

Dr. Êneo Alves da Silva Jr- Traz mais informações sobre as questões Sanitárias, através destas informações você pode estar atualizando-se, informando-se e fazendo um melhor controle - Sócio/Diretor da CDL .

 

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 331, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

  Dispõe sobre os padrões microbiológicos de alimentos e sua aplicação

INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 60, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

Conheça as novas publicações da Anvisa:

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 331, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 60, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2019

Preencha o formulário e receba o pdf das novas publicações da Anvisa:

Vigilância Sanitária

Oferecimento da Seção

banner
Receita

 

Salada Caprese

Chef Rosilene Campolina


descrição da imagem

 

Ingredientes

✔ 4 tomates italianos maduros e firmes
✔ 300 grama(s) de muçarela de búfala
✔ azeite extravirgem a gosto
✔ 1 colher(es) de sopa de óleo de abacate extravirgem
✔ 1 maço(s) de manjericão
✔ flor de sal a gosto
✔ 1 dente(s) de alho pequeno
✔ pimenta-do-reino a gosto

 

Modo de Preparo:

Lave bem os tomates e corte-os em fatias. Corte a muçarela em fatias. Bata o azeite, o óleo de abacate, o manjericão, o sal, o alho e a pimenta no liquidificador até que a mistura fique homogênea, formando um pesto.

Coloque as rodelas de tomate em um prato, coloque as fatias de muçarela de búfala por cima, regue com o pesto, polvilhe flor de sal a gosto e sirva Sirva.

Chef Rosilene Campolina,
Proprietária e Administradora do Portal Gastronômico Chefachef na Chefachef Portal Gastronômico Chef a Chef é um Portal Gastronômico com assuntos pertinentes ao universo culinário, a saber: receitas, curiosidades, eventos, mídia, cursos, etc, destinado à todos os amantes da boa mesa ( aos que já sabem ou querem aprender) que comunga do prazer que desde sempre une os povos: a MESA!

Instagram:@rosilene_campolina
Facebook: @rosilene.d.campolina
LinkedIn: rosilene-campolina-a061ba2a
https://chefachef.com.br

Mono Porção de Iogurte com Pistache

Chef Abner Ivan


descrição da imagem

 

1º etapa - Biscuit de Chocolate

Ingredientes

✔ 60g de Chocolate Meio Amargo
✔ 60g de Manteiga
✔ 100g de Ovos
✔ 60g de Açúcar
✔ 30g Farinha de Trigo
✔ 30g de nibis de cacau

 

Modo de Preparo

1 - Coloque em uma panela o chocolate e a manteiga para derreter em banho Maria ou microondas e reserve.
2 - Em Uma batedeira coloque os ovos e o açúcar. Bata em velocidade alta até que dobre de volume.
3 - Misture o chocolate e a manteiga derretida já fria com os ovos e o açúcar batido manualmente. Bem de leve para não perder a estrutura.
4 - Por ultimo misture bem de leve a farinha de trigo.e os nibis de cacau
5 - Colocar a massa em uma assadeira e levar ao forno a 180ºc por aproximadamente 10min.

 

2º etapa - Entremet de pistache

Ingredientes

✔ 40g de “Delipaste” de pistache
✔ 50g de açúcar
✔ 100g  creme de leite fresco semi batido
 ✔ 05g de Gelatina em pó sem sabor
✔ 25ml de água

 

Modo de Preparo

1 - Em uma panela, ferver o “Delipaste” de pistache com o açúcar. Acrescentar a gelatina já hidratada e derretida
2 - Deixar esfriar e misturar com creme de leite fresco semi batido

 

3º etapa - Mousse de iogurte

Ingredientes

✔ 200g de creme de leite fresco
✔ 200g Chocolate Branco
✔ 10g de Gelatina neutra
✔ 50ml Água
✔ 100g de creme de leite fresco semi batido
✔ 100g de de iogurte natural (tipo grego)

 

Modo de Preparo

1 - Em uma panela aqueça o creme de leite fresco coloque-o ainda quente sobre o chocolate branco.
2 - Acrescente a gelatina já hidratada e derretida e deixar esfriar.
3 - Bata o creme de leite fresco com o iogurte a ponto de semi batido.
4 - Acrescente o chantilly semi batido ao ganache feita com chocolate branco e o creme de leite fresco aquecido e a gelatina sem sabor, já fria.

Chef Abner Ivan Xavier Leme,
Consultórias, Treinamento de equipe Desenvolvimento de produtos - No inicio se aprofundou em panificação e no decorrer do tempo foi passando para a confeitaria, confeitaria fina e atualmente se dedica à chocolateria. Como demonstrador técnico da Casa do Confeiteiro, de Jundiaí/SP, Abner adquiriu ainda mais experiência, possibilitando participar de vários concursos no setor, como o 5º TOPTEC 2011 – Torneio de Técnicos da Revista Padaria 2000 – quando conquistou a segunda colocação. Em 2012 investiu em viagem para França e Bélgica para ampliar os conhecimentos. Na ocasião, teve a oportunidade de estar com os melhores chefs e professores da confeitaria e panificação Européia. Conheceu a produção das mais famosas casas do segmento em Paris e participou de workshops na EUROPAIN, e também em 2012 conquistou o prêmio BakerTop GRAN CHEF PÂTISSIER Cordão de Ouro – produzido pela Padaria 2000. Em 2013 fez vários testes de receitas e tendências da confeitaria e chocolateria, foi jurado da final do Gran Chef Pâtissier 2013 e ingressou na área de consultorias pelo Brasil. Em 2014 ficou entre os 7 finalistas em um concurso de receitas gourmets de chocolate na Feira Internacional de Chocolate de Óbidos Portugal,Onde conquistou o 1ºLugar em uma grande competição Internacional representando nosso País.

E-mail: a.ivan.cdc@gmail.com
Instagram:@chefabner
Facebook: @CHEFABNERIVAN

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp

Selo do Patrocinador

banner

OFFE

banner

Certificados Conteúdos - Artigos 2018

banner

Fornecedores

banner

Certificados Conteúdos - Artigos 2017

banner

Veja como Anunciar

banner

MERCADO PROFISSIONAL

banner

ENTREVISTA

banner

COLUNISTAS MN

banner

BLOG DOS PROFISSIONAIS

banner

Edições Anteriores - EM FOCO Food Service

banner Saiba mais...

DIVULGAÇÃO - DESCONTO PARA CLIENTES DO EM FOCO FOOD SERVICE

banner

Mantenedores

banner

Emprego

Notícias do Setor de Alimentação. Cadastre-se!

Rafael Duarte - Colunista MN

Chef - SidCoelho Colunista MN

Chef Paulo Silva

CENTRAL FOODS - Distribuidora Completa

Open Offices

Zilma Tavares - Colunista MN

365 - Melhorando as Cozinhas Food Service

EXPOMEAT 2019 - Apoio Mídia Marketing Nutricional

Ger. Corp. Itabom - Camacho Colunista MN

Thais Tami Kenko Assessoria: Colunista MN

DIVULGAÇAO

banner

DIVULGAÇAO

banner

DIVULGAÇAO

banner

O verdadeiro Frango Caipira desde a criação. Cocoricór

DIVULGAÇAO